Resenha: Fablehaven (Brandon Mull)

Criaturas mágicas são reais. E assim como alguns seres reais estão sob risco de extinção em todo o mundo. Reservas foram criadas com o intuito de proteger essas criaturas da ameaça de extinção. O casal Sorenson são zeladores responsáveis por uma reserva deste tipo, eles também são os avós de Kendra e Seth…

Kendra e Seth vão passar férias “forçadas” na casa de seus avós paternos em Connecticut. Para as crianças e para os outros membros da família, os avós são do tipo antissocial e manter contato com os familiares definitivamente não é uma de suas atividades favoritas. Em um primeiro momento tanto as crianças quanto vovô Sorenson, pois é o paradeiro de vovó Sorenson permanece uma incógnita durante boa parte do livro, estão receosos: as crianças porque não querem ser deixadas ali e vovô Sorenson porque tem segredos a manter e responsabilidades para cumprir. Mas, nenhum deles pode evitar a convivência durante esse período e no primeiro dia vovô Sorenson já impõe às crianças inúmeras regras a serem cumpridas e proíbe o acesso ao celeiro e à floresta. Como contrapartida é oferecido às crianças um belo quarto no sótão repleto de brinquedos e distrações e a Kendra em especial vovô Sorenson dá três chaves e a instiga a descobrir o que elas abrem.

Kendra, uma menina responsável e que segue as regras começa a investigar, Seth por outro lado é metido à destemido e aventureiro e não demora muito para que ele quebre às proibições de seu avô e faça uma visitinha à floresta. O menino tem então seu primeiro contato com uma das criaturas que habitam a floresta e consegue convencer a irmã a fazer uma segunda visita com ele. Concomitante a esses acontecimentos, Kendra desvenda o mistério das chaves e isso leva às crianças a experimentarem algo que lhes permitirá ter um maior contato com esse mundo mágico. Ao avô não resta alternativa a não ser fornecer algumas informações:

“- Fablehaven? – repetiu Seth.

– O nome que os fundadores deram a essa reserva séculos atrás. Um refúgio para criaturas místicas, uma intendência passada de zelador a zelador ao longo dos anos.”

A partir desse momento as crianças descobrem o que é Fablehaven e suas criaturas mágicas, mas também passam a ter responsabilidades porque cuidados devem ser tomados. No que diz respeito à Kendra, esses cuidados são seguidos a risca, mas o que dizer sobre o intrépido Seth? Em meio a tantas criaturas mágicas o garoto se mete em encrencas para as quais as soluções nem sempre são as mais recomendáveis. E esses atos algumas vezes trazem conseqüências que de forma alguma são agradáveis.

Depois de um ato impensado, as crianças sem vêm às voltas com um grande problema que precisa ser solucionado o mais rápido possível. Estátuas, desaparecimentos,  reaparecimentos, demônios, sociedades… em que elas foram se meter? Leia e descubra. Se encante e desvende as supresas de Fablehaven, uma história deveras divertida e sombria ao mesmo tempo e com algumas criaturas bem interessantes. Mas, não espere nenhuma narrativa épica e repleta de referências mitológicas. A narrativa de Mull é bem concisa, ele não é muito adepto das descrições, o que confesso não gostei muito, com todo um mundo mágico a ser descoberto o autor peca em não explorar mais essa oportunidade. Em contrapartida, a história ganha mais agilidade e com os eventos se sucedendo de forma rápida fica difícil largar a leitura. Só achei meio confusa a sua narrativa em alguns momentos, explico-me, em algumas partes a narrativa está estruturada em primeira pessoa e de repente no próximo parágrafo ele utiliza um narrador onisciente, em alguns momentos essa estratégia ficou estranha. Espero que o autor nos brinde com mais descrições nos próximos livros,  pois é me viciei em mais uma série. Ainda bem que tenho amigos que compram os livros e depois me emprestam para ler.

A série conta com cinco livros:

1. Fablehaven

2. Fablehaven: Rise of the Evening Star

3. Fablehaven: Grip of the Shadow Plague

4. Fablehaven: Secret of the Dragon Sanctuary

5. Fablehaven: Keys to the Demon Prison

Mais informações sobre a série: http://brandonmull.com/site/books

Mais informações sobre a série no Brasil: http://www.fablehaven.com.br/

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac
Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

5 Respostas para “Resenha: Fablehaven (Brandon Mull)

  1. alinde

    Dona Núbia, que resenha FODA. Deu vontade de ler, mais um pra minha lista que não para de crescer >.<''

    Curtir

  2. Nossa fiquei com muita vontade de ler isso!
    É o estilo de livro que eu amo… fantasia total *-*

    Parabéns pela resenha boneca, ficou muito show. Passou a idéia do livro e a vontade de conhecê-lo!
    Amei!

    =*

    Curtir

  3. Pingback: Meme #26- Sua semana em grande detalhe « Blablabla Aleatório

  4. Pingback: Dia 25 – O seu dia, em grande detalhe « Indily's Place

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s