S.O.S. Namoro à distância

Quem frequenta o Blablabla sabe que eu namoro à distância. E não é uma distancinha boba qualquer, não… Eu sou de Jundiaí, interior de São Paulo, e estudo em São Carlos, mais interior ainda; enquanto ele é de Curitiba, no Paraná. É, minha gente, a coisa é interestadual aqui…

Mapa Jundiaí São Carlos Curitiba

Até que no mapa não parece que é tão longe ne?

No entanto, estamos perto de completar dois (lindos e perfeitos) anos juntos, em nada atrapalhados pela distância, apesar da saudade… E ouço tanto a pergunta “Mas como você agüenta?!” que decidi fazer um post a respeito. Não sou especialista, nem quero virar, e sei que posso falar coisas óbvias ou com as quais você não concorda… Falarei (ou tentarei falar) de alguns aspectos do namoro à distância que nem todo mundo considera antes de mergulhar de cabeça.

Tenha certeza do que você quer ANTES de começar

Pode parecer meio óbvio, mas nenhum namoro PERTO funciona se você não tem certeza daquilo, imagina um à distância?! Não vai durar dois dias…
Então antes de se propor a encarar a distância, para um momento e veja se você não está sendo precipitado na decisão. Às vezes vale a pena manter na amizade e esperar as coisas ficarem mais palpáveis antes de enfrentar a estrada.

Ah, e é sempre bom tentar saber o quanto a outra pessoa está envolvida. Se é isso mesmo que ela quer. Porque quando um não quer, dois não namoram à distância.

Em todos os meus namoros antes deste, ficava imaginando a vida sem o namorado em questão… Isso mudou com o Fábio. Com ele eu só imagino a gente juntos, perto… Eu tenho total certeza de que quero passar meus dias perto dele. E se não estivesse tão certa, não teria arriscado a nossa amizade falando pra ele que gostava dele. =)

Faça planos

É o mais importante de tudo! Namorar à distância implica em planejar quase todos os feriados desde o primeiro dia do ano até o último. Não precisa ser um plano definido, mas pelo menos um guia. Saber quem que vai viajar, quando vai, quando volta, onde vai ficar…

O planejamento é importante por dois motivos, pelo menos: 1) fica muito muito mais barato comprar passagens (aéreas) antecipadamente e 2) AJUDA.

Como assim AJUDA? É muito simples. A pior parte de estar perto é saber que logo logo, em questão de dias, vocês vão ficar longe de novo. E com certeza saber quando vocês vão se ver de novo ajuda na despedida. O aperto no coração é um pouco menor, porque o reencontro já tem data marcada.

Viaje

Sabe aquele ditado que diz “Se Maomé não vai até a montanha, a montanha vai a Maomé”? Bom, já que os dois estão longe, para vocês se verem ALGUEM vai ter que se deslocar. A decisão de quem vai ser deve ser tomada baseada em alguns parâmetros, como:

Avião desenho– Disponibilidade (tempo): Naquele feriado/fim de semana, quem poderia ficar mais tempo? Não seria muito esperto eu ir pra Curitiba, por exemplo, no feriado de 7 de setembro, quando lá, dia 8 é feriado também e o Fábio poderia ficar 1 dia inteiro a mais aqui*.

*Regra: JAMAIS despreze o poder de uma hora a mais juntos, quanto mais um dia.

– Disponibilidade (financeira): Quem ganha mais? Normalmente fica mais tranquilo para essa pessoa ir, ou pelo menos fica mais tranquilo ela pagar a visita do outro (gente, em namoro à distância vale muita coisa, mas não vale ficar com orgulhinho bobo de não aceitar dinheiro pra viagem!).

– Hospedagem: Muita gente esquece que viagem implica em ficar em algum lugar. Claro que, com o passar do tempo, o normal é ficar na casa do namorado(a), mas verifique se isso não incomoda os donos da casa. Ah, ele mora sozinho? Seus pais se incomodam?

Travesseiro coração

Claro que, se nenhum dos dois mora mais com os pais, não devem satisfação a ninguém, isso provavelmente não será um problema.

Organize-se!

Sim, isso parece repetitivo, mas é que é muito importante saber quem viaja quando para poder seguir este item… Que é justamente o de comprar passagens. Quanto mais longe for o namoro, mais tempo vai ser gasto no deslocamento, então organização é essencial.
Querem um exemplo? Jundiaí-Curitiba, de ônibus, com sorte, sem trânsito, com escala (lol) em São Paulo custa R$55 (mais ou menos) e 7 horas (saindo umas 22h, chego lá às 5h da manhã). De avião, planejando, comprando antes, na promoção e considerando que o avião não atrasa, vai ser R$100 (bem mais ou menos) e, pasmem, uma hora. Ok, ok, vou ser mais justa… Tem que chegar uma hora antes pro check-in e Jundiaí fica a meia hora do aeroporto, ok… A viagem toda dá umas 2h30.

Chamamos a isso de custo-benefício. Vale a pena gastar investir um pouco a mais na passagem para:
1) Chegar antes = ficar mais tempo e 2) Viajar menos = mais conforto? Para mim, vale. E para você?

E agora fica a dica preciosa de como fazê-lo: Decolar. Neste site, você coloca dias e cidades de ida e voltam e ele te retorna os melhores preços. Aí, você escolhe o voo ideal e entra no site da empresa que o oferece e compra direto com eles. Este site, e o Submarino Viagens e, imagino eu, outros tantos sites que fazem este tipo de pesquisa cobram uma taxa de uns R$30,00 para intermediar a compra. Ora, você é uma pessoa culta, namora à distância, não tem porque temer os sites das companhias aéreas e pagar mais caro pela passagem…

EDIT: O Vinícius TT1 do CupcakEtc, que também namora à distância, me lembrou de uma dica muito útil na hora de comprar as passagens. Se vocês conseguiram planejar datas de duas viagens, podem comprar as passagens intercaladas. Um exemplo pra explicar melhor:

Viagem 1: de 03 a 06 de julho
Viagem 2: de 19 a 24 de setembro

Ao invés de comprar ida dia 03 e volta dia 06 e ida dia 19 e volta dia 24, compensa financeiramente comprar ida dia 03/jul e volta dia 24/set e  ida dia 06/jul e volta dia 19/set. Isso porque as empresas aéreas dão desconto se você ficar mais tempo em terra, como eles chamam. Atente para o fato de que, comprando assim, o segundo conjunto de passagens tem origem e destino trocados com o primeiro conjunto.

Não entendeu? Eu explico..

Dia 03: saída Campinas chegada Curitiba
Dia 06: saída Curitiba chegada Campinas
Dia 19: saída Campinas chegada Curitiba

Dia 24: saída Curitiba chegada Campinas

Tão vendo? A origem do primeiro conjunto é a chegada do segundo.

É uma dica valiosíssima, então tente sempre planejar pelo menos duas viagens por vez. Valeu TT!!!

Também vale a pena visitar a rodoviária da sua cidade e descobrir o trajeto rodoviário. Todas as empresas têm um site na internet, onde você pode analisar os horários dos ônibus e comprar o mais conveniente. Atentem para o fato de que para algumas linhas há mais de um tipo de ônibus. Normalmente os convencionais são os mais baratos.

Programas de Fidelidade

Devo assumir que, neste ponto, eu ainda falho. Meu namorado já veio várias vezes com passagens compradas através de programas de fidelidade, mas eu ainda não consegui. Preciso seriamente sentar um dia e analisar os das empresas que eu mais uso e porque eu não consigo pontos. Eu voo e os pontos não aparecem…

Mas enfim, é importante se manter atualizado: é uma economia brutal conseguir uma passagem de graça (ou quase)! Ela significa uma viagem a mais.

Basicamente, cada companhia aérea tem o seu programa de Fidelidade, o da Gol/Varig é o Smiles, o da Tam é o Tam Fidelidade, o da Azul é o Tudo Azul… Normalmente tem um link na página inicial do site da empresa que leva ao programa em questão.

Paciência

Como já dizia o sábio: Paciência é uma virtude. E quando o assunto é namorar à distância, paciência é um pré-requisito.

É normal fraquejar uma vez ou outra, mas é importante manter o foco e ter paciência. Os dias vão passar e as viagens planejadas vão acontecer e vocês vão aproveitar demais os dias perto. E mais dias longe virão, e você tem queaceitar… E quanto mais cedo você aceitar esse fato, menos vai doer.

Futuro

Mapa Longe

Este eu acho que é o item mais importante de todos. O futuro. Porque assim como você não pode começar um namoro à distância sem saber se quer isso mesmo, não pode continuar sem saber para onde estão caminhando. Se ambos aceitam ficar longe por algum tempo até poderem ficar perto, é uma coisa; mas se nenhum aceita trocar a vida para diminuir a distância, esse namoro tem um único destino: o fim.

Afinal, ninguém gosta de ficar sozinho, e se você gosta da pessoa o bastante pra aceitar ficar viajando, passar a maior parte do tempo longe da pessoa, gastar dinheiro viajando e tal… SEM querer planejar um futuro ao lado dessa pessoa, você está jogando no lixo tempo seu e dela.

Então sonhem. Façam planos, de todos os tipos: dos mais impossíveis como fugir e casar aos mais práticos, como um tentar transferência para a cidade do outro, ou fazer uma pós na mesma faculdade… Planos A, B, C, D, E, todo o alfabeto: conversem sobre o futuro que desejam juntos. É um assunto gostoso que rende papo por dias e anima. (mas cuidado, como dizia Dumbledore, faz mal ficar sonhando e se esquecer de viver).

Skype

Eu e meu namorado temos planos de celular que permitem que a gente fale o quanto a gente quer no telefone, sem gastar muito (será que pode propaganda? É o Liberty pós pago da Tim). Apesar deste plano mágico que revolucionou nossas vidas, a gente praticamente não desliga o Skype.

Porque? SIMPLES! Imagem ao vivo. Pode parecer besteira, mas quando você não pode estar com a pessoa, ajuda muito ver a cara dela pelo computador. Se você é que nem a gente, e adoooora ficar na frente do PC, o Skype é uma ferramenta indispensável, porém não insubstituível. Dizem por aí que o MSN e o Gtalk no Gmail fazem o mesmo, mas nunca testei. Sou fã do Skype mesmo…

Ciúme?

Nada em excesso é bom, e se ciúme já estraga um namoro sem distância, ele mata se há mais do que alguns quilômetros entre os amantes… Um(a) bom(boa) namorado(a) vai ter que aceitar que os dois têm uma vida entre as visitas. Uma vida triste, sem namorado por perto, mas uma vida mesmo assim.

Em namoros à distância, ambos têm que aceitar que o outro tem amigos, tem família, tem VIDA. Querer impedir que ele (ou ela) saia é motivo pra briga e é simplesmente ridículo, já que há vida fora do computador.

Não vou brincar, essa é a parte mais difícil às vezes… Porque os horários tendem (oi Murphy) a não bater, e aí pode acontecer de o máximo de comunicação entre os dois ser algumas sms trocadas durante o dia, ou alguns minutos roubados no celular.
Acontece, ué. Cada um tem sua agenda e temos que aceitar. Não podemos viver nossa vida esperando dedicação total da outra pessoa, muito menos quando ela tem a sua vida a centenas de quilômetros da sua… E, eu garanto, nada desgasta mais um relacionamento do que a exigência de 100% de atenção. Se você pensar em impedir seu parceiro de sair, você perdeu. Aquela frase de amizade vale aqui: Tudo que amo deixo livre, se voltar foi porque as conquistei, se não voltarem foi porque nunca as tive de verdade.

Confiança

Confiança Pedra

Em você e nele. É importantíssimo que os dois construam uma relação, uma rede de confiança que seja inabalável. E por inabalável, eu quero dizer que não tem como destruir MESMO. Você tem que acreditar que ele não vai te trair e tem que ser capaz de fazê-lo enxergar o mesmo em você.

Poderia até dizer como eu e meu namorado conquistamos essa confiança mútua, mas o que serviu para nós pode não funcionar para você (como tudo deste post, por sinal). Mas duas coisas ajudam: conversar e ouvir. A partir do momento que eu e o Fábio entendemos que estávamos, realmente, na mesma página, querendo a mesma coisa, passamos a ver sinais nas atitudes um do outro que permitiam consolidar a confiança enorme que já tínhamos um no outro, construída na nossa amizade de mais de um ano.

Deveria ser desnecessário dizer isso, mas: acredite mais nele do que em qualquer outra pessoa. O mundo está cheio de pessoas toscas que querem nos ver para baixo, e que usam de qualquer estratagema para tornar isso possível. Se um joão-ninguém te falar que viu seu namorado com outra no shopping dia tal, e ele te disser que não aconteceu, qual estará mentindo? O seu namorado que, teoricamente, quer apenas o seu bem, ou o fulano? Eu fico besta com o número de pessoas que não consegue confiar no namorado e prefere chegar na voadora ao invés de sentar e conversar…

Carência

Haverá dias em que um dos dois estará mais triste e deprimido, achando que tudo está fadado a terminar mal, e é imprescindível que o outro tenha paciência e forças para acalmar e lembrar que o amor está presente e no fim, tudo acaba bem… O tal dia em que vocês vão ficar pertos “pra sempre” vai chegar, se os dois trabalharem para isso, e essa lembrança é poderosa também.

A carência, e a saudade são as piores coisas que enfrentamos durante os momentos que passamos longe. Sempre tem aquele momento em que precisamos desesperadamente de um abraço ou de um cafuné e ele está longe demais para ser possível. Porque saudade da voz a gente até mata no telefone, mas a saudade do toque, da proximidade, a tecnologia ainda não permite.

E nessas horas, quando a saudade aperta o coração e a carência tira o ânimo, você vai precisar fazer com que um telefonema seja o bastante para curar a dor. 100% paliativo,  porque a solução seria vocês estarem perto, mas faz passar naquele momento. Você vai aprender que se passou por enquanto, está ótimo, e quando voltar, você lida de novo com a dor…

Considerações Finais

Antes de terminar, vou fazer um comentário sobre uma prática que vejo por aí que me deixa profundamente irritada: terminar o namoro durante uma briga, pra voltar algumas horas/minutos depois. Todas as vezes, sem exceção, que vi isso acontecer acabou com o fim do relacionamento em questão. A única vez que terminaram comigo nessa calor da briga, quando ele se acalmou e quis voltar, eu não aceitei. Pra mim, fim é fim e não tem volta. Terminar um namoro não é uma decisão que possa ser feita assim, do nada, tem que vir de um conjunto de situações, uma combinação de fatores que fazem com que seja impossível continuar aquele relacionamento. Acho que se você parar e pensar “vou me arrepender? quero MESMO terminar esse namoro? estou 100% certo de que é este o caminho?” não vai se deixar ser levado pelo momento. Claro, posso (e espero) estar errada, mas não foram poucos os casos em que eu vi acontecer, então…

Enfim! Eu sou muito feliz com meu namorado, mesmo só o vendo alguns dias por ano. No fim do dia, é isso que conta. Todo o resto a gente consegue superar. Saber que eu tenho um amigo, um companheiro, que SEMPRE estará ao meu lado quando eu precisar é muito bom, e não abriria mão disso pra ter um namoro confortável perto. Eu sei que eu sou a pessoa certa pra ele também, eu vejo nos olhos dele (pelo Skype e ao vivo) que eu o faço feliz, que ele me ama e que o mundo é sim perfeito e eu tenho meu príncipe encantado. Nem tudo são rosas, mas já aprendemos a lidar com os espinhos. E espero que você, se algum dia se vir na mesma situação que a gente, consiga também.

___________

Enquanto eu escrevia este post, a Helga da Revista Online Olhares, conhecida por essa internet doida como Hellchan, entrou em contato comigo para me entrevistar para uma matéria sobre namoros online. É o universo entrando em sintonia para que essas coisas aconteçam… Só não sei quando a entrevista sai por lá =P Assim que sair eu aviso!

Bom, o texto ficou maior do que eu gostaria, mas menor do que poderia ficar. Falta muita coisa que eu aprendi nestes quase dois anos de namoro. Quaisquer dúvidas, podem deixar comentário que eu respondo assim que vejo que você postou.

Espero ter ajudado a entender como lidar com a situação de namorar longe. Aposto que quem namora à distância vai concordar com muita coisa, então acho que é um texto útil para quem está começando. Ah! Por favor! Vamos trocar figurinhas! Conte-me como você faz para lidar com a distância! 😀

Anúncios

41 Comentários

Arquivado em Felicidades aleatórias

41 Respostas para “S.O.S. Namoro à distância

  1. Apesar de não ter começado mesmo o relacionamento ainda, eu sei que é isso o que eu quero, estar junto dele, e se isso significa ter que namorar assim a distância, que seja.

    A gente não sabe como vai acontecer o que vamos fazer ainda pq é tudo muito recente e novo, e estamos tentando não ser afobados demais e ter calma pra planejar as coisas. Mas com toda certeza esse seu post, mana, vai me ajudar muito caso a gente demore um pouco pra ficar perto =)
    Acho que pra mim é quase um guia de sobrevivência hehehe

    Gostei muito e acho que é super legal da tua parte ter tido a ideia de fazer o post, já que hpje em dia está tão normal as pessoas se conhecerem pela internet. É uma grande ajuda pra quem está começando ou mesmo quem ficou longe pq o(a) namorado(a) se mudou, ou pq foi passar um tempo em algum outro lugar como um intercâmbio, por exemplo. Claro que aí fica um pouco diferente, mas lendo o seu post acho que facilitaria muita coisa em todos esses aspectos que dizem sobre um relacionamento a distância.

    Nossa escrevi demais xD, mas parabéns pelo post, mana ;*

    Curtir

    • Feanari

      Espero que possa ajudar mesmo… A idéia era dividir um pouco da experiência que já tenho com quem ainda não tem nenhuma. =) Se você precisar de qualquer coisa, pode pedir =)

      E o tamanho do comentário é proporcional ao tamanho do post ne? hauhuaehauea
      Que bom que vc gostou! =**

      Curtir

  2. Fábio

    (gente, em namoro à distância vale muita coisa, mas não vale ficar com orgulhinho bobo de não aceitar dinheiro pra viagem!)

    Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço. xD
    Você nunca aceitou que eu pagasse 😛

    Enfim… Muito foda. Você abordou TUDO que a gente já conversou. ^^
    Concordo em número, gênero e grau com o que você falou.

    Curtir

    • Feanari

      É que minha falta de grana nunca foi o fator que impediu a gente de se ver… Se algum dia for, eu prometo que vou aceitar sua grana =)

      E sim, claro que tem o que a gente já conversou, foi em tudo isso que eu me baseei. Acho que algumas coisas faltaram, não sei.. =P

      Curtir

  3. Omykron

    mari, além de relacionamento a distância, isso é um guia para relacionamentos.

    as pessoas ignoram que todos temos necessidades pessoais, carencias e tudo mais. o mais importante, seja a distancia ou a 2 minutos de porta a porta, são os dois estarem na mesma pagina.

    Curtir

    • Feanari

      Sim! Já vi muito namoro sem distância que não durava porque um sufocava o outro… Independentemente da distância, os dois têm que respeitar o espaço do outro, além de todas as necessidades que transcendem o namoro: carência, angústia, dúvida… Namorar é mais do que ter aquela pessoa que vc acha linda, perfeita e maravilhosa do seu lado; é ter uma pessoa que se importa com você e com quem você se importa.
      E é difícil achar pessoas dispostas a se doar pro outro. A dar sem necessariamente receber naquele momento… Daí a importância de estarem na mesma página, linha, palavra e letra… =)

      Curtir

  4. Carol

    E são tontos os que dizem que não funciona, e preferem ficar 30 anos sem conhecer ninguém legal pra ficar junto, que dar chance pra alguém que mora longe.
    Eu (de Vinhedo/SP) e o Gabriel (Porto Alegre/RS) tamos há 5 anos sem maiores problemas que os relatados no post.

    E sobre programas de Fidelidade, você avisa *na hora que vai fazer o check-in* que participa do programa e quer contar a viagem pra ganhar pontos? Eu não sei se é automático não.

    Curtir

    • Feanari

      Realmente é triste ver que tem gente que não aceita a possibilidade de namorar longe e prefere nem dar a cara a tapa e tentar…
      Eu lembrei de vocês, e fico muito feliz de saber que ainda estão felizes e juntos, embora longe =)

      Hm, não sabia que precisava falar na hora :O Vou tentar essa tática da próxima vez =) Valeu!!! Sei que na Gol, parece que os pontos são automáticos, porque vi meu Smiles e tinha um saldinho lá, mas nada nas outras..

      Curtir

  5. Fiquei pasma aqui!
    Admito que por hora eu ainda bloqueio no “tenha certeza que é isso que vc quer”.
    Não sei se tenho peito pra isso, não sei se dou conta… não sei de nada.

    Teu post tá fantástico. Tá completo, ta irreverente e explicativo, mas quem conhece vcs dois parece poder enxergar em cada linha escrita a trajetória e a obstinação!
    Vcs são o casal mais perfeito que já vi nesse sentido. E se ainda acho que possa existir amor á distância é por ter conhecido vcs dois!!!

    O Omy tá certo, teu post é um perfeito manual!
    Parabéns pelos ensinamentos apreendidos que agora puderam ser passados! =*

    Curtir

    • Feanari

      Ficou pasma porque? O.o
      E assim, assumir que é isso que você quer independe se você acha que vai dar conta. Isso vem com o tempo. Você aprende a dar conta. JUSTAMENTE porque é o que você quer. É um círculo vicioso =)

      Que bom que você gostou do meu post. A idéia era realmente tentar passar adiante meu aprendizado e tentar ajudar casais em dúvida… Tomara que mais pessoas, fora dos círculos normais que lêem o blog aqui, encontem este post.. =)

      BTW. Também acho eu e o Fábio perfeitos hahahaha Acho que tem gente demais que acredita em amor à distância por nossa causa, até fico besta. xD

      Um manual teria passos mais exigentes, e um namoro não pode seguir receita de bolo… É mais um risoto: cada um faz como prefere e acha mais gostoso ^^

      Curtir

      • Fiquei pasma com a riqueza de detalhes, com o “cronograma” gerado em tua mente que vc conseguiu explicar tão bem. Achei genial rs

        Quem sabe se aparecer alguém com quem eu realmente me identifique eu consiga encarar. mas por hora deixa essa de distância pra quem entende =D

        PS: Pra vcs a receita de “bolo” funciona! /dement

        Curtir

      • Feanari

        Ah hahhehuhaeau Sei lá, quando comecei a escrever, pensei em algumas coisas que eu considero imprescindíveis e parti daí… =)
        Espero que apareça, e espero que você consiga se jogar! hahaha

        A gente primeiro fez funcionar e depois veio a receita. Eu e o Fábio temos tudo isso e tínhamos mesmo antes de perceber o que era xD

        Curtir

  6. Vítor (redfield no omg)

    Mari, esse é um ÓTIMO artigo/guia/referência sobre namoro (a distância).
    Digo pelo fato de já ter tentado também e, lendo seu post, claramente identifiquei vários pontos nos quais eu ou ela pecamos.
    Por já ter tentado manter um relacionamento assim, sei como é difícil e percebo como você e o Fábio são pessoas muito bem decididas e conversadas e, por isso, torço para que a sua história continue tão bem quanto parece estar agora.
    Como você e outros bem sabem, estou no início de um relacionamento que me parece muito promissor e acho que as suas dicas são bem válidas pra mim também.

    Espero que vocês continuem bem e que um dia a distância deixe de ser dificuldade para vocês. Muito obrigado pelo guia e felicidades!

    Beijão!

    Curtir

    • Feanari

      Que bom que você gostou, Vítor! Fico muito feliz de saber que alguém leu e conseguiu identificar o que fez de errado em relacionamentos que não deram certo =) Claro que é chato que ele tenha dado errado, mas a gente aprende com os erros, ou pelos menos é o que dizem.
      Eu e o Fábio tivemos a sorte de nos encontrar na hora certa, de estamos na mesma página e sintonizados quando começamos a namorar. Isso facilitou muito… Também somos muito parecidos e pensamos de modo semelhante sobre algumas coisas chave no nosso namoro.
      Estou na torcida para que o seu namoro dê certo ^^ Sejam muito felizes!
      Obrigada por torcer por nós também!
      bjos!

      Curtir

  7. Pingback: Esta Semana… « Blablabla Aleatório

  8. Laura

    Parabéns Fea 😀

    Já passei por coisa do tipo, cê sabe. 😛

    Hoje em dia eu ainda tenho esse “problema”, mas, em escala menor.
    Dá 1h de distância, 70km e R$50 ida-volta 😛 (E a possibilidade de ficar longe só durante a semana, no FDS tá tudo em casa, hehe)

    Concordo em gênero, número e grau em tudo o que você falou. E acredito que a maturidade de ambos ajude no andamento da situação; conseguir colocar na cabeça isso tudo.

    Como você disse, quando um não quer, dois não fazem. Ambos tem de ter noção plena dos problemas e alegrias. Porquê, né, se não sabe brincar, nem desce pro play.

    Mas, adorei o texto.
    E o blog tá MUITO legal, por mais que eu não comente (preguiça, meh) acompanho pelos feeds do Twitter e do Buzz 😛

    Um beijo, e boa sorte nessa jornada com o Link! 🙂

    Curtir

    • Feanari

      Obrigada, Laura! E sei que você já passou por isso!hahaha

      E olha, já namorei um cara de Sampa, morando em Jundiaí/São Carlos e mesmo ver aos fins de semana conta como distância, porque tem que ver quem vai se deslocar, pode ser que numa semana não dê porque os dois têm coisa pra fazer… A coisa pode complicar igual… Por isso é tão importante os dois serem maduros e saberem quais são as águas em que querem nadar.
      Obrigada por ter passado aqui! Fico feliz de saber que você curte o blog!

      Beijos e boa sorte vc tbm no seu namoro ^^

      Curtir

  9. Pingback: Meme #26- Sua semana em grande detalhe « Blablabla Aleatório

  10. Dani

    Parabéns pelo artigo…
    Eu vivo isso…hehehe…moro em Pato Branco-PR e meu namorado em Ribeirão Preto…953 km 🙂
    Tenho certeza que não poderia estar mais feliz, mesmo com os probleminhas da distância…

    Curtir

  11. Rafaela

    Oláa, encontrei seu blog em um site de pesquisas. Estou na mesma situação de namoro a distância, mas minha história é bem complexa, sou do interior de Sp, e ele da capital (mas apenas a trabalho pois possui família(filhos, amigos, mãe etc), numa cidade perto da minha). Mas o que acontece é que vacilamos e no primeiro encontro, incendiário diga-se de passagem, engravidei. Bom, confiava nele, ele vinha me ver todo mês, nunca liguei pra ele, sempre ele que me liga, visto que moro com minha mãe então o telefone não é meu. Tudo normal para um namoro a ditância, e sexualmente falando, fui ativa até o nosso filho nascer e tal. Mas uns dias antes do bebê nascer, uma pessoa me ligou se dizendo mulher dele, que queria DNA, que ele daria pensão, e todo um papo bem cabuloso, sempre frisando que ele era casado. Bom chequei as informações como consegui, e constatei que era uma intriga. Mas antes claro, coisa de mulher, briguei com ele, falei que se era mentira por que nao me defendia. Bom passada a turbulencia, resolvi confiar nele, e mais, estou apaixonada por ele coisa que eu tinha meio que me colocado um escudo entende. Como fazer para passar pra ele que confio, demonstrar que amo ele, que deixo ele livre, e tal (temos 11 anos de diferença eu 21 ele 32…… Li o post, me ajudou demais. Desculpa o tamanho do texto. rs Beijosss

    Curtir

    • Feanari

      Oi Rafaela. Nossa, que situação!

      Bom, como eu disse no post, o que funciona pra mim pode não funcionar pra você, mas eu tentaria sentar com ele, olho no olho e falaria porque ele deveria confiar em você. Nunca minta para ele, por mais medo que você tenha dele se afastar: é importante que ele veja que mesmo as piores coisas você confia a ele. E acredite nele mesmo que pareça mentira. Vocês dois têm que acreditar que o outro não vai mentir, que não tem porque mentir e fim. É meio difícil falar para os outros o que fazer, mas é bem isso: para ele ver que você confia nele, confia mesmo: se abre. Você disse que tinha se mantido fechada e tal… bom, tá na hora de se abrir =)
      Boa sorte!

      Curtir

      • Rafaela

        Nossa adorei a rapidez da resposta… Fiquei emocionada rsrs… boba eu rsrs… Muiiito obrigada.
        No caso de me manter fechada era por medo de não dar certo e quebrar a cara. E o fato de termos tido um bebê não influencia em nada minha decisão e desejo de estar com ele. Como dizem filho não segura homem.
        E com relação a me abrir, sabe né, homem não gosta de muita melação, e eu to toda paixonadinha rs, queria demonstrar que estou com ele pro que der e vier, mas sem precisar usar muito as palavras, coisa que não é muito meu forte nem dele. Mas se tratando de problemas , quando tem eu falo mesmo, mas agora quero falar com serenidade e maturidade, não brigando como fiz rsr…
        Muiiiito obrigadaaa…

        Curtir

      • Feanari

        Ahh, agradeça o WordPress que me mandou um e-mail falando que tinha comentário novo =)

        Eu entendo essa de homem não gostar de melação, mas falar como você se sente de vez em quando não é melação. Eles podem dizer o que quiserem, mas não tem pessoa que não goste de saber que tem alguém do lado, apoiando, venha o que vier. Então acho que dá sim pra você falar sem que pareça meloso =)

        E ele tem que entender que você brigou antes porque se sentiu ameaçada, não porque gosta de brigar. Ou seja, no futuro, não vai resolver problemas dessa maneira.
        Mas são coisas que o tempo e o diálogo vão mostrar, não perca a paciência…

        E outra coisa, vocês precisam conversar mais. Você disse que palavras não são o forte, mas é falando que a gente se comunica, e não existe relacionamento sem comunicação =)

        bj!

        Curtir

  12. Rafaela

    Ahh você é muito simpática e atenciosa, como disse a uma resposta a leitora acima, você quer ajudar a pessoas que não tem tanta experiencia com namoro a distância como vc, então posso abusar um pouquinho??Rsrs
    No post você diz, que temos que planejar, eu sinto essa vontade de falar com ele sobre planos, sabe não planos de casamento pra ter uma familia imediatamente por causa do bebe, mas planos, de estudar, viagens, conseguiur realizar coisas, e futuramente, SIM, casar ou morar juntos, pois eu acho que quem namora, é pra um dia estar junto, dormir de concha, acordar junto, enfim… Mas ele nunca falou nessas coisas, será que é porque ele não tem essas pretenções…
    Você acha que devo expor essas coisas pra ele, quase que da mesma forma que te expus?
    E se ele se afastar, será que mesmo assim terei feito o certo, afinal como vc disse, se não há esse planejamento, o relacionamento está condenado ao fim né…

    Curtir

    • Feanari

      Não é abusar, fica tranquila.

      Bom, acho que o tipo de plano muda com o passar do namoro. Antes eu e meu namorado só tínhamos planos de ficar perto (diminuir a distância), hoje já falamos de casamento e morar junto mesmo… Você tem que avaliar em que fase do namoro vocês estão =)

      E às vezes só porque ele não fala, não quer dizer que ele não pensa. Ele tem 32 anos, provavelmente tem sim planos de se acomodar e viver uma vida a dois plena e satisfatória.
      Acho sim que você devia expor o que pensa pra ele. Primeiro porque vai ajudar ele a ver que você está comprometida com o relacionamento e, segundo, porque vocês precisam definir pra onde o namoro de vocês está indo. Se ele te disser que não pretende continuar com você, bom, melhor descobrir agora do que depois, não?

      Curtir

      • Rafaela

        Isso com certeza !!! Bom então é isso, vou tentar mudar as coisas a meu favor, e vamos ver as cenas dos próximos capítulos rsrs…
        Muuiiitooo Obrigaada…
        Já faz parte dos meus favoritos rs, se precisar posso voltar a te encher de pergunta né rsrs rsrs..
        Parabéns pelo blog. Já sou uma nova leitora dele.
        E obrigada de novo!!!!! Beijos.

        Curtir

      • Feanari

        Boa sorte! Que bom que eu pude ajudar =D
        Qualquer coisa pode vir sim
        bj

        Curtir

  13. Pingback: Os números de 2010 « Blablabla Aleatório

  14. Pingback: Desventuras carnavalísticas | Blablabla Aleatório

  15. Pingback: Desabafando… | Blablabla Aleatório

  16. Pingback: Pesquisas estranhas que acabaram aqui | Blablabla Aleatório

  17. Pingback: Sexta-feira Musical: Bittersweet (Within Temptation) | Blablabla Aleatório

  18. Van

    Oi…adorei seu posto e ja coloquei nos favoritos..qro sempre ler…eu namor a distancia e a gente se ama…eu me preocupa se faço ele feliz e ele preocupa comigo mutuo…vc esta d parabensssssss!

    Curtir

    • Que bom que vocês se amam apesar da distância. Não é fácil, mas vale a pena se vocês se gostam =)
      Boa sorte e se precisar de ajuda, pode contar comigo aqui no blog!

      Curtir

  19. Janaina Machado

    Olha te confesso q li seu testo como um alívio em uma madrugada de pensamentos distorcidos pela ansiedade,carência e saudade. A 1ano e 3meses vivo o mesmo, relacionamento à distância, e a muita distância igual vc. Meu namorado mora em Recife-PE e eu numa cidade do Interior de Mato Grosso do Sul chamada Dourados. Não é fácil mais me identifiquei muito com seu texto.Confesso q sou a parte mais dramática e como toda mulher às vezes penso besteira e entro em tristeza, mas seguimos juntos e unidos por planos e viajens mensais ou trimensais ou quando é possível. Gostaria muito de torcar figurinhas com vc! Adorei sua maneira de escrever e abordar os pontos positivos e negativos do assunto. Me mande um E-mail ou me add no facebook, preciso de uma ajuda de alguém q tem a mesma experiência q eu já q não tenho outras pessoas q vivem isso perto de mim, meu nome é Janaina Machado e-mail (email deletado para proteger autora do comentário)

    Curtir

    • Oi Janaína, tudo bem?
      Acabei de te mandar um email, e vou editar seu comentário para tirar o seu email do seu comentário para evitar que você receba mensagens indesejadas. Vamos conversar sim!
      Abraços!

      Curtir

  20. Maria Delgado

    Eu adorei o seu post pois namoro à distância e acho que não estou lidando muito bem com essa situação… Ele está sempre esperando algo que eu faça para que ele se sinta melhor e eu não sei o que é… Me ajuda por favor pois nos amamos muito e queremos fazer a nossa vida junta….

    Curtir

    • Oi Maria, obrigada por deixar seu comentário!
      Que bom que vocês querem fazer essa situação dar certo, isso com certeza é o mais importante! Agora, eu não sei dizer o que você pode fazer para que ele se sinta melhor, na verdade, todo o tempo em que eu namorei à distância foi difícil, e nós dois nos sentiamos mal o tempo todo (hoje nós estamos casados e morando juntos, mas foram 6 anos longe, e uma parte disso ele estava em outro país). Não tem muito milagre, porque a gente vê as pessoas ao redor felizes e juntas e aperta o coração mesmo… O que dá para fazer é abusar do Skype, e sempre falar o tanto que vocês se gostam. Se sentir melhor só acontece mesmo quando vcs estão perto, e mesmo isso tem uma parte ruim de “puts, mas logo vai acabar porque ele/ela vai embora…”.
      Outra coisa que ajuda é fazer planos, porque eventualmente vocês vão ter que mudar algo na situação, certo? Ou os dois vão para uma terceira cidade, ou um ou o outro vai ter que se mudar… planejem como isso vai ser, quando, o que precisa acontecer…. essas coisas também ajudam porque mostra pros dois o quanto vcs estão levando a sério.
      Espero ter ajudado! =)

      Curtir

  21. Bia

    E o que fazer quando nenhum dos dois pode pagar a viagem? :p
    Eu moro a 3000 km do meu namorado e o valor médio da passagem (ida e volta) é quase 1000 reais. Eu não trabalho (sou estudante) e o que ele ganha não é suficiente. Em 3 anos existe a possiblidade de eu me mudar para SP (onde ele mora), mas só se eu conseguir passar nas provas de seleção para residência médica de lá, o que é muito difícil. Todo dia eu me questiono se vale a pena, mas tenho medo de terminar e me arrepender depois.

    Curtir

    • Oi Bia,
      Nossa como é caro vocês se visitarem! Daí não tem como ir todo mês a não ser que vocês ganhem na megasena… A única coisa que eu consigo sugerir nesse caso é que vocês façam uma poupança e tentem ver quanto dá para economizar por mês para se verem. Quando eu ia para Curitiba, era uns 200 reais, daí não conseguia ir todo mês, ia a cada 3, o Fábio tbm conseguia juntar a grana a cada 3 meses, então a gente se via mais ou menos a cada mês e meio (intercalando as nossas visitas). Se vocês separarem 100 reais cada, vocês se vêem a cada 5 meses – é osso, mas se vocês se gostarem mesmo, vale a pena.
      Eu imagino que residência em SP seja super difícil mesmo de conseguir, mas entrar em faculdade de medicina também é difícil e pelo visto você conseguiu! Tenho certeza de que você consegue passar nas provas! Procure dicas de pessoas que passaram nas que você tem interesse, investiga se tem como fazer simulado…
      Quando eu tinha dúvida se valia a pena manter o relacionamento, eu pensava que era ruim ficar longe, mas minha vida seria infinitamente pior sem o Fábio nela. Acho que você não tem que pensar que vai ser arrepender se terminar com ele. Nunca é fácil terminar um relacionamento e quando a gente fica “sozinho” (entre aspas porque a gente se sente sozinho quando está longe), a gente sempre se pergunta se fez a coisa certa. Tenta pensar no que ele agrega à sua vida (e você à dele) no sentido emocional mesmo. Pensa como seria se vocês não estivessem juntos – o que você sente? Alívio, desespero, tristeza? Se você consegue se imaginar sem ele, talvez estejam sofrendo à toa, porque eu com certeza não conseguia imaginar minha vida sem o Fábio. É um exercício que vale a pena vocês fazerem. Afinal, para o relacionamento durar os dois têm que saber pelo quê estão lutando.

      Espero ter ajudado! Obrigada pela visita! Boa sorte!

      Curtir

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s