A Menina Que Não Sabia Ler (John Harding)

Quando li sobre este livro a primeira vez, devido ao título do mesmo, pensei que o foco da história seria na relação de Florence, a protagonista, com os livros… mas, é como digo, as traduções dos títulos muitas vezes deixam a desejar e podem nos levar à conclusões errôneas. Qual a lógica em traduzir o título original Florence and Giles para A Menina Que Não Sabia Ler? Sim, há a relação de Florence com os livros e isso de certa forma influencia a história, mas mais do que isso o livro é um romance psicológico, sobrenatural e de mistério. Dá para perceber a predileção de Harding por Poe (vide às constantes citações de suas obras) e Henry James. Nota-se que Harding tentou imprimir em sua obra a mesma incerteza em que James nos deixa em A Outra Volta do Parafuso. Até que ponto os acontecimentos narrados por Florence são verdadeiros? Até que ponto só são frutos de sua imaginação?

Florence e Giles são dois órfãos que estão aos cuidados do tio (que mora em Nova Iorque e nunca está presente) e que sob os cuidados dos empregados moram “sozinhos” em Blithe House. O tio é um homem rígido e que não vê com bons olhos a educação formal de moças, para ele só os homens têm esse direito:

“Ainda não tínhamos governanta, porque Giles, que é três anos mais novo que eu, a quem se destinava a educação, era considerado jovem demais para a escola…”

Mas, uma das características principais de Florence é não acatar incondicionalmente todas as regras e é assim que um dia ela descobre um local abandonado, local que os empregados não limpam, em que o ambiente é escuro e frio. Florence, encontrara a biblioteca…

“[…] fui de prateleira em prateleira, pegando um livro atrás do outro, espirrando com a poeira ao abrir cada um deles. É claro que eu não sabia ler, mas por algum motivo isso me deixava ainda mais maravilhada, todos os milhares – acho que milhões – de linhas codificadas com impressão indecifrável.”

Com todos se negando a ensiná-la a ler, o jeito foi se virar para aprender sozinha. Começa então, seu contato com Jane Austen, Charles Dickens, Edgar Allan Poe, Shakespeare… Florence vive às voltas com os livros ou no termo que ela mesmo cunhou: bibliotecando.

A história poderia enveredar por este caminho, mas como disse antes Harding foi além…

Giles é enviado para um internato, mas não se adapta e acaba voltando para Blithe. Com o menino em idade escolar torna-se necessário a contratação de uma preceptora. A primeira a ser contratada morre tragicamente quatro meses depois e é substituída pela Srta. Taylor. Esta última implementa mudanças tanto nas normas da casa quanto no cotidiano das crianças. Na mesma época Florence começa a ter sonhos com uma mulher ameaçando a vida de Giles. Logo não demora para que a menina ache que a Srta. Taylor esconde segredos e que ela seja a mulher dos seus sonhos. A garota começa então a confabular e imaginar (ou não) diversas situações envolvendo a nova preceptora. Florence, sempre se mostrou inventiva, e isto ficava claro enquanto acompanhávamos todos os planos que ela armava para manter sua bibliotecação em segredo. E é sobre esta inventividade toda que o enredo se desenrola e o fato que nos mantêm com o pé atrás ao longo de toda a história.

O mais interessante, foi a forma como Harding tratou o caráter psicológico de cada personagem, com a dualidade mocinho X bandido sendo separada por uma tênue linha, que às vezes parece nem existir. Como disse antes comecei a ler o livro achando que ia ser uma coisa e ele mostrou-se bem diferente. O fator surpresa contribuiu para aumentar a sensação de suspense ao longo da leitura e o embasbacamento em alguns momentos. Terminei o livro de queixo caído e com a certeza de que nem tudo é realmente como parece ser.

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac
Anúncios

9 Comentários

Arquivado em Resenhas da Núbia

9 Respostas para “A Menina Que Não Sabia Ler (John Harding)

  1. Postamos a resenha quase ao mesmo tempo, que legal!! Também adorei o livro, e que final foi aquele hein WTF ?? Com certeze uma das melhores supresas esse ano, um livro que ão dava nada…

    Curtir

    • Nubia Esther

      LOL, terminei de ler ontem e escrevi a resenha voltando de Brasília, mas só pude postar hoje. Também fiquei de cara com o final, surpreendente. Vou lá ler a sua resenha!

      Curtir

  2. É né?cadê eu nesse post? srsrsrsrs

    Amei te conhecer Nubia, vc é um amor de pessoa. A cada dia gosto mais de vc.
    Quanto ao livro ainda não lí mas acho a capa divina.

    ótima resenha mesmo,

    Bjokas

    Curtir

    • Nubia Esther

      Eu estou deixando para comentar na resenha de Fazendo Meu Filme 2 hauhsuhauhusa!
      E eu também adorei te conhecer! *_*
      Leia o livro, eu me surpreendi, principalmente com o final.
      =**

      Curtir

  3. Pingback: Esta semana… « Blablabla Aleatório

  4. Pingback: Melhores Leituras de 2010 « Blablabla Aleatório

  5. patricia

    podes dizer o que aprendes-te com este livro?

    Curtir

  6. @prittamorim

    Hey, Núbia! Gostei bastante do post. Pelo que você diz realmente o livro não é o que parece, pela sinopse imaginava algo totalmente diferente. Ainda assim depois de ler seu post me parece um livro interessante. Quando tiver um tempinho acho que darei uma chance e lerei. Fiquei bem curiosa quanto o fim da história (e olha que nem conheço o começo… rs)

    Bjoos!

    Curtir

  7. juliano cesar de oliveira

    Oi adorei.. muito obrigado, depois de ter lido sua resenha…me interessei pelo livro….mas vc já leu o livro reverso … se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..
    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    Curtir

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s