Wake – Despertar (Lisa McMann)

Janie tem 17 anos e um dom, se é que podemos chamá-lo assim, penetrar nos sonhos das outras pessoas, ser espectadora de seus medos, sofrimentos, vergonhas…

“A versão resumida? Sou tragada para os sonhos das pessoas. Não consigo evitar. Não consigo fazer parar. Isso está me deixando louca.”

Seu dom aflorou cedo, quando a garota tinha apenas 8 anos e desde então Janie é obrigada a vivenciar os sonhos alheios, ao passo que os seus, ah os seus próprios sonhos não existem. Se já não bastasse isso, a garota ainda tem que conviver com uma mãe alienada, alcoólatra e que não se importa nem um pouco com ela. Com tantos problemas era de se esperar que a protagonista fosse uma garota revoltada, mas Janie é responsável, cuida da mãe, vai bem na escola e trabalha para juntar fundos e poder freqüentar a universidade.

É angustiante acompanhar os momentos em que Janie percebe que alguém que está por perto irá cair no sono e a conexão acontecerá. A distância é o fator primordial para que essa conexão ocorra, em sonhos normais Janie só faz a conexão com o “sonhador” se a distância que ela estiver dele for relativamente curta, caso sejam pesadelos mesmo distâncias longas não são capazes de evitar a conexão e a mesma debilita Janie ao extremo. Por isso ela sempre evitou dormir na casa de amigas e atividades coletivas, mesmo durante às aulas sempre tem alguém que acaba pegando no sono. As experiências de Jane nessas situações representam uma carga muito pesada para a garota suportar:

“Os sonhos agem sobre ela como se fossem uma saravaida incessante de tiros, de todas as direções. Janie está sofrendo uma sobrecarga sensorial. É seu próprio pesadelo físico, mental, emocional…”

Nos sonhos as pessoas estão sempre pedindo ajuda à Janie, mas como ela pode ajudá-los?  Entretanto, a garota irá perceber que o seu dom pode ser controlado e que ‘ajudar’ as pessoas em seus sonhos pode ser a chave para que ela consiga fazê-lo e não fique louca, ou seja, impedida de viver sua vida por causa dele. Além disso, a ajuda que Janie tanto precisa pode surgir de onde ela menos espera. Ela conseguirá controlar seu dom e não mais ser subjugada por ele?

Em meio aos problemas enfrentados por Janie, conhecemos Cabel, um garoto de sua escola que parece se preocupar muito com ela, mas que esconde segredos. Segredos sob a forma de pesadelos envolvendo facas, pesadelos em que Janie toma parte, mas não sem ser notada pelo garoto. E segredos que envolvem atividades secretas. Porque Cabel consegue perceber a presença de Janie em seus sonhos e lembra-se disso ao acordar? Como isso influenciará o relacionamento dos dois? Quais segredos o garoto esconde? Até que ponto os sonhos do garoto são indicativos do que ele está fazendo?

“Sonhos não são lembranças, Janie. São esperanças e medos. Indicações das pressões da vida. Achei que, entre todos no mundo, você soubesse a diferença.”

Em épocas povoadas por vampiros, anjos, fadas e zumbis McMann vai na contramão ao não fazer uso desses seres sobrenaturais em sua série. Wake, apesar do caráter sobrenatural está mais próximo aos romances de ficção científica do que qualquer outra coisa. É possível perceber que a autora procurou se informar a respeito dos distúrbios do sono e os sonhos para compor sua história. Uma característica do texto de McMann e que pode ser estranha a um primeiro momento, são as frases e parágrafos curtos, além da utilização de datas e horários para demarcar os períodos da narrativa. A autora é curta e certeira. Mas, em uma história onde a ação, ainda que onírica, é constante esse recurso contribuiu para deixá-la mais ágil e transmitir a sensação de tempo tão importante na história. A história é curta, mas a trama é pautada sobre reviravoltas, quando você acha que a autora levará o romance por um caminho ele toma um rumo completamente diferente. Surpreendi-me com o gancho que a autora criou para o próximo livro da série, uma mistura de ficção científica com romance policial. Agora quero ler Fade e ver como as aventuras oníricas de Janie continuarão.

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac
Anúncios

11 Comentários

Arquivado em Resenhas da Núbia

11 Respostas para “Wake – Despertar (Lisa McMann)

  1. Mi Müller

    Báh sabe que ando um pouco desanimada com tanto romance “sobrenatural” mas a tua resenha me deixou com vontade de ler, só o fato da autora ser cuidadosa e ter pesquisado já conta uns pontinhos, mas se ele tende mais para ficção científica tá pra mim. Adorei 😉
    estrelinhas coloridas…

    Curtir

    • Nubia Esther

      Sim, tem aquele ar de sobrenatural pelo dom da protagonista mas não tem nenhum ser alado, com presas, ou que brilhe à luz do sol. E pelo que percebi com o segundo livro o lado ficção científica + romance policial será mais aflorado.

      Curtir

  2. Feanari

    Comprei o meu faz uma semana =) Estou doida pra ler faz algum tempo… xD

    Curtir

    • Nubia Esther

      Eu devorei o livro, tive que me segurar para não lê-lo todo no ônibus voltando de Brasília… =P
      Acho que você vai gostar!

      Curtir

  3. Me apaixonei por esse livro. É realmente muito bom e diferente desses livros do momento. E Cabel é tudo de bom HAHAHA

    Beijos,
    Thanny in Wonderland

    Curtir

  4. Agora me deu vontade de ler. Torci o nariz quando falaram sobre “parágrafo curtos, etc” , mas agora que você explicou sobre a narrativa, fiquei mais interessada!

    Bjs

    Curtir

  5. Pingback: Esta semana… « Blablabla Aleatório

  6. Pingback: Fade – Desvanecer (Lisa McMann) | Blablabla Aleatório

  7. Pingback: Gone – Desaparecer (Lisa McMann) | Blablabla Aleatório

  8. Pingback: Wake (Lisa McMann) | Blablabla Aleatório

  9. Pingback: Um Autor de Quinta #18 | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s