Lord John and the Hands of Devils – Diana Gabaldon

Finalmente de férias, voltando a ler avidamente e com alguns posts em mente, eu voltei. Pelo menos por enquanto. Afinal de contas, fui selecionada para estagiar em uma empresa muito legal aqui em Jundiaí e 2011 me trará bastante trabalho, AMEM!

Como eu disse, por enquanto ainda estou de férias, e pude retomar um pouco as leituras. Só um pouco =P Eu havia me comprometido ao desafio de férias da Pam, mas até sábado não havia nem tocado nos livros, acreditam? Então me joguei na leitura de Lord John e Vampire Academy, e hoje já terminei outros dois. Posts virão!

E o que achei? Bom, Diana Gabaldon é, sem dúvida, a minha autora favorita do mundo. E Lord John and the Hands of Devils, assim como os seus demais livros, não decepciona. O livro é dividido em três contos, ou short stories, sendo que duas delas haviam sido escritas para publicações anteriores, com outros autores, e a última, The Haunted Soldier, só foi publicado nesta compilação.

Lord John and the Hellfire Club

É a primeira história de Lord John, sua primeira aventura solo. E é a história mais citada por Diana nas demais histórias. Sempre tem um momento em que ela fala do maldito Hellfire Club e até ler este conto, eu não fazia idéia do que se tratava…

É o mais curto dos contos em HoD, mas mantém o clima misterioso dos demais contos e histórias sobre o lorde. Como eu disse na resenha de Private Matter, o livro lembra muito o “O Condenado”, do Cornwell: um romance policial épico. E esse traço acompanha todos os livros da série.

Como inferido pelo título, a história narra a passagem de John pelo Hellfire Club, e uma das experiências mais inesquecíveis do jovem lorde.

Lord John and the Succubus

O segundo conto, um pouco maior do que o primeiro, narra as aventuras de John na Alemanha, onde serve de intermediário entre o exército britânico e seus aliados. Durante a campanha, boatos de que um súcubo está atacando os homens começam a circular pelo acampamento e um soldado é encontrado morto. O que exatamente está acontecendo é descoberto por John e seu fiel criado Tom Byrd.

Lord John and the Haunted Soldier

O terceiro conto é o mais longo dos três e conta o retorno de John a Londres após uma batalha na qual um canhão comandado por ele é destruído. Os agentes da coroa acreditam que o lorde é o responsável pela perda da máquina. O pedido do pai de um soldado morto e acusação de que seu meio-irmão faz parte de uma conspiração somam ao drama desta história, resolvida apenas, como sempre, nas últimas páginas.

Terminei de ler, infelizmente, a “trilogia” de Lord John. Entre aspas, porque ao ler Hands of Devils, descobri que li as histórias na ordem errada… Justo eu, que adoro seguir a ordem cronológica das coisas… Não que isso interfira na história, mas te deixa curioso demais em alguns momentos, ansioso para entender alguns dos comentários tecidos pela autora.

Se você quiser se poupar, segue a ordem cronológica das histórias. Os nomes em itálico correspondem às histórias contidas em HoD.

Lord John and the Hellfire Club
Lord John and the Private Matter
Lord John and the Succubus
Lord John and the Brotherhood of the Blade
Lord John and the Haunted Soldier

Saldo final. Dos três livros de Lord John, HoD foi o que menos me atraiu. Em parte porque as histórias dos outros dois (Private Matter e Brotherhood of the Blade) foram muito mais desenvolvidas, já que os livros são bem maiores. Mas os contos explicam bastante do caráter do lorde e te levam de volta ao universo criado por Diana Gabaldon. Sem contar que os pedaços curtos em que Jamie e Claire são mencionados são sempre deliciosos.

Um must-read para quem já leu a série Outlander!

Compre aqui:

Cultura
Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Resenhas da Feanari

7 Respostas para “Lord John and the Hands of Devils – Diana Gabaldon

  1. Nubia Esther

    Que notícia maravilhosa Mari, Parabéns pelo estágio!

    Eu estou justamente ao contrário, de férias na casa dos pais mas sem muito tempo para leituras e com preguiça de resenhar…. hauhsuhaus Que bom que mais posts virão, assim o blog não fica abandonado. 😄

    Eu tenho que começar a ler essa série, depois de ouvir você falar tão bem dela estou ficando com vontade de conhecê-la…

    Beijos e um ótimo 2011! Com muito trabalho, mas também com muitas leituras! E Bienal para nós! \o/

    Curtir

    • Feanari

      Obrigada pelos parabéns. Tô bem feliz com o estágio, principalmente porque é na área que eu gosto de trabalhar e aqui em Jundiaí. Além de me pagarem uma grana bacana (mais livros!) haha!
      Estou me esforçando pra escrever posts, mas tem hora que falta inspiração (e com o Fábio por perto, a última coisa que eu quero é ver o pc na frente, vc me entende! hahhaahah)

      Nossa, Outlander é, sem dúvida, a melhor série do mundo (empatada com Sharpe xD). Foda que a Rocco desistiu de publicar o primeiro livro “A Viajante do Tempo” e tá bem chato de achar pra comprar… Mas se vc conseguir, vale demais a pena! *___*

      Um ótimo 2011 pra vc tbm, querida, que ano que vem traga mtos livros e promoções hahaaha!
      E BIENAL!!!! =DDD

      Curtir

  2. Olá!
    Parabéns pelo seu estágio! E quanto ao livro, gostei de sua resenha crítica, apesar de não gostar da temática do livro.

    Abraços!

    Curtir

    • Feanari

      Obrigada pelos parabéns e pelo elogio. Pena que não é sua praia, porque esse livro é muito bom ❤

      Abraços (e obrigada pela visita!)

      Curtir

  3. Pingback: Compulsividade | Blablabla Aleatório

  4. Pingback: Estas últimas semanas… | Blablabla Aleatório

  5. Pingback: Um Autor de Quinta #10 | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s