Os Magos – Lev Grossman

Para quem cresceu lendo Harry Potter, As Crônicas de Nárnia e O Senhor dos Anéis, quando na capa de um livro aparece uma crítica dizendo:

Os Magos está para Harry Potter como uma dose de uísque puro malte está para uma xícara de chá

Geroge R. R. Martin , autor de A Guerra dos Tronos

fica meio difícil resistir à tentação de ler e ver se realmente o livro “tá com essa bola toda”. E foi exatamente isso que aconteceu comigo ao ver Os Magos na Livraria Leitura que abriu no shopping de Jundiaí. Fiquei tão necessitada de ler que ele pulou todas as filas imagináveis de leitura e tomou o lugar de Madame de Pompadour na minha lista do Desafio de Férias da Pam.

Os Magos narra a história de Quentin Coldwater, um nerd que na oitava série já resolvia complexos problemas de Cálculo e está prestes a ser entrevistado para entrar em Princeton, uma das mais renomadas universidades dos Estados Unidos. Quando quer escapar de tudo e todos, o rapaz se imergia nos livros de Christopher Plover, que falavam da terra mágica de Fillory, onde os irmãos Chatwin viviam grandes aventuras (oi, Nárnia?)

Quentin está cansado de sua vida normal, e seu sonho era encontrar um portal mágico que o levasse a Fillory, como os Chatwin. É quando ele é levado a fazer uma prova dificílima para entrar numa faculdade diferente: em Brakebills, ele seria estudante de magia. E que jovem que cresceu sonhando com mundos mágicos não aceitaria?! Acreditem, as aventuras de Quentin não acabam por aí, mas só lendo o livro para saber mais…

O autor, Lev Grossman

Os Magos, para mim, começou meio enrolado, continuou tropeçando e no fim, finalmente, se mostrou ao que veio. Todos os fatos ocorridos nas primeiras 300 páginas serviram para nos levar a páginas de tirar o fôlego – e desejar a continuação. Achei a história bastante corrida e, em alguns momentos o capítulo acabava do nada, como se o autor tivesse começado a escrever, foi beber água e achou que já tinha terminado e seguiu adiante – coisa que me estressou bastante, porque isso acontecia quando eu mais me envolvia na história…

Não sei ainda se gostei da maneira quase deprimente que Quentin leva os anos na faculdade, mas imagino que seja porque eu estava esperando um livro muito mais juvenil, e Os Magos é (muito mais que Harry Potter jamais o foi) um livro para adultos. Inclusive, sexo e drogas aparecem em vários momentos, um aviso para pais que podem achar que este é o novo HP. Em vários momentos o autor presta homenagem a Harry, O Senhor dos Anéis e As Crônicas de Nárnia, citando alguns elementos destas obras de maneira bastante óbvia e divertida.

O livro é bom, só não mergulhe na leitura como eu: achando que o livro vai ser alegria do começo ao fim, com um pouco de suspense no meio (à lá Harry Potter). É, sem dúvida, uma leitura que vale a pena, tendo em mente que, realmente, é uma dose de uísque puro quando comparado ao chá que é Harry Potter.

Compre aqui:

Cultura Saraiva Travessa Fnac
Anúncios

23 Comentários

Arquivado em Resenhas da Feanari

23 Respostas para “Os Magos – Lev Grossman

  1. Nubia Esther

    Humm, parece ser muito interessante, taí, fiquei curiosa agora. Quero conferir esse uísque todo… 😄

    Ah, adorei a resenha!

    Curtir

    • Feanari

      Pois é, fiquei nessa curiosidade também… E o Ka Bral disse que foi um dos livros mais fodas que ele já leu (e ele parece ser alguém chato de agradar) hahaha.

      obrigada =D
      bj

      Curtir

      • Nubia Esther

        Tive que adicionar, na já minha extensa, lista de Vou Ler no Skoob. 😄

        Curtir

      • Feanari

        É, o Skoob só veio para complicar minha vida de livros, porque eu sempre acho livros NOVOS para querer ler xD A cada livro que eu termino, coloco dois na lista dos vou ler… dá até raiva xD

        Curtir

  2. Fábio

    Que bom que no fim ele melhorou. Acho que o problema foi a pressão toda que você colocou nele por achar que seria muito foda. Mas lerei 🙂

    Curtir

  3. Pingback: Estas últimas semanas… | Blablabla Aleatório

  4. O livro é muito bom. Recebe muitas críticas negativas por que muita gente acha que vai encontrar um Harry Potter um pouco mais maduro. Mas o livro não é isso. Não é sobre heróis (talvez seja, mas essa não é a idéia principal), e principalmente: ele não escreve para agradar o leitor. Ele não faz o que os leitores querem: que o personagem principal salve o dia, salve o seu amor de um destino cruel e seja coroado rei no final. Se essas coisas acontecessem não haveria lógica. O livro é sensacional. 😀

    Curtir

    • Pois é. Acho que aquela frase do George Martin comparando a Harry Potter, além de ser uma das coisas que atrai pessoas, é a que as faz entrar no livro com uma idéia pré-concebida da história. Eu aprendi a gostar no fim do livro, quando desisti de esperar o que eu achava que tinha que ser =P
      bjos!

      Curtir

    • Eduardo, exatamente – ele não escreve querendo provar nada. Não há heróis. Uma história genial.

      Curtir

  5. Manuela

    Uau!! Eu estou nas primeiras 100 paginas do livro, e estava achando tudo muito corrido, Quentin ja ta no quarto ano de faculdade e eu quase nem sei nada sobre seus colegas professores, sobre a escola, e tudo muito por cima, e muito rapido, estava muito decepcionada e com raiva do livro e do escritor por nao dar detalhes e nao fazer agente mergulhar de cabeca na historia. Mas fiquei mais calma agira que li que mais pro meio do livro as coisas melhoram.

    Curtir

    • Eu também fiquei com raiva dele por não dar mais detalhes, mas eu fiquei com a impressão de que ele só queria contar o primordial pras pessoas entenderem o que acontece do meio pro fim do livro hahaha
      bjos!

      Curtir

      • @cartasdof

        eu também estou nas primeiras 100 páginas, e pra mim o autor não detalhou mais por preguiça mesmo, incompetência, sei lá. Às vezes ele apresenta algo muito legal e empolgante, mas a explicação desse algo é totalmente resumido. Mas por mais que eu ache o livro falho, não consigo para de ler e estou dando graças a Deus por ele melhorar no final (até pq, o livro não foi de graça risos)

        Curtir

      • Pois é, o meu livro também não foi de graça, por isso fiquei bem desanimada com o começo. Mas ele melhora. Eu até quero a continuação auehaehae
        Parece mesmo que foi preguiça, que ele queria logo chegar na história do fim e foi obrigado a criar um começo decente xD

        Curtir

  6. Concordo em gênero, número e grau com sua opinião Fenari. Exatamente o que senti. E o final mostrou a que veio.
    O texto é um reflexo do que passa na cabeça do personagem principal e é o mais perto que vi chegarem de um retrato real do caos que se passa na cabeça dos adolescentes.
    O texto não é ruim, apenas não tenta agradar um público específico – como fazem os Crepúsculos e, apesar de ser um grande fã, Harry Potters.
    Ele é a visão do autor sobre um período da vida onde todos que lembram sabem ser conturbado – a passagem para a vida adulta. A Magia é um pano de fundo para uma história que eu, particularmente, achei genial – e perturbadora. Fiquei pensando por vários dias nas últimas páginas.
    Genial.
    []s
    G.

    Curtir

  7. danamartins

    Quando eu vi esse livro a capa me chamou atenção, mas a comparação com HP me deixou meio com pé atrás. Não gosto dessas coisas que vem só pra se aproveitar do sucesso da outra. Só que mesmo assim me chamou atenção.
    Ainda não consegui ler, mas espero fazer em breve. \o/

    Curtir

    • Oi Dana. Também fiquei preocupada que pudessem estar entrando na onde de Harry Potter, mas o livro não poderia ser mais diferente das aventuras do bruxinho mais querido do mundo. São totalmente diferentes!
      Bjos!

      Curtir

  8. matheus

    Um ótimo livro e muito bem escrito !
    Estou lendo ainda e estou achando muito bom mas ainsa não sei porque é dividido em 4 ,alguem sabe ?

    Curtir

  9. Daniel

    Todo adolescente se identifica com essa coisa de “escola”, já que passam tanto tempo em uma. Seja escola pra bruxos (HP), seja escola pra deuses (Percy Jacksson), seja escola pra vampiros (vampire academy). Ao mesmo tempo, todo adolescente quer ser tratado com adulto, se achar “o independente” (mas corre pra mamãe qndo uma merda acontece), então gosta de livros ditos “adultos”.
    Como o livro se passa em uma Universidade, é muito mais adulto que HP, afinal, universidade é coisa de aultos, né não? Fala de álcool, drogas, secho e rock’n’roll, os temas “polêmicos” da galerinha ultrajovem.
    É assim que se ganha $$ vendendo livro pra adolescente.
    Mas isso é positivo, quer dizer, pelo menos não ficam fritando o cérebro em frente a TV e tomam gosto pela leitura. Sob esse ponto de vista eu até apóio.

    Curtir

    • A questão é que esse livro não é voltado para as pessoas que estão passando pela fase da escola, porque elas dificilmente vão se identificar com o protagonista. Acho que quem já passou por isso, quem já acabou até a faculdade vai relembrar a adolescência e se ver nas personagens muito mais do que quem ainda está na fase de viver isso tudo…
      E claro que todo autor procura escrever para ganhar dinheiro, mas não se vira bestseller no NYTimes pensando só no dinheiro que você vai ganhar….

      Curtir

  10. Matheus

    Muitoo bom esse livro, se você começar a olhar pelo lado de : esquecer comparações com Harry Potter ! O autor usa da magia apenas como pano de fundo pra maravilhosa história que eles vivem; Harry Potter vive em torno da escola, e da luta contra o mal e proteção à escola, já Os Magos, só usa de Brakebills pra mostrar o melhor da história *-* Estou terminando e realmente estou maravilhado ! LEIAM POR FAVOR VALE A PENA !!!

    Curtir

    • Oi Matheus. Com certeza temos que esquecer as comparações com HP. É como você disse: em Os Magos, a magia é só um pano de fundo, um jeito de tornar verossímeis as aventuras do Quentin. Vale muito a pena ler, sem dúvida.

      Curtir

  11. Pingback: Um Autor de Quinta #33 | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s