Desaparecidas (Chris Mooney)

Ganhei este exemplar da coleção policial da editora Suma de Letras há tempos, mas sempre enrolava para lê-lo e acabava passando outros livros na frente. Mas, esta semana resolvi deixar de enrolação e gostei muito da narrativa do Chris Mooney, ainda que seu texto não atinja o nível de morbidez e o tom sombrio que o Dennis Lehane (autor no qual ele se inspirou, segundo as palavras do próprio autor) consegue imprimir aos seus assassinos, sua narrativa é clara e a trama é tão bem construída que te deixa na curiosidade para saber os acontecimentos futuros.

Em 1984, Darby McCormick tinha 14 anos e juntamente com duas amigas presenciou um assassinato, o bandido se vingou e apesar de Darby ter escapado com vida, suas duas amigas não tiveram a mesma sorte. Vinte e cinco anos depois ela trabalha como investigadora no Departamento de Investigação de Cenas de Crimes (CSI) de Boston, sua função é procurar as minúcias das cenas de crimes e coletar todas as pistas possíveis, mesmo as mais insignificantes. A investigadora se vê envolvida em uma investigação de desaparecimento e na cena do crime ela encontra uma mulher à beira da morte, uma mulher que foi seqüestrada há cinco anos que parece ter sido vítima do mesmo bandido que seqüestrou Carol (o atual caso de Darby). Passamos a acompanhar o trabalho minucioso de Darby, a influência dos acontecimentos do passado sobre suas escolhas atuais e sua profissão, como são feitas as análises das provas e todos os interesses políticos que podem estar por trás de uma investigação. Para quem gosta de ler livros do gênero, ou curte assistir a seriados do estilo de CSI o livro não deixa nada a desejar, já que Mooney não economizou palavras ao descrever os procedimentos das análises.

A grande sacada do autor foi nos apresentar o assassino logo de cara. Nós não podemos tentar adivinhar quem é o assassino (lugar comum nesse gênero literário) o que podemos fazer é acompanhar o jogo de gato e rato dele com a polícia. Suas artimanhas para plantar provas falsas, desaparecer com as provas que podem levar até ele e mesmo suas escolhas por futuras vítimas.

“… enfiou as mãos nos bolsos da calça, seus dedos tocaram a borda dos saquinhos de plástico para sanduíches que continham pedaços de pano embebidos em clorofórmio. Sempre os levava com ele, caso decidisse seqüestrar alguém pelo caminho…”

Mooney vai entrelaçando os fatos ao longo da narrativa de forma a sempre manter presa a atenção do leitor, mas ele guardou para os últimos capítulos as tramas mais complexas, cheias de reviravoltas e surpresas conferindo um final eletrizante para a história. Desaparecidas é o primeiro livro da série protagonizada pela investigadora Darby, que já conta com 4 livros publicados, dos quais apenas este já foi traduzido e publicado pela Suma e espero que eles não demorem a publicar os outros.

Série Darby McCormick

  1. Desaparecidas
  2. The Secret Friend
  3. The Dead Room
  4. The Soul Collectors

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac
Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Resenhas da Núbia

3 Respostas para “Desaparecidas (Chris Mooney)

  1. Olhe só, li esse livro há um tempinho já, nem sabia que era uma série! Eu amei o enredo!

    Curtir

  2. Pingback: Este mês (Maio de 2011) | Blablabla Aleatório

  3. Pingback: Um Autor de Quinta #51 | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s