Lonely Hearts Club – Elizabeth Eulberg

Até quem não é fã dos Beatles sabe reconhecer quando um livro é escrito com o quarteto inglês em mente. Se a capa, inspirada claramente na mais famosa foto da banda, não tivesse sido o suficiente para dar a dica, tem ainda o nome: Lonely Hearts Club, como a própria autora diz ao longo do texto, vem da música/álbum St. Pepper’s Lonely Hearts Club (). E a protagonista: Penny Lane Bloom. Até eu sei que Penny Lane é uma música dos Beatles (e sei também que o clipe tem eles montados em cavalos, mas enfim)…

Quando eu comecei a leitura de Lonely*Hearts Club, esperava uma história super boba de adolescentes que serviria apenas para animar meu domingo. E sim, foi isso que o livro me proporcionou, mas não foi apenas isso.

*Acho que é válido dizer que fiquei ERAS para ler Lonely ao invés de Lovely na capa do livro…

Penny Lane Bloom é uma menina que desde os 6 anos de idade era apaixonada por Nate, filho dos melhores amigos dos seus pais, colega eterno das ferias de verão. Como a protagonista diz, todos os seus “primeiros” foram com ele, e quando estão prestes a ter mais um primeiro momento, ela descobre que ele o traiu.

Como todos os meninos eventualmente fazem, ele a decepcionou. Partiu seu coração. O que nossa protagonista faz? Depois de chorar, ela promete que nunca mais vai dar bola para os meninos bobos que estudam com ela. Diz que eles todos têm como objetivo principal arruinar os corações das meninas, independentemente do quão legais elas possam ser. E funda um clube, o Lonely Hearts Club (Clube dos corações solitários).

A partir daí, ela vai juntando membros: a amiga que a trocara pelo namorado, a amiga que nunca namorou e nunca entendemos o porque, a amiga que desistiu de correr atrás de um cara que aparentemente não lhe dá bola… E logo, praticamente toda a população feminina da escola decide entrar em greve e não ir atrás dos meninos.

Claro que isso não poderia dar certo, afinal, existem meninos que valem a pena por aí, é só saber encontra-los e conquista-los. (Ok, eu admito, isso é difícil, mas eles existem!) e Penny Lane logo descobre que, muitas vezes, quando fugimos muito de algo, no fim, acabamos nos levando para o meio desta coisa.

O livro foi uma das leituras mais descompromissadas que eu já fiz. Lembrou alguns livros de adolescente água com açúcar que eu lia quando era bem mais nova. Foi uma delícia me render a este livro. Super recomendo!

 

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac
Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Resenhas da Feanari

2 Respostas para “Lonely Hearts Club – Elizabeth Eulberg

  1. Pingback: Este mês (Agosto de 2011) | Blablabla Aleatório

  2. Pingback: Um Autor de Quinta #73 | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s