Um Autor de Quinta #13

Coluna inspirada no Uma Estante de Quinta da Mi Muller do Bibliophile. Pretendemos toda quinta-feira trazer informações, curiosidades e algumas dicas (nada muito elaborado porque não somos especialistas) de leituras e afins sobre algum(a) autor(a).

Neil Gaiman

Neil Gaiman nasceu em Hampshire, Inglaterra, mas atualmente vive nos Estados Unidos. Quando ainda criança descobriu o prazer da leitura, Gaiman se autodescreveu como sendo uma “criança selvagem que cresceu em bibliotecas”. Uma de suas alegrias infantis era quando os pais o deixavam na biblioteca à caminho do trabalho, e foi assim que, enquanto criança Gaiman devorou os trabalhos de autores como C.S. Lewis, J.R.R. Tolkien, Edgar Allan Poe e Ursula K. LeGuin.

Gaiman começou a carreira de escritor como jornalista na Inglaterra. Seu primeiro livro foi uma biografia da banda inglesa Duran Duran e seu segundo livro uma biografia do autor Douglas Adams de O Guia do Mochileiro das Galáxias. Sua primeira série de HQ foi “Black Orchid” publicada pela DC Comics.

Tornou-se conhecido do grande público com a publicação da cultuada série de HQ Sandman, a série com 75 números publicados, lhe rendeu vários prêmios entre eles: o “Will Eisner Industry Awards” como melhor escritor (1991, 1992, 1993 e 1994), melhor série (1991, 1992 e 1993) e melhor graphic álbum (1991 e 1993); o “Harvey Award” como melhor escritor (1990 e 1991) e melhor série (1992). O número 19 da série recebeu em 1991 recebeu o prêmio “World Fantasy Award For Best Short Story” tornando-se assim a primeira história em quadrinhos a ganhar um prêmio literário.

Gaiman está citado no “Dictionary of Literary Biography” com um dos dez melhores escritores pós-modernos e é um criador prolífico de obras de prosa, poesia, cinema, jornalismo, quadrinhos, letras de música e dramas.

Livros

Gaiman escreve livros para leitores de todas as idades, mas mesmo seus livros direcionados à leitores mais jovens sempre acabam rendendo ótimas leituras e valem a pena ser conferidos por leitores de todas as idades.

O trabalho do autor já foi homenageado com diversos prêmios internacionais incluindo as medalhas Newbery e Carnegie. Seus livros e histórias já ganharam: 4 Hugos, 2 Nebulas, 1 World Fantasy Award, 4 Bram Stoker Awards, 6 Locus Awards, 2 British SF Awards, 1 British Fantasy Award, 3 Geffens, 1 International Horror Guild Award e 2 Mythopoeic Awards.

Filmes e Televisão

Em 1996, Gaiman escreveu o roteiro da série “Neverwhere” (Lugar Nenhum), produzida pela BBC, sobre um estranho mundo abaixo de Londres. No ano seguinte a história foi lançada como novela gráfica pela BBC e Avon Books.

Em 1997, escreveu um episódio para a última temporada da série “Babylon 5” (“The Day of the Dead”).

Em 1998 escreveu o roteiro em inglês para o filme do japonês Miyazaki, Princesa Mononoke, que a Miramax lançou em 1999.

Gaiman trabalhou como produtor no filme Stardust de Matthew Vaughn, filme baseado em sua obra de mesmo nome.

Em 2002 escreveu e dirigiu seu primeiro filme em associação com a Ska Films. O curta chamado “A Short Film About John Bolton”. E em 2009 lançou o seu segundo, “Sky Television’s ‘Statuesque’”.

Em 2011 escreveu o super aclamado episódio “The Docto’s Wife” para a série televisiva Doctor Who.

 

Curiosidades:

  • Neil Gaiman participou do sexto episódio da 23° temporada de Os Simpsons, intitulado “The Book Job”. O episódio foi exibido no dia 20 de novembro de 2011 nos EUA.
  • Alguns vídeos de Gaiman durante sua participação na FLIP 2008:

 

Para Conhecer:

O Livro do Cemitério (Neil Gaiman)

Enquanto seus pais e irmã são impiedosamente assassinados por um misterioso homem chamado Jack, um bebê consegue escapar de seu berço e se aventurar pelo mundo. Uma série de coincidências, aliada a uma grande dose de sorte, salva o pequeno de ter um destino tão trágico quanto o de sua família. Inspirado por Kipling e seu O livro da selva, Gaiman faz de um cemitério sua selva e seu Mowgli é Ninguém Owens, um garoto diferente, que cresceu entre lápides e jazigos. Com o tom sombrio que lhe é característico, Gaiman nos brinda com uma ótima história. A adaptação cinematográfica está em produção.

Coraline (Neil Gaiman)

A jovem Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

Stardust (Neil Gaiman, Charles Vess)

Na Inglaterra da era Vitoriana, está a vila solitária que tira seu nome de uma imponente barreira de pedra que rodeia a fértil terra. A calma de muro é interrompida a cada nove anos, quando o mortal e o mágico se encontram numa feira única.

Belas Maldições (Neil Gaiman, Terry Pratchett)

Conforme as Profecias de Agnes Nutter, o mundo vai acabar num sábado. No próximo sábado, e antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno e ex-serpente, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Eles gostam daqui de baixo (ou, no caso de Crowley, daqui de cima). Portanto, eles precisam encontrar e matar o Anticristo, a mais poderosa criatura do planeta. O problema é que o Anticristo é um garoto de 11 anos e, ao contrário de tudo o que você já tenha visto em algum filme, é um menino que adora seu cachorro, se importa com o meio ambiente e é o filho que qualquer pai gostaria de ter.

 
Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva

 

Gaiman no Blablabla:

Resenha de O Livro do Cemitério 

Resenha de Belas Maldições

Links interessantes:

Site oficial: http://www.neilgaiman.com/

Twitter: https://twitter.com/#!/neilhimself

Facebook: https://www.facebook.com/neilgaiman

Blog pessoal: http://journal.neilgaiman.com/

Tumblr: http://neil-gaiman.tumblr.com/

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Um Autor de Quinta

4 Respostas para “Um Autor de Quinta #13

  1. meudeusdoceu, ainda nem li o artigo mas tinha que comentar aqui: que foto mais linda do gaiman +__________+

    Curtir

  2. Ai amo tanto ❤
    Estou rascunhando um fã-post sobre ele faz dias… não tem como ler e não amar. Adorei saber desse episódio dos simpsons, não acompanho o seriado então nem fazia ideia hehehehe…
    estrelinhas coloridas…

    Curtir

  3. Pingback: Neil Gaiman | Bibliophile

  4. Pingback: Um Autor de Quinta #69 | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s