Um Estudo em Vermelho (Conan Doyle)

Primeira história envolvendo o famoso detetive, publicada em idos de 1887 por Sir Arthur Conan Doyle. Apesar de ser a primeira história do detetive, não é nem de longe o seu primeiro caso, mas sim o primeiro documentado por aquele que mais tarde viria a se tornar se fiel escudeiro…”elementar meu caro Watson”!

Em Um Estudo em Vermelho temos a oportunidade de conhecer as “origens” de Sherlock Holmes e John Watson e de entender como ambos acabaram vivendo sob o mesmo teto no n° 221B da Baker Street. Watson é um jovem médico combalido, recém-chegado do Afeganistão e que está a procura de um lugar para morar e curar sua debilitada saúde. Holmes é “… um sujeito que trabalha no laboratório químico do hospital…”, versado nos mais incongruentes conhecimentos (pelo menos para Watson)e de quem não se sabe quais são os interesses profissionais. Watson até tenta desvendá-lo, mas acaba por desistir durante a tarefa. Até, que uma certa conversa durante o café da manhã acaba por entregar as pretensões profissionais do Sr. Holmes. O mesmo é adepto da ciência da dedução e é com ela que garante o seu sustento. Contudo, o futuro famoso detetive (pois é, ele ainda não o é) ainda é pouco conhecido, sendo o que podemos chamar de mero detetive de consulta, a quem os inspetores Lestrade e Gregson recorrem sempre que estão em dificuldade. Dono de uma mente analítica, treinada e por isso mesmo aguçada, Holmes sempre os coloca no caminho certo e dessas consultas não recebe nenhum crédito. Mas, agora temos Watson, suas documentações e um novo caso: Lauriston Gardens. Como era comum, Lestrade e Gregson estão em apuros e o detetive é chamado, temos como é denominado por Holmes o “Um Estudo em Vermelho”:

“[…] na meada incolor da vida corre o fio vermelho do crime, e o nosso dever consiste em desenredá-lo, isolá-lo e expô-lo em toda a sua extensão[…]”.

Temos então a oportunidade de acompanhar o detetive em ação e ver como o mesmo suplanta brilhantemente os dois inspetores da polícia.

O livro é dividido em duas partes. Na primeira temos as apresentações dos personagens, a ocorrência do crime e sua solução. Na segunda temos a explicação do crime e aqui a história perde um pouco sua linearidade, um texto que seguia fluído e ágil perde um pouco seu ritmo, a impressão que dá é que estamos a ler outro livro até que finalmente a história entra nos eixos novamente. No fim, todos os fios da meada são recolhidos e fazem sentido.

Já comentaram comigo que esta não está entre as melhores histórias de Holmes, mas eu também não esperava tanto assim, pois temos que levar em consideração que Doyle ainda estava lapidando seu personagem. De qualquer forma a obra é o ponto de partida obrigatório para aqueles que querem conhecer e entender melhor Sherlock Holmes. O caso solucionado também representa um pontapé inicial para o reconhecimento do trabalho de Holmes, com a documentação de Watson e sua promessa de que a tornaria de conhecimento do público, Holmes pode estar a um passo de finalmente colher os frutos de seu trabalho…

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva
Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

4 Respostas para “Um Estudo em Vermelho (Conan Doyle)

  1. vorspier

    Esse foi um dos primeiros livros do Conan Doyle que eu li, e daí em diante fiquei fã do Sherlock Holmes. Li a edição da Ediouro, bem velhinha, que meu pai tinha trazido da casa da minha tia. Bons tempos!!

    Curtir

    • Nubia Esther

      Foi minha primeira leitura dele também, depois deste li O Signo dos Quatro e O Cão de Baskervilles, deste último gostei muito. Meu sonho de consumo ainda é comprar aquela coleção definitiva publicada pela Zahar. Holmes é muito bom mesmo! 😀

      Curtir

  2. Pingback: Um Autor de Quinta #22 | Blablabla Aleatório

  3. meu professor pediu um trabalho sobre esse livro

    Curtir

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s