As Violetas de Março (Sarah Jio)

Apegados.indd

Emily Wilson tinha uma vida invejada por muitos. Uma carreira de escritora de sucesso e um casamento ideal. Tudo seria perfeito, se a carreira não fosse baseada em um livro só, livro que Emily nem gosta tanto assim e após o qual nunca conseguiu escrever mais nada, e se o casamento invejável não tivesse acabado em divórcio, porque o marido aparentemente achou alguém melhor que ela. Desencantada pela vida, Emily decide ir para a ilha de Bainbridge (local onde passava suas férias quando menina), para a casa de sua amada tia-avó Bee que durante muito tempo ficou relegada ao segundo plano em sua vida certinha de Nova York. É assim, que após assinar os temidos papéis, ela parte para a ilha vizinha à Seattle, que conta com um grupo de habitantes bastante eclético. Era o dia primeiro de março…

bainbridge_arieal

A história que começa com um divórcio e uma mulher que percebe que precisa se reconstruir, ganha mistério e ares sobrenaturais, além de uma boa pitada de romance que torna a leitura bastante agradável. Tudo porque, em seu quarto, Emily encontra um antigo diário que narra fatos ocorridos na ilha também durante um mês de março, mas de 1943. O relato de Esther, seu romance com Elliot, como ela acabou casada com Bobby e como essa escolha influenciou as vidas de todos os envolvidos.

“Por que uma história de 1940, de alguém sobre quem nada sabia, teria qualquer relevância para minha vida? Como seria possível? Nada daquilo fazia sentido, mas em algum lugar em meu coração eu estava começando a sentir que talvez fizesse.”

Emily não poderia estar mais certa. Traçando um paralelo entre os eventos de 1943 e do presente, com coincidências entre a história de Esther e Emily que a priori me pareceram demasiadas, e seriam se tivessem sido só coincidências. Mas, Sarah transformou-as em ótimos elos temporais que serviram para dar unidade aos eventos passados e recentes. Assim, como Esther, Emily também se vê em envolvida em um triângulo amoroso envolvendo seu velho amor da juventude e o misterioso Jack, que tanto lhe lembra Elliot e por quem Bee não tem muito afeto. Além disso, quem será a misteriosa Esther? Será esse seu nome verdadeiro? Como isso pode estar relacionado ao segredo envolvendo a família de Emily? Um segredo que mantém afastadas sua mãe e Bee? É assim que o que inicialmente prometia ser apenas mais uma história de redescoberta e quem sabe a descoberta de um novo amor (há histórias desse tipo aos montes por aí), transforma-se em um romance de segredos escondidos e mistérios do passado que se entrelaçam com os eventos do presente. Ao perceber que a história estava destinada a terminar no dia 31 de março fiquei triste quando a data finalmente chegou. A história da ilha Bainbridge, Esther e Emily me prendeu de uma maneira que eu não imaginava que fosse acontecer. Fui cativada por Evelyn e sua tenacidade em seus momentos derradeiros, Bee e sua independência e por Emily e sua persistência em desvendar os segredos do seu passado. A Sarah Jio realmente caprichou em seu primeiro romance. A mistura de épocas rendeu uma história encantadora, daquelas que você devora sem nem perceber.

 

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Fnac Fnac Fnac
Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

3 Respostas para “As Violetas de Março (Sarah Jio)

  1. Pingback: Promoção – As Violetas de Março | Blablabla Aleatório

  2. Gostei deste livro pela capa sem nem ter lido a sinopse ou resenha, agora lendo a sua me interessei ainda mais, costo desse tipo de livro que envolve presente passado, mistérios a serem revelados aliados é superação pessoal essas coisas.
    Gostei da forma sucinta com que foi escrita esta resenha, parabéns!!

    meu blog http://mensagensreflexoesemais.blogspot.com.br/
    e nele tb tem a resenha que citei no cometario da promo do livro: O Colecionador de Lágrimas – Augusto Cury,
    Abraços!!

    Curtir

  3. A capa desse livro é linda demais! hehe *-*
    Nossa, gostei muito do enredo, bem interessante… =)
    Mistura de épocas é tão legal! rs
    Adorei a resenha, beijos!

    Curtir

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s