A Floresta dos Pigmeus (Isabel Allende)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos do último livro da trilogia As Aventuras da Águia e do Jaguar e pode haver spoilers (evitados ao máximo) sobre fatos dos livros anteriores. Para saber o que eu achei dos outros livros, confira os links no final desta resenha.

Floresta pigmeus

Dessa vez já reencontramos Nádia e Alexander no novo lugar de sua aventura, ambos estão acompanhando Kate que fora convidada por um guia e naturalista para escrever sobre uma nova modalidade de turismo na África. Kate até tinha prometido não levar os garotos para mais nenhuma aventura, mas não viu nada demais em um simples safári. E o safári realmente não foi o problema, ela só não contava encontrar com um missionário no último dia da viagem e que por causa desse encontro eles acabassem se embrenhando em um pedaço esquecido da selva africana, em uma aldeia escondida numa região comandada por um psicopata e de repente se vissem às voltas lutando contra um ditador que mantém duas tribos servindo aos seus interesses.

“Com a voz emocionada, a escritora leu a breve mensagem de seu neto: “Nádia e eu estamos tentando ajudar os pigmeus. Tratem de distrair Kosongo. Não se preocupem, voltamos logo.”

 – Aqueles meninos ficaram loucos – Joel González comentou.

– Não ficaram, esse é o estado natural deles – gemeu a avó – E agora, o que poderemos fazer?”

No livro anterior o que estava em cheque era a herança cultural de um país que estava correndo o risco de ser perdida e conspurcada pela ganância. Agora, no último livro da trilogia, Allende retoma o grito de alerta do primeiro livro, contra a destruição massiva da natureza. Como comentei na resenha do livro anterior, a fórmula adotada pela Allende pode até ser previsível, afinal já começamos a leitura sabendo que uma aventura estar por vir, que os bandidos dessa história sempre estão atrás do lucro desmedido não importando a destruição que tenham que fazer para isso e que Alex e Nádia farão de tudo para impedir que eles saiam ganhando, mas o entrosamento dos protagonistas e o lado sobrenatural da história, que aqui atinge seu ápice retomando até mesmo antigos personagens tornam a história encantadora. Uma trilogia que recomendo para o que gostam de romances de aventura, em conhecer novos lugares e não tenham preconceito com elementos sobrenaturais. Ao longo das histórias fomos guiados por Alex e Nádia, e além de conhecer mais sobre os lugares que eles visitaram, também pudemos acompanhar o crescimento dos personagens e o desenvolvimento de sua relação e gostei dos rumos dado aos personagens por Allende que aqui se despede da Águia e do Jaguar.

Conheça a trilogia As Aventuras da Águia e do Jaguar

  1. A Cidade das Feras [Skoob][Goodreads][Resenha]
  2. O Reino do Dragão de Ouro [Skoob][Goodreads][Resenha]
  3. A Floresta dos Pigmeus [Skoob][Goodreads]

Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas da Núbia

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s