O Falso Príncipe (Jennifer A. Nielsen)

o-falso-principe

“As palavras de Conner ainda ecoavam em meus ouvidos. A cada passo que eu dava rumo ao trono, sentia que me curvava também. Eu só esperava poder chegar até o fim antes que Conner me destruísse completamente.” página 180.

No reino de Carthya, a guerra civil é iminente e interesses escusos por poder e pela coroa rondam cada recanto do país. No extremo norte de Carthya, na distante Carchar, no orfanato para garotos carentes da Sra. Turbeldy conhecemos Sage de apenas 15 anos. O garoto com fama de ladrão e mentiroso acaba de ser vendido pela Sra. Turbeldy para Conner, um nobre que tem um plano ousado em mente: encontrar um garoto que possa se passar por Jaron, o príncipe que desapareceu há quatro anos, para com isso evitar que o reino se autodestrua em batalhas pelo poder (ou pelo menos é assim que ele vende seus planos). Assim como Sage, outros três órfãos são amealhados por Conner e seus capangas, e aos poucos os garotos descobrem que mais do que uma batalha pela coroa, essa será uma batalha por suas vidas, já que quem não for escolhido para representar o papel terá que ser descartado.

Uma disputa mortal, aprender a desempenhar um papel e no final uma coroa e um trono. Elementos que podem até parecerem clichês, mas que ganharam uma nova roupagem com o toque de romance de capa e espada e um protagonista bastante audaz. Intrigas, planos audazes, traições e um protagonista que cativa desde a primeira frase, são os elementos que nos tornam leitores vorazes, vidrados na narrativa de Nielsen. Além de Sage, há mais três garotos nessa disputa, e talvez o fato da história ser narrada em primeira pessoa, contribua para já definir o lado de nossa torcida desde o princípio, mas arrisco dizer que mesmo que a história fosse narrada em terceira pessoa, ou sob o ponto de vista de mais de um personagem, acabaria torcendo por Sage da mesma forma. Porque desde o começo fica claro que de Conner não podemos esperar boa coisa, e como, como não sentir empatia por aquele que desde o princípio não teme enfrentar seu algoz e questionar seus planos? Como não torcer por aquele que parece ter seus segredos, segredos que levantam suspeitas e que te levam a torcer desesperadamente para que elas se concretizem? Desafio qualquer um que venha a começar a ler a trilogia a não torcer por Sage, duvido que consigam.

A história criada por Nielsen é cheia de reviravoltas, tanto no que diz respeito aos sentimentos que você nutre pelos personagens, quanto aos papeis que eles desempenham na trama. Prepare-se para amar e odiar na mesma medida e frequentemente a mesma pessoa. Com Nielsen não existe essa história de que vilão é sempre vilão e o mocinho sempre é mocinho, a linha entre ambos é bastante tênue e não é difícil encontrarmos personagens ora de um lado, ora do outro. Isso torna a sua trama surpreendente e sua narrativa cativante. Li o livro em poucas horas e teria continuado fisgada na história mesmo se ela tivesse mais mil páginas. Sem dúvidas, foi uma das melhores descobertas de literatura juvenil dos últimos tempos.

Conheça a Trilogia do Reino (The Ascendance Trilogy):

  1. O Falso Príncipe [Goodreads][Skoob]
  2. O Rei Fugitivo [Goodreads][Skoob]
  3. The Shadow Throne [Goodreads][Skoob]

Compre aqui:

Cultura Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Grupo Editorial Record, Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

3 Respostas para “O Falso Príncipe (Jennifer A. Nielsen)

  1. Pingback: O Rei Fugitivo (Jennifer A. Nielsen) | Blablabla Aleatório

  2. Pingback: Um Autor de Quinta #98 | Blablabla Aleatório

  3. Pingback: O Trono das Sombras (Jennifer A. Nielsen) | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s