A Clash of Kings – George R. R. Martin

Atenção! Esta resenha é sobre o segundo livro da série “A Song of Ice and Fire”, e pode conter spoilers do enredo do livro anteriore. A Núbia já resenhou este livro, aqui. Nós já resenhamos o primeiro livro da série aqui (eu) e aqui (Núbia).

Um cometa vermelho passa por cima do céu e pode ser visto por todos os cantos do reino. Ele marca a realização, no primeiro livro, de uma profecia antiga. E a guerra entre os reis continua. Um reino, três dragões e cinco reis são parte da mistura deste livro, junto de traições, egos, ambições, tratados e guerra.

Aqueles que estão lutando pelo trono fazem parcerias, promessas e reféns. Entre uma batalha e outra, vemos um Stark fugindo pelo mundo, e outro ainda tendo sonhos que se provam ser a verdade. Do outro lado do mar, uma pretendente ao trono luta para não morrer de fome com seus poucos súditos e poder tomar parte da grande disputa pelo poder. Além da muralha que separa o mundo em dois, os guerreiros encarregados de protege-lo tomam decisões drásticas na tentativa de conhecer melhor o perigo que estão para enfrentar.

A narrativa continua dividida entre alguns personagens, nove para ser mais exato. Para não dar
spoilers, vou deixar os nomes em branco, então passe o mouse entre os parênteses: (Arya, Bran, Catelyn, Daenerys, Davos, Jon, Sansa, Theon e Tyrion (não nessa ordem)).

Como eu disse diversas vezes no blog, eu não muito gosto de livros com mais de um ponto de vista. Ainda mais quando o autor gosta tanto de matar as personagens (foram 72 neste livro!). Eu fico um pouco agoniada quando estou lendo um capítulo e não sei se a personagem vai viver até o final dele. Sim, esse modo de narrativa é absolutamente necessário para cobrir todo o mundo que ele inventou, e eu não consigo imaginar outra maneira de contar esta história (o que não significa que eu tenho que gostar, né?).

Foi um livro particularmente difícil de ler, eu achei bem cansativo e demorei mais do que demoraria num livro deste tipo. Já ouvi outras pessoas falarem que os livros ímpares são os melhores da série, e eu não vou discordar (por enquanto…). Este livro é bem pesado (literal e figurativamente falando hehehe), então para ler uma só página, é necessário mais do que alguns minutos com o tomo, e isso foi um dos fatores que me fez demorar tanto para ler, já que só tenho grandes intervalos de tempo nos finais de semana – e este não é um livro particularmente fácil de ficar carregando por ai…

A leitura me desgastou tanto, que a resenha demorou um ano e meio para sair. Eu levei esse mesmo tempo para me dar coragem de ler o terceiro livro, do qual falarei em outra resenha. E embora esta série não seja na lista de potenciais livros favoritos da Mari, é muito bem escrita, e com certeza vale a leitura.

INGLÊS
Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac Fnac

PORTUGUÊS
Compre aqui:

Cultura Submarino Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas da Feanari

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s