Campo de Espadas – Conn Iggulden

Atenção! Esta resenha trata do terceiro livro da série O Imperador de Conn Iggulden e pode trazer spoilers do enredo dos livros anteriores. Para ler a resenha dos livros anteriores, clique: Os Portões de Roma A Morte dos Reis.

Júlio César está na Espanha, e apesar de estar orgulhoso com os frutos de seu trabalho no país, está ansioso para voltar a Roma e tomar maior parte em seus acontecimentos. Depois de quatro anos, ele junta suas espadas e volta para sua terra natal com sonhos de se tornar cônsul e se dar a ordem de sair e conquistar mais terras em nome de Roma. Ele parte para a Gália, onde tenta tornar o país uma extensão de Roma, e se prepara para lutar as maiores batalhas de sua vida.

É neste livro que conhecemos outra personagem famosa na história de Roma: Marco Antônio. Também começamos a ver momentos em que Brutus ressente Júlio. Isto é importante para a história pois sabemos que Júlio é assassinado por seu melhor amigo (o momento em que a frase famosa “Até tu, Brutus?” é dita). Seria estranho que isso acontecesse sem um pano de fundo em nenhum dos livros anteriores. Continuando no assunto de tópicos históricos abordados, neste livro começa (e termina) o Primeiro Triunvirato, quando Júlio, Crasso e Pompeu dividiam a liderança de Roma.

Os fatos da vida de Júlio César são bastante condensados na série “O Imperador”, até porque se o autor quisesse escrever uma biografia detalhada, não seria um romance histórico. Ao longo deste livro, devem se passar uns 10 anos, e a idade das personagens não deixa de ser descrita ao longo das páginas, bem como suas lembranças dos tempos passados.

Não é o livro mais emocionante da série, ao meu ver. Em termos de batalhas (que eu adoro), pode-se até dizer que ele fica devendo, pois passamos metade do livro sem ler sobre nenhuma. Como não poderia deixar de ser, a política romana é fortemente explorada ao longo das páginas, e mesmo quando Júlio não está em Roma, enxergamos os acontecimentos pelos olhos de Alexandra e Pompeu.

Conn Iggulden é um autor fantástico. Suas descrições do modo de vida romano são tão bem escritas que parece que temos uma janela para aquela época. E este é um livro incrível em uma série que deveria estar na estante de TODOS.

Compre aqui:

Cultura Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas da Feanari

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s