O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Ransom Riggs)

o orfanato da srta peregrine

Quando o primeiro volume da série do Ransom Riggs foi lançado, confesso que não havia me animado em conferir a história de suas crianças peculiares. Mas aí o livro ganhou uma adaptação cinematográfica (estreia agora em setembro) com direção do Tim Burton e foi o que bastou para colocar a história de Riggs em evidência novamente. Com o trailer de divulgação e a promessa da publicação dos demais volumes da série rapidamente (e a Intrínseca cumpriu!) finalmente decidi conferir essa história. Para ser bem sincera, o fato é que haverá um filme que quero muito assistir e há uma obra literária por trás, meu TOC literário simplesmente não me deixaria queimar uma etapa e partir direto para a telona.

Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias extraordinárias do avô. A principal versava sobre como ele fugira de monstros na Polônia e fora acolhido em um orfanato mágico, protegido por uma ave, em uma ilha no País de Gales. Essa história vinha acompanhada de estranhas fotografias de seus moradores. Quando era pequeno Jacob se deleitava nessas histórias, ao crescer começou a achar que nada havia de fantasioso nelas e que as narrativas serviam apenas para mascarar os horrores da Segunda Guerra que marcaram a vida do avô. Até o dia que o avô fora atacado e antes de morrer lhe fez prometer que encontraria a Ilha, o orfanato e a ave. A única forma de Jacob ficar seguro. Na ilha Jacob tem seus primeiros contatos com as crianças peculiares. Jovens com características (melhor dizendo poderes) que as tornam únicas e no mundo real incompreendidas e caçadas. Eis um claro discurso sobre aceitar as diferenças e a crítica velada ao preconceito e às atitudes extremas que ele pode levar. Alguns podem achar piegas, lugar comum, mas o discurso encaixa-se perfeitamente à trama, e que bom que Riggs não se privou de fazê-lo.

“De algum modo, eu os reconheci, mas não sabia de onde eram, como se fossem rostos de um sonho de que não nos lembramos direito. Onde será que eu os vira antes? E como eles sabiam o nome do meu avô?

Então eu entendi. As roupas deles eram estranhas mesmo para o País de Gales. Tinham rostos sérios e pálidos. Os retratos espalhados no chão ao meu redor olhavam para mim do mesmo modo que os garotos lá em cima. De repente, compreendi.

Eu os vira nas fotografias. ” (Páginas 112 e 113)

Com a ave, ou melhor, com a Srta. Peregrine aprendemos mais sobre o orfanato, os peculiares e a existência das fendas temporais, utilizadas como refúgios por peculiares ao longo dos séculos em vários pontos do planeta. Ali Jacob ouve também sobre os etéreos e sua busca incessante pela imortalidade que acabou tornando-os monstros. E, enquanto descobre mais sobre o passado do avô, sobre sua herança peculiar e encontra amigos onde menos esperava; ameaças rondam o orfanato da Srta. Peregrine e Jacob precisa fazer uma importante escolha acerca do seu futuro.

Para os que gostam de história, geografia e geologia, as fendas temporais e os experimentos dos etéreos são um prato cheio e nos deixam na expectativa sobre quais outros fatos e eventos Riggs fará uso daqui para frente. Para os que gostam da parceria da linguagem escrita e gráfica, o trabalho de Riggs com as fotografias que permeiam toda a obra foi bastante interessante. Todas as fotografias pertencem à acervos de colecionadores particulares, ou seja, Riggs não efetuou modificações (ou as criou do zero) para que elas representassem seus personagens, e sim partiu delas para dar vida aos seus peculiares, daí a participação ativa delas na narrativa, não estão ali apenas de enfeite, mas conduzem o início dessa história.

Enfim, com uma narrativa ágil, personagens singulares, uma linguagem gráfica bastante efetiva e uma trama que utiliza fatos históricos, catástrofes naturais e mitos e lendas para delinear o “mundo” dos peculiares de forma bastante interessante; Riggs tornou-me acompanhante fiel do que ainda virá por aí.

 

Leia uma amostra aqui.

 

Conheça a Série O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares:

Compre aqui:

Cultura Amazon Submarino Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

5 Respostas para “O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Ransom Riggs)

  1. Tenho muita vontade de ler esse livro!
    Ah e ver o filme também, ainda mais pelo Tim Burton.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Andressa

    Estava procurando uma resenha para esse livro, pois realmente pelo trailer parece que é uma boa história, mas tbm refiro ler o livro antes de ver o filme.. Sua resenha me animou. Escreve muito bem!! ^^

    Curtido por 1 pessoa

  3. Pingback: Cidade dos Etéreos (Ransom Riggs) | Blablabla Aleatório

  4. Pingback: Biblioteca de Almas (Ransom Riggs) | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s