Biblioteca de Almas (Ransom Riggs)

bibliotecadealmas

“Apenas uma história. Mas nunca era apenas uma história. Isso tinha se tornado uma das verdades definidoras da minha vida, pois por mais que eu tentasse manter as histórias aplanadas, bidimensionais, presas em papel e tinta, sempre havia aquelas que se recusavam a ficar restritas ao interior dos livros. Eu sabia: uma história tinha engolido toda a minha vida. ” (Página 330)

Em Biblioteca de Almas, enquanto todos os outros acabaram capturados, apenas Emma, Jacob, Addison e Sergei escaparam dos acólitos, e, ainda que o tempo presente possa ser um forte atrativo à Jacob, eles precisam se enveredar por outra fenda, o Recanto do Demônio, uma espécie de purgatório dos peculiares e local onde fica o quartel-general dos acólitos, para onde eles estão levando todas as suas vítimas. No Recanto do Demônio os garotos terão mostras do quão decantes a vida dos peculiares podem se tornar, Jacob descobrirá mais sobre a sua origem e seus poderes, os eventos envolvendo a catástrofe que deu origem aos etéreos finalmente serão revelados, e uma lenda, uma invenção engenhosa e os verdadeiros planos de Caul virão à tona.

Seguindo o exemplo do volume anterior, este também começa no exato momento em que nos despedimos das crianças peculiares no livro anterior. O que me deixou a impressão de que com algumas exclusões e lapidadas em outras partes, a história do Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares poderia ser narrada em dois livros apenas. A narrativa arrastada e uma leitura que demora a engrenar neste volume, só evidenciaram essa impressão.

O que emperrou a leitura foi sem dúvidas a inclusão de ainda mais personagens, o que já era de se esperar com a ameaça ao mundo peculiar cada vez mais eminente, mas, em meio à tantos novos nomes de peculiares e ymbrynes, tenho que confessar que muitos se tornaram apenas preenchedores de espaços e de vários já nem me recordo mais. A inclusão de novas pistas, lendas e mistérios envolvendo os peculiares também tornaram a trama bastante carregada. Mas, ainda que a inserção desses novos elementos não tenha sido muito orgânica, conforme eles são explicados e os vazios da trama preenchidos, a história ganha ritmo e nos despedimos da trama de Riggs com a sensação de ter lido uma história bem contada. Com seus percalços, sim, mas também com personagens carismáticos, algumas reviravoltas e uma conclusão bem amarrada e condizente com o que poderíamos esperar do background dos personagens.

Comecei a acompanhar a trilogia sem muitas expectativas, mas me peguei encantada pelos personagens e pela forma como Riggs se apropriou da geografia, da geologia e de alguns dos principais eventos da história da humanidade para dar vida a sua trama. O discurso sobre aceitar as diferenças que permeia toda a trama também não poderia ter sido melhor trabalhado. É uma história que indico para os que gostam de fantasia, romances juvenis e que buscam um pouco de aventura e distração, sem maiores pretensões.

 

Leia uma amostra aqui:

 

Conheça a Série O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares:

Compre aqui:

Cultura Amazon Submarino Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

1 comentário

Arquivado em Editora Intrínseca, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Uma resposta para “Biblioteca de Almas (Ransom Riggs)

  1. Pingback: Resumo do Mês | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s