TAG – Perfil Literário

Foto (modificada): Gaelle Marcel

Ressuscitando mais uma TAG, essa eu também vi no blog Momentum Saga, mas originalmente ela foi criada pelo Sem Serifa. Bom, originalmente parece ter sido do Who’s Geek, mas não consegui encontrar o post original.

1 – Qual seu estilo de livro favorito?

Eu não tenho um estilo de livro favorito, ou pelo menos não só um. Eu tento diversificar minha leitura, mas acabou frequentemente às voltas com um romance histórico, um romance policial, um livro de fantasia (amo os juvenis!) ou um livro de divulgação científica.

2 – Qual sua saga/trilogia favorita?

Sendo coerente com a minha resposta à primeira pergunta é claro que não conseguiria eleger apenas uma, então seguem três: O Senhor dos Anéis, uma obra que eu releria incontáveis vezes, por toda quarta, quinta, sexta, …, eras da Terra Média (ainda que não seja a minha obra favorita do Tolkien); Harry Potter como leitora que cresceu sofrendo com as esperas pelos lançamentos dos livros e que penou para engolir algumas perdas, não tinha como deixá-lo de fora; e,  As Crônicas de Artur do Bernard Cornwell, simplesmente a melhor história sobre o Rei Artur já escrita.

3 – Qual livro você demorou mais para ler?

É também o que estou lendo agora. Costumo ler mais de um livro ao mesmo tempo, frequentemente de gêneros diferentes e acabando deixando os calhamaços para as leituras caseiras pela dificuldade de sair carregando eles a tiracolo por aí. Já há um tempinho tenho intercalado a leitura do livro O Canto do Dodô do David Quammen (desde fevereiro para ser mais precisa). Não é que o livro seja ruim, mas é uma leitura densa e que frequentemente acaba se desdobrando em leituras complementares. E acho que essa é a melhor forma (para mim) de lê-lo.

4 – Qual livro você está lendo?

 

O já acima citado O Canto do Dodô (David Quammen) e A Profecia das Sombras (Rick Riordan) o segundo volume da série As Provações de Apolo.

5 – Quantos livros você tem na sua estante?

Por enquanto 656.

6 – Qual o livro mais antigo da sua estante?

 

Alguns volumes da Coleção Prestígio da Ediouro. Iaiá Garcia, Dom Casmurro, Quincas Borba, A Mão e a Luva e O Alienista do Machado de Assis, e Ubirajara do José de Alencar. Estão velhinhos e com um cheiro pungente de livro antigo, mas não dou para ninguém porque foram deixados para mim pela minha madrinha (in memoriam).

7 – Qual o próximo livro que você pretende comprar?

NE-CES-SI-TO da continuação de Marcas da Guerra, Dívida de Honra do Chuck Wendig. O Segredo dos Corpos do Ron Franscell e Dr. Vincent Di Maio, e O Duelo dos Neurocirurgiões do Sam Kean. Sei que provavelmente acabarei comprando outro pois sempre vou diminuindo a lista de desejados de acordo com as promoções.

8 – Um livro que fez você mudar o sentido de ver o mundo?

Na África Selvagem, do Mark Seal, traz a biografia da cineasta e ambientalista Joan Root e toda sua luta pela defesa da biodiversidade africana, especialmente à do Lago Naivasha (no Quênia) onde morava. Joan perdeu a vida nessa batalha. Leitura indispensável. Outra leitura mais recente, mas não menos importante, é Vozes de Tchernóbil da Svetlana Aleksiévitch, como coloquei na resenha do livro: “Vozes de Tchernóbil é daqueles livros que todos temos que ler ao menos uma vez durante a vida. É daqueles livros que te mostram sua pequenez, escancaram a fragilidade humana e o que o mau uso da tecnologia pode provocar, expõe o egoísmo da alma humana, o preconceito arraigado, mas também é uma ode à resiliência de que somos capazes de mostrar. A leitura não é fácil. É cruel, é sofrida, é angustiante. Mas a jornada vale a pena.”

9 – Qual livro, se você pudesse, proibiria a leitura dele? (Qual livro você não recomendaria a sua leitura?)

Proibir a leitura de algo é contraproducente. Qualquer leitura é válida, e é só lendo coisas ruins que nos tornamos aptos a selecionar melhor nossas leituras futuras. Além disso, tem a questão do gosto, e o que eu não gostei de ler outro podem vir a amar. Então, só ficam algumas não recomendações com base na minha experiência de leitura.

Não recomendo a série Maya Fox e peço licença para colocar aqui a resposta dada à TAG anterior: “Maya Fox – A Predestinada (Silvia Brena e Iginio Straffi) não tem só o final horrível, o livro todo o é. O livro é um samba do crioulo doido, com uma protagonista chata e uma trama pífia.”

A série Bruxos & Bruxas do James Patterson. Ainda tenho esperanças de que os livros policiais do autor sejam melhores, porque essa série juvenil só me decepcionou.

E por favor, se você ainda não leu Nick Hornby e pretende ler, não comece por Como ser legal.

10 – Qual livro você levaria para uma ilha deserta?

Levaria o volume único do Senhor do Anéis (só para garantir um livro para folhear ler a moda antiga) e um e-reader com a memória cheia e um carregador solar portátil é claro.

Até a próxima TAG!

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, TAGs

Uma resposta para “TAG – Perfil Literário

  1. Pingback: Resumo do Mês | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s