Mais do que isso (Patrick Ness)

Ainda não conhecia o Patrick Ness, mas depois de ter lido Mais do que isso fiquei com vontade de ler suas outras obras, além do famoso Sete minutos depois da meia-noite (que já virou filme), outros livros dele também já foram publicados aqui. Ness é um escritor de ficção juvenil premiado e é conhecido pelo tom sombrio e pela prosa perturbadora de suas histórias. Monstros, cidades distópicas, guerras, um pouco de ficção científica e o que há além da morte, são temas frequentes em suas tramas. Em Mais do que isso não é diferente. Começamos essa história nos minutos finais e agonizantes da vida de Seth, com direito a uma descrição bastante pungente da situação. Algum tempo depois Seth acorda na casa onde viveu durante a infância, em outro continente. Ele está vivo? Como, se ele está certo de que morreu e seus momentos finais ainda estão vívidos na memória?

“Dá a impressão de ser real. Certamente ao toque, e definitivamente ao cheiro. Mas é também um mundo que apenas parece tê-lo dentro dele, então, o quanto dele pode ser real? Se essa é apenas uma velha lembrança empoeirada na qual ele está preso, talvez não seja nem mesmo um lugar, talvez seja apenas o que acontece quando seus minutos finais de morte passam a ser uma eternidade. O lugar da pior época de sua vida, congelado para sempre, deteriorando-se sem nunca morrer de verdade. ” (Página 72)

Ness nos convida a desvendar esse mistério juntamente com Seth. Para isso, ele dividiu a trama em quatro partes. No projeto gráfico de livro cada parte é representada por uma porta que se abre. O que é bastante representativo, pois a cada porta aberta nosso conhecimento vai aumentando e nossa visão desse mundo onde Seth se encontra vai se reformulando. É como se Ness reafirmasse a cada porta aberta que ei é mais do que isso leitor, é mais do que a morte, mais do que a culpa carregada por Seth, mais do que a vida. E isso só é possível pelo fator surpresa que só a experiência de leitura livre de muitos detalhes prévios pode proporcionar. Não é à toa que a sinopse na contracapa e na orelha do livro são mínimas. Não se prive de abrir cada porta a seu tempo e descobrir por si mesmo cada reviravolta.

Sem estragar a surpresa o que posso dizer é que foi uma boa sacada de Ness a forma como ele intercalou na narrativa o momento atual vivido por Seth com os fragmentos de sua vida e como os conectou ao andamento da história. O processo de juntar os pedaços e tentar montar o quadro geral para quem sabe entender o porquê da situação atual do garoto nos aproxima do personagem e angaria nossa empatia. Além disso, somente com Seth a história já seguia em um bom ritmo, mas a adição de novos personagens tornou a trama ainda mais dinâmica, tornando impossível largar a leitura antes de sua conclusão. Com bons personagens e uma trama que vai do romance reflexivo à crítica mordaz, Ness trabalhou uma ideia, que pode até não ser inédita, de forma surpreendente e, por ser um bom contador de histórias, nos brindou com uma ótima leitura. Mais um autor de ficção infanto-juvenil e juvenil para manter no radar.

 

Leia uma amostra aqui:

 

Compre aqui:

Cultura Amazon Saraiva Travessa Fnac Fnac
Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

2 Respostas para “Mais do que isso (Patrick Ness)

  1. Pingback: Resumo do Mês | Blablabla Aleatório

  2. Li e, realmente…!
    Recomendo a leitura. 😉

    Curtido por 1 pessoa

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s