TAG 100% ou Retrospectiva Literária

Dando prosseguimento ao que comecei a fazer no ano passado, vamos deixar registrado minha Retrospectiva Literária em formato de TAG (a TAG 100%, confira as respostas do ano passado aqui), aproveitando para fazer algumas comparações entre as minhas leituras de 2017 e 2018.

Ela foi inspirada na TAG 50% que foi criada pela Chami do canal Read Like Wild Fire (IsthatChami) e traduzida pelo Victor Almeida do canal Geek Freak, mas conta com alguns adicionais. Vamos descobrir como foi o meu ano literário?

1 – ALGUNS NÚMEROS:

Livros Lidos: 40 (é, infelizmente li menos do que em 2017, vamos tentar aumentar esse número em 2019).

Livros novos na estante: 101 (consegui diminuir, mas não tanto).

Livros passados adiante: 46 (passei menos livros adiante, ainda assim consegui deixar muitos circularem e o plano é seguir assim, sempre procurando abrir espaço na estante enquanto seleciono aqueles que irei querer manter comigo por muito tempo).

Gêneros literários lidos: aventura, biografia,  contos,  divulgação científica, fantasia, ficção científica, não-ficção, poesia, realismo fantástico, romance histórico, romance contemporâneo, romance policial e romance YA. Apesar de ter lido poucos livros em comparação aos anos anteriores, consegui manter a diversidade.

Países lidos: assim como em 2017, li livros de 13 países diferentes em 2018, apesar de não ter aumentado esse número como eu queria, consegui ler novos países para o Projeto de Leitura Volta ao Mundo em 198 Livros. Os que li foram: Austrália, Bielorrússia, Brasil, Canadá, Colômbia, Estados Unidos, Japão, Nova Zelândia, Reino Unido, Romênia, Sudão, Suíça e Zimbábue.

Autores lidos: consegui deixar minhas leituras bem mais igualitárias entre livros escritos por homens e mulheres. Em 2018 foram 18 livros escritos por homens e 22 por mulheres.

Autores NOVOS lidos: este ano foram 30 autores novos, 13 homens e 17 mulheres.

Releituras? Sim. Para fechar o ano de 2018 li Harry Potter e a Câmara Secreta na edição ilustrada pelo Jim Kay.

2 – Livro mais curto que leu?

O homem é um grande faisão no mundo (Herta Müller) com 136 páginas.

3 – Livros mais longo que leu?

O canto do dodô (David Quammen) com 760 páginas.

4 – Finalizou alguma série?

Aindo sou eu (Jojo Moyes), será que este será o último?

5 – Começou alguma série?

Várias. Série Viajantes no Tempo da Madeleine L’Engle; Série Kay Scarpetta da Patricia Cornwell; Série Academia de Vampiros da Richelle Mead; Série Moribito da Naholo Uehashi (só o primeiro livro foi publicado no Brasil); Série Black Hammer (graphic novel) do Jeff Lemire, Dean Ormston e Dave Stewart; e, a tetralogia Aru Shah e o Fim dos Tempos da Roshani Chokshi.

6 – Livros que começou a ler no ano de 2018 e ainda não terminou?

Charles Darwin – Viajando da Janet Browne, um senhor calhamaço.

7 – O melhor livro do ano?

Assim como em 2017, vou escolher dois: A biografia do Leonardo da Vinci escrita pelo Walter Isaacson e O Amor nos Tempos do Cólera do Gabriel García Márquez.

8 – A melhor continuação?

Eu comecei a ler muitas séries este ano, mas não dei prosseguimento as já iniciadas, e como a continuação de As Provações de Apolo (O Labirinto de Fogo) me decepcionou um pouquinho, fico com Ainda Sou Eu da Jojo Moyes.

9 – Livro lançado no ano de 2018 que você ainda não leu, mas quer muito.

O Construtor de Pontes, novo romance do Markus Zusak que veio na caixa do Intrínsecos de dezembro. Vai entrar na meta de 2019.

10 – Livro que mais te decepcionou este ano?

No geral foi um ano repleto de boas leituras, mas ainda houveram escorregadas do Rick Riordan em O Labirinto de Fogo e a leitura de As Últimas Testemunhas da Svetlana Aleksiévitch foi um pouco sofrida.

11 – Novo autor favorito?

Walter Isaacson mostrou ser excelente em escrever biografias, a Daniela Arbex trata assuntos dolorosos da nossa história recente com muita sensibilidade. E claro, a Rachel de Queiroz e a Virginia Woolf não poderiam ficar de fora, quero muito ler toda a obra das duas.

12 – Personagem favorito do ano?

Mantenho a minha escolha do primeiro semestre, a Alice de O que Alice Esqueceu da Liane Moriarty.

13 – O personagem odiado do ano?

O príncipe Humperdinck e o conde Rugen de A Princesa Prometida (William Goldman) são personagens intragáveis.

14 – O livro mais bonito que você comprou ou ganhou no ano de 2018?

 

15 – Sua resenha/vídeo favorita:

Aqui também mantenho minhas escolhas do primeiro semestre.

Do seu blog/vlog: O amor nos tempos do cólera (Gabriel García Márquez)

De um outro blog/vlog: Enclausurado (Ian McEwan) publicada pela Angela do Ao Sol no Quintal.

Não vou taguear ninguém, mas quem quiser responder e trocar figurinhas sobre como foi o ano de 2018 em leituras sinta-se convidado. Que 2019 seja repleto de ótimas leituras!

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com 
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia, TAGs

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s