O Feminismo é Para Todo Mundo (bell hooks)

Apesar de sempre me procurar me informar sobre o feminismo, sempre me restringi aos textos e ensaios avulsos e ainda não havia me aventurado pela bibliografia feminista, apesar de já ter alguns títulos na lista de futuras leituras. Decidi começar com o livro da bell hooks. É assim mesmo que escreve, com letras minúsculas, porque o pseudônimo criado por Gloria Jean Watkins é grafado em letras minúsculas com o objetivo de deslocar o foco da figura autoral para suas ideias. hooks se propõe a falar sobre feminismo de uma forma fácil, que acabasse por incentivar a adoção de práticas feministas. Em tempos nos quais as lutas feministas são deturpadas e mal compreendidas, mesmo tendo sido publicado originalmente no ano 2000, o livro de hooks continua necessário. No prefácio, hooks deixa claro que ela nunca achou que o movimento feminista fosse um movimento só de mulheres, e é sobre este ponto de vista que todos os ensaios que fazem parte deste livro transitam.

“Feministas visionárias sempre compreenderam a necessidade de converter os homens. Sabemos que todas as mulheres do mundo poderiam se tornar feministas, mas, se os homens permanecerem sexistas, nossa vida ainda será desvalorizada. A guerra de gêneros ainda seria uma norma. As ativistas feministas que se recusam a aceitar homens como companheiros de luta – que nutrem medos irracionais de que se homens se beneficiarem de qualquer maneira de políticas feministas, as mulheres perdem – erraram ao fazer o público olhar para o feminismo com suspeita e desdém. ” (Página 164)

bell fala sobre políticas feministas, nos fornece um bom histórico do movimento, os desvios tomados, o poder da sororidade, a importância de uma educação feminista, políticas sexuais e a importância de levar em consideração as questões de classe, raça e gênero.

São dezenove ensaios, dentre estes, podemos destacar alguns:

Políticas Feministas: em que ponto estamos, no qual ela fala sobre a necessidade de retomar a definição clara do feminismo: “movimento para acabar com a opressão sexista”. Ela faz um apanhado histórico para mostrar como o movimento modificou ao longo dos anos, tornando-se muitas vezes excludente e deturpando-se ao ponto de surgir uma grande vertente anti-homem que acabou por prejudicar e muito a abrangência do movimento.

Conscientização: uma constante mudança de opinião, no qual ela fala da migração do feminismo dos grupos comunitários e informais, e, portanto, muito mais abrangente no sentido de serem mais acessíveis, para o ambiente árido e distante das universidades. Uma mudança que ao menos nos Estados Unidos (o foco principal do livro de hooks) deixou para escanteio as mulheres trabalhadoras, pobres e lésbicas e privilegiou as mulheres brancas de classe média. Fo aqui que o movimento perdeu a capacidade de atingir as massas e ganhar cada vez mais adeptos.

Educação Feminista para uma consciência crítica, ou, a importância de uma educação feminista para todo mundo e o problema da representação negativa do movimento pela mídia convencional, o que acaba enfraquecendo bastante o movimento.

Maternagem e Paternagem Feministas, a importância de confrontar o sexismo no ambiente familiar, levando-se em conta a necessidade da participação igualitária dos homens na criação dos filhos. A necessidade de abordarmos e confrontarmos o sexismo internalizado num movimento de autocrítica em que as mulheres que abusam de crianças sejam tão severamente criticadas quantos os homens que abusam de mulheres.

Alguns temas podem até ser tratados de forma tendenciosa, já que durante todo o tempo ela se atém ao cerne do seu ponto de vista inicial, mas não se pode negar a importância do trabalho de hooks em tentar trazer para as discussões cotidianas o feminismo. Uma leitura bastante pormenorizada, mas ainda assim bastante acessível, e um bom ponto de partida para quem tem interesse em se inteirar mais sobre o assunto.

Leia uma amostra aqui:

Compre aqui:

Amazon Fnac
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Desafios Literários, Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s