TAG 100% ou Retrospectiva Literária

Um pouquinho mais atrasada desta vez, mas não poderia deixar morrer a tradição (de apenas dois anos) de fazer a minha pequena retrospectiva literária do ano de 2019. Pequena porque foram poucos livros, fazia tempo que eu não lia tão poucos livros em um ano, mas o que importa é que apesar de poucas, fiz excelentes leituras, conheci vários escritores e escritoras novos e “visitei” mais alguns países no Projeto Volta ao Mundo em 198 Livros.

Ela foi inspirada na TAG 50% que foi criada pela Chami do canal Read Like Wild Fire e traduzida pelo Victor Almeida do canal Geek Freak, mas conta com alguns adicionais. Vamos descobrir como foi o meu ano literário?

1 – ALGUNS NÚMEROS:

Livros Lidos: 28, quase todos já com resenhas publicadas aqui no blog. As que ficaram faltando logo saem.

Livros novos na estante: 103 (mas com a quase certeza de ter deixado de contabilizar algum). Não fiquei tão distante do número do ano passado, mas aumentei e não diminuí o número de livros novos na estante (shame on me).

Livros passados adiante: 49 (também esqueci de contabilizar alguns). Um número não muito diferente também do de 2018.

Gêneros literários lidos: aventura, biografia, cordel, distopia, divulgação científica, fantasia, histórias em quadrinhos, graphic novel, não-ficção, poesia, realismo fantásticos, romance de formação, romance contemporâneo e romance YA. Poucos livros, mas uma diversidade de gêneros.

Países lidos: assim como em 2017 e 2018, li livros de 13 países diferentes em 2019 e angariei mais alguns países para p Projeto de Leitura Volta ao Mundo em 198 Livros. Os que li foram: Afeganistão, Albânia, Argentina, Brasil, Canadá, Dominica, Espanha, Estados Unidos, Itália, Paquistão, Reino Unido, Serra Leoa e Uruguai.

Autores lidos: as leituras, como já de praxe, permaneceram praticamente igualitárias entre livros escritos por homens e mulheres. Em 2019 foram 13 livros escritos por homens e 15 por mulheres.

Autores NOVOS lidos: Das 28 leituras que fiz, 24 foram leituras de escritores que ainda não conhecia. Dentre estes, 10 homens e 14 mulheres.

Releituras? Primeiro ano que não fiz uma releitura.

2 – Livro mais curto que leu?

Sejamos Todos Feministas (Chimamanda Ngozi Adichie) com 63 páginas na edição física.

3 – Livros mais longo que leu?

Hazel Wood – A origem do Azar (Melissa Albert) com 444 páginas.

4 – Finalizou alguma série?

Não.

5 – Começou alguma série?

Bem menos do que em 2018. O ano de 2019 foi o ano de leitura de obras únicas. Ainda assim, comecei a série Hazel Wood da Melissa Albert e comecei a ler a adaptação para os quadrinhos da série Percy Jackson e os Olimpianos.

6 – Livros que começou a ler no ano de 2018 e ainda não terminou?

A guerra não tem rosto de mulher. Cada relato é um soco no estômago. Não dá para ler com rapidez um livro da Svetlana, mesmo com toda a fluidez de seu texto.

7 – O melhor livro do ano?

Já havia escolhido ele na TAG 50% e mantenho-o como o melhor de 2019. As Meninas da Lygia Fagundes Telles. Preciso ler todos os outros livros da autora!

8 – A melhor continuação?

Mantenho a mesma escolha do primeiro semestre,  Black Hammer 2 – O Evento, não só porque foi a única continuação que li, mas também por ser uma excelente graphic novel sobre super-heróis. Com esse segundo volume o Jeff Lemire deixou minhas expectativas lá em cima.

9 – Livro lançado no ano de 2018 que você ainda não leu, mas quer muito.

Black Hammer 3 – Era da Destruição, Só Pode Ser Brincadeira, Sr. Feynman! (Richard Feynman), O oráculo da noite: A história e a ciência do sonho (Sidarta Ribeiro) e A Tumba do Tirano – 4° livro da série As Provações de Apolo (Rick Riordan).

10 – Livro que mais te decepcionou este ano?

Nenhum. Foram poucos livros, mas bem escolhidos.

11 – Novo autor favorito?

Lygia Fagundes Telles, como pude ficar tanto tempo sem ler esta mulher, OMG! Conceição Evaristo com sua narrativa pungente e reverberante. Quero conhecer outras obras delas.

12 – Personagem favorito do ano?

A garotinha Joan de Os prós e os contras de nunca esquecer do Val Emmich.

13 – O personagem odiado do ano?

Não elegerei um personagem específico, mas a sociedade aterradora, racista e segregadora  a que Pecola esteve sujeita em O Olho Mais Azul da Toni Morrison; e a sociedade mesquinha, conservadora e defensora ferrenha do status quo da estratificação social vigente de Jude, O Obscuro do Thomas Hardy (ainda sem resenha).

14 – O livro mais bonito que você comprou ou ganhou no ano de 2019?

Apesar de ter adquirido algumas outras edições da Editora Carambaia ano passado, tenho que permanecer com a minha escolha do primeiro semestre do ano e escolher A Cabana do Pai Tomás (Harriet Beecher Stowe).

15 – Sua resenha/vídeo favorita:

Do seu blog/vlog: O olho mais azul (Toni Morrison)

De um outro blog/vlog: 10 livros que formaram quem eu sou publicada pela Isabella Lubrano do canal Ler Antes de Morrer.

Não vou taguear ninguém, mas quem quiser responder e/ou trocar figurinhas sobre as leituras de 2019 fique à vontade. Que 2020 seja repleto de ótimas leituras!

 

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com 

3 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia, TAGs

3 Respostas para “TAG 100% ou Retrospectiva Literária

  1. Lygia Fagundes Telles é realmente incrível! A cada obra que leio dela, surpreendo-me com o poder de sua escrita!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Balanço Literário: Desafios e Projetos Literários | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s