Editora Dublinense – O Viajante Imóvel

Release divulgado pela editora.

Thriller de Júlio Ricardo da Rosa apresenta um personagem que, sem ter como se locomover, imagina e escreve relatos de viagem

O viajante imóvel é um thriller que mexe com as emoções do leitor: mescla romance, aventura, suspense e drama em reviravoltas dignas de uma montanha-russa. Seu personagem principal, entretanto, passa boa parte do livro preso a uma cadeira de rodas. Mesmo com dificuldades para se locomover, Vítor Assis vive plenamente – senão no cotidiano, ao menos na imaginação. É que Vítor, um escritor e tradutor, incorpora Félix Kölderlin, um viajante famoso por seus relatos dignos de Indiana Jones. Em meio a essa dupla existência está Marília, ex-mulher com quem o protagonista mantém uma estranha e doentia relação, e Turco, um sujeito que lhe encomenda constantes trabalhos. O passado, na forma da doce Ester e das lembranças dos tempos da universidade, também assombra Vítor. Incapaz de voltar atrás e desfazer alguns de seus passos, o personagem vive perturbado e melancólico. Seu escape é sua imaginação, projetada na figura de Kölderlin.

O viajante imóvel, de Júlio Ricardo da Rosa, será lançado pela Dublinense no dia 8 de agosto de 2012 (quarta-feira), a partir das 19h30, no Espaço Itaú de Cinema – mezanino da cafeteria (Bourbon Shopping Country – Porto Alegre). Além da impressa, a versão em ebook será comercializada em breve.

É certeiro o comentário de Airton Ortiz sobre o livro: “Vítor Assis e Félix Kölderlin estão em lados opostos da vida. Um busca o mundo, outro foge dele. Impressiona como são diferentes, impressiona como se complementam. São, os dois, um. Quando se encontram, não sabemos quem tomou o lugar de quem”.

Autor – Júlio Ricardo da Rosa nasceu e vive em Porto Alegre. É leitor compulsivo, viajante eventual e melômano contumaz. Durante os anos 80, escreveu sobre cinema para os jornais Zero Hora, Correio do Povo e Jornal do Comércio. É o responsável pela Seleção de Filmes Bourbon, que se realiza todos os anos em novembro. Publicou os livros Beijos no escuro e Veludo.

Editora – A Dublinense foi criada em 2009 com o objetivo de formar um catálogo eclético. Isso significa receber os jovens e criativos autores, mas também os escritores maduros e já consagrados. Os valores que norteiam a editora são o apuro com a palavra e o cuidado gráfico. A linha editorial da Dublinense está direcionada principalmente para os gêneros tradicionais da literatura de ficção, mas compreende também livros de negócios, ensaios, relatos e esportes. Seus sócios e idealizadores são Gustavo Faraon e Rodrigo Rosp. 

A lista completa de pontos de venda dos livros impressos e eletrônicos da Dublinense pode ser consultada no site www.dublinense.com.br.

Compre aqui:

Cultura Travessa
Anúncios

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s