Arquivo da tag: alice no pais das maravilhas

Sussurros do País das Maravilhas (A. G. Howard)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos no livro extra da trilogia Splintered, por isso, pode conter spoilers, revelando partes dos conteúdos dos livros anteriores. Para saber o que eu achei dos demais livros, confira os links no final desta resenha.

 

Não há dúvidas de que a trilogia repleta de seres insanos, dramas familiares e romance criada por Howard angariou muitos fãs. E, como boa fã daqueles que a inspiraram nessa jornada (Lewis Carroll e Tim Burton) e motivada por seu apego aos personagens que criou Howard não conseguiu dar um adeus definitivo ao País das Maravilhas em Qualquer Outro Lugar. Ainda havia histórias sussurrando em seu ouvido para serem libertadas. Revisitando detalhes do início, do meio e do fim dessa história, Howard nos fornece mais informações sobre alguns personagens importantes da trama e traz um conto que merecia ter entrado como epílogo no último volume da trilogia. Continuar lendo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Qualquer Outro Lugar (A. G. Howard)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos no último livro da trilogia Splintered, por isso, pode conter spoilers, revelando partes dos conteúdos dos livros anteriores. Para saber o que eu achei dos demais livros, confira os links no final desta resenha.

 

É chegada a hora de dizer adeus ao mundo psicodélico de Carroll revisitado com muita propriedade por Howard. Se no primeiro livro vivenciamos a descoberta do País das Maravilhas, de toda a efervescência dos seres intraterrenos e dos sentimentos de Alyssa e Jeb, e no segundo pudemos conhecer Morfeu (ser intraterreno mais exasperante que ele não há) mais a fundo e perceber que há um novo caminho que Alyssa poderá seguir (e até torcemos por essa escolha em vários momentos); agora Howard nos entrega mais do histórico familiar de Alyssa e nos dá outras facetas de Jeb e Morfeu para explorar enquanto nos deixa ansiosos (e ao mesmo tempo temerosos) pelo final que se aproxima.

Atrás do Espelho terminou com um episódio dramático que confinou Alison (a mãe de Alyssa) ao País das Maravilhas e enviou Jeb e Morfeu para Qualquer Outro Lugar, o mundo no qual as criaturas exiladas do País das Maravilhas são mantidas presas. Alyssa ficou para trás, com a fama de louca que durante muito tempo manteve sua mãe em um hospital psiquiátrico, e, para poder ir atrás de sua mãe, Jeb e Morfeu ela finalmente terá de contar a verdade sobre sua herança materna ao pai e devolver a ele o passado que lhe fora roubado quando ele ainda criança acabou refém da Irmã Dois no País das Maravilhas. Só assim ela poderá resgatar a confiança do pai novamente e contar com a ajuda necessária para ir até a Qualquer Outro Lugar resgatar Jeb e Morfeu e dali partir para o País das Maravilhas que está condenado desde que a Toca do Coelho fora destruída. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Atrás do Espelho (A. G. Howard)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos no segundo livro da trilogia Splintered e pode haver spoilers sobre fatos do livro anterior. Para saber o que eu achei do primeiro livro, confira os links no final desta resenha.

atrás do espelho

“É mais um lembrete de que o conto de fadas do País das Maravilhas é real, de que o fato de ser descendente de Alice Liddell significa que sou diferente de todo mundo. Não importa a distância que eu tente colocar entre nós, estou para sempre ligada a uma estranha e horripilante espécie de criaturas mágicas chamadas intraterrenos.” página 8

Há um ano Alyssa foi coroada Rainha do País das Maravilhas, mas decidiu abdicar de seus afazeres reais para viver no mundo dos humanos, junto à sua família, amigos e do seu namorado Jeb. Durante um ano, ela tentou levar uma vida normal, aproveitar para passar mais tempo com sua mãe (que finalmente voltara para casa), com Jeb, com suas obras de arte e fazendo planos para um futuro em Londres. Há apenas um porém nessa normalidade toda, Jeb não se lembra do tempo passado no País das Maravilhas e Alyssa vem protelando contar a ele sobre a aventura passada e sua herança fantástica por medo de parecer louca. Mas, quando a loucura invade seu mundo, ela não tem mais escolha a não ser abrir o jogo e tentar manter um equilíbrio entre o mundo dos humanos e o dos intraterrenos. Porque Morfeu, o intraterreno que há muito habita seus sonhos, não permitirá que Alyssa despreze seu legado. Morfeu está no reino humano, com notícias nada animadoras. A Rainha Vermelha está determinada a se vingar de Alyssa, o País das Maravilhas está em colapso e todos os que Alyssa ama estão em perigo, a menos que ela reivindique seu trono e lute pelo País das Maravilhas contra a ira da Rainha Vermelha. Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

A Mariposa no Espelho (A. G. Howard)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos entre o primeiro e o segundo livro da trilogia Splintered e pode haver spoilers sobre fatos do livro anterior. Para saber o que eu achei do primeiro livro, confira os links no final desta resenha.

a mariposa no espelho

Seguindo a moda atual das séries literárias, A. G. Howard também escreveu um conto que serve de ponte entre os acontecimentos de O Lado Mais Sombrio e Atrás do Espelho. O conto, A Mariposa no Espelho, traz alguns acontecimentos do primeiro livro sob o ponto de vista de Jeb, analisados e esmiuçados por Morfeu.

“Manter-se afastado da amiga fez com ele sentisse o gosto da solidão pela primeira vez. Mesmo todos os anos claustrofobia que ele passara aprisionado em um casulo antes de encontrá-la… nem mesmo eles o prepararam para o sofrimento da ausência dela.”

Seis meses após Alyssa derrotar a Rainha Vermelha e decidir partir do País das Maravilhas, Morfeu ainda não consegue entender como um humano pode ter conseguido o que ele mais almeja e não pôde conquistar. O coração de Alyssa. E mesmo com ela longe, ele está decidido a enveredar-se pelos pensamentos mais profundos de Jeb (suas memórias perdidas do País das Maravilhas), para assim conhecer suas fraquezas e saber como derrotá-lo e ter Alyssa para si. É por meio dessas memórias, juntos com Morfeu, que podemos ter uma visão mais ampla de episódios derradeiros de O Lado Mais Sombrio. Continuar lendo

5 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

O Lado Mais Sombrio (A. G. Howard)

o-lado-mais-sombrio_1.jpg.1000x1353_q85_crop

Assim que comecei a ler o livro da Howard, pensei, por que demorei tanto para começar a ler este livro? Já estava com ele há tempos na estante, se não estou enganada, O Lado Mais Sombrio foi um dos lançamentos do mês de abril da Novo Conceito. A narrativa de Howard é fluida e sua trama ágil. O Lado Mais Sombrio é daqueles livros para ser “ler numa sentada só”. A história é repleta de tanta ação e tantos plot twists, que é impossível não ser fisgado é só querer parar quando chegar ao fim. Li em algumas resenhas, que alguns leitores não gostaram da enorme quantidade de reviravoltas utilizadas pela autora, alegaram que deixaram a história cansativa. Eu pelo contrário, achei que toda essa inconstância na trama e nos personagens casou perfeitamente com toda a loucura, insensatez e psicodelismo do mundo criado por Lewis Carroll e utilizado com propriedade por Howard para dar vida a sua história. Uma história feita sob medida para os fãs do País das Maravilhas. Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

As Aventuras de Alice no País das Maravilhas & Através do Espelho e o que Alice encontrou por lá – Lewis Caroll

alice

Este é um dos livros que comprei na Bienal do Livro de São Paulo. A edição lançada pela Editora Zahar tem uma qualidade incrível! Capa dura, com folhas grossinhas (daquelas meio amareladas, sabe?). Tudo isso por meros R$13,90. E não é preço de bienal! É o preço normal por aí!

Bom, primeiramente, achei lindo colocarem as duas histórias em um livro só. Simplesmente porque o contato que eu tinha com Alice eram os dois filmes: a animação da Disney e a versão nova, com direito a Johnny Depp.

E, como no filme com o Johnny tinha e não tinha coisas que estavam no filme da Disney, fiquei curiosa para ler e saber quais os elementos que eles aproveitaram em cada uma das histórias.

Continuar lendo

9 Comentários

Arquivado em Resenhas da Feanari

Bienal do Livro – Parte I

Oi gente linda! Ontem foi o primeiro dia aberto ao público geral da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. E eu matei aula para estar lá antes mesmo de abrirem as portas para o evento. O Anhembi é enorme, e a emoção de estar num espaço daqueles envolta por livros não está escrita. Foi awesome. Continuar lendo

30 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente