Arquivo da tag: chick-lit

Destinado (Carina Rissi)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos no terceiro livro da série Perdida e pode haver spoilers sobre fatos dos primeiros livros. Para saber o que eu achei deles, confira os links no final desta resenha.

Destinado

Ainda lembro que quando terminei a leitura de Perdida, fiquei receosa quando soube que um segundo volume da série estava a caminho. Perdida havia narrado a história de amor de Sofia e Ian de forma tão redondinha que não via como a Carina poderia manter o fôlego da trama principal em uma nova história. Quando Encontrada veio, mudei minha opinião. Carina mostrou que antes dos felizes para sempre, ainda havia muitas histórias para contar. Havia toda a adaptação de Sofia ao século 19 e a adaptação da sociedade da época à Sofia. O livro único virou uma duologia e acabou por se transformar em uma série (serão cinco livros) e, no terceiro volume, cabe a Ian narrar o seu lado da história, e claro, vem muito drama e muito romance por aí.

“Então veio o depois, quando conheci Sofia. Bastou um olhar para que eu perdesse o coração, o fôlego e também o raciocínio. Eu a amei desde o primeiro instante, mesmo que ainda não soubesse disso. E, sendo Sofia como é, entrou em minha vida feito uma carroça desgovernada, atropelando-me, fazendo-me entender coisas que antes eu não compreendia e me sentir tão feliz com isso que às vezes doía. ” (Página 15)

Nós reencontramos o casal algum tempo depois dos eventos narrados em Encontrada. Elisa está completando dezessete anos e um baile está sendo preparado para a comemoração. Marina já está com dez meses. As relações com tia Cassandra, ainda que um pouco estremecidas, estão em vias de reparação. A fábrica de Sofia está indo muito bem obrigada. E a vida é boa e feliz. Mas, pode ser que não esteja destinada a durar. O celular de Sofia está de volta. Ian encontrou o aparelho que um dia fizera Sofia desaparecer no ar. Desta vez, ele está determinado a mantê-la longe do aparelho. Mas, a precaução não sai como o esperado. Elisa é enviada para o século 21 e caba a Sofia e Ian irem em seu resgate. Continuar lendo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Encontrada (Carina Rissi)

Atenção, esta resenha trata sobre os acontecimentos do segundo (e último?) livro da série Perdida e pode haver spoilers dos livro anterior. Para saber o que eu achei de Perdida confira os links no final desta resenha.

 encontrada

Quando terminei a leitura de Perdida e fiquei sabendo que iria ter uma continuação, logo fiquei com o pé atrás. A história criada por Carina tinha se encerrado de forma tão coesa, sem deixar pontas soltas, que duvidava de que ainda pudesse haver algo para Carina criar uma nova história. Apesar dos personagens cativantes e de um romance de abalar o século dezenove, tinha medo de que ao prolongar-se demais Carina fizesse a história perder parte de seu brilho. Então, comecei a ler Encontrada com esperanças de que Carina me surpreendesse, mas ao mesmo tempo sabendo que eu poderia me decepcionar. E que ótimo que meus receios não se concretizaram. Carina veio e mostrou que havia sim muito que pudesse ser explorado, que não bastava garantir a volta de Sofia ao século dezenove e colocá-la junto à Ian. Acompanhar a adaptação dessa ávida consumidora de tecnologias, dessa garota com hábitos e pensamentos típicos do século vinte e um ao século dezenove, poderia render histórias que tornariam esse romance atemporal ainda mais mágico. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Editoras Parceiras, Grupo Editorial Record, Resenhas da Núbia

De Repente, Ana (Marina Carvalho)

Atenção, esta resenha trata sobre os acontecimentos do segundo livro da série Simplesmente Ana. Por isso, pode conter spoilers, revelando parte do conteúdo do livro anterior. Para saber o que eu achei dele, confira os links no final desta resenha.

de_repente_ana

“A verdade era que, de qualquer modo, eu estava frita. Não compreendia a política o suficiente para administrar uma nação. Como se não fosse o bastante, eu começava a sentir que a pouca liberdade que me sobrara acabaria reduzida a… nada.” Página 94.

Quando me deparei com a continuação de Simplesmente Ana, fiquei tipo WTF? A história tinha sido bem concluída e tudo levava a crer que ele seria um livro único. Mas, aí a Marina decidiu surpreender e surgiu com uma trama que prometia uma boa história e resolvi conferir. E no geral foi uma história divertida de se acompanhar. Teve muito drama, muito romance, alguma intriga e um tiquinho de política palaciana.

Há dois anos e meio Ana e Alex estão juntos, e apenas, há poucos meses Ana mudou-se em definitivo para Krósvia, assumindo definitivamente seu papel de princesa, trabalhando na embaixada brasileira e dedicando parte de seu tempo às meninas do Lar Irmã Celeste. De férias no Brasil, tudo parecia correr às mil maravilhas. Mas daí, primeiro uma premonição… e então, seu pai sofre um grave acidente e entra em coma. Ana, além de ter que lidar com a dor de não saber se seu pai viverá, vê-se obrigada a assumir o trono de Krósvia. E é claro que os urubus politiqueiros não demoram a rondar e tornar sua obrigação ainda mais difícil. Para dar cabo desta tarefa, ela contará com a ajuda do primeiro-ministro, Zlater, e Ivan, relações públicas do rei que foi designado para se tornar a sombra de Ana e fazer Alex se morder de ciúmes e passar a se portar como um macho alfa bem babaca, diga-se de passagem, às vezes. As tarefas de rainha logo acabam separando ainda mais Ana e Alex e para piorar a situação, a ex com nome de cachorro está de volta e querendo manter contato. Além disso, Ana logo descobre que assumir o trono de Krósvia pode acabar se tornando uma tarefa bastante perigosa… Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Proposta Inconveniente – Patricia Cabot

Payton Dixon está de volta à terra firme. Ela passa a maior parte do ano a bordo de um dos navios da companhia de seu pai, viajando pelo mundo com os seus irmãos. Agora a família Dixon está na Inglaterra para prestigiar o casamento de Connor Drake com a doce Srta. Whitby. Connor é um dos principais capitães da Companhia de Navegação Dixon e Filhos, e é um grande amigo dos irmãos de Payton, e é claro que Payton está apaixonada por ele desde que se entende por gente.

Connor estava acostumado a enxergar Payton como o quarto irmão Dixon, e nunca conseguia ver a mulher escondida por baixo das roupas masculinas que ela usa nos navios. Quando Georgiana, a cunhada de Payton, a convence a usar um espatilho e roupas femininas para o casamento, Connor finalmente vê a mulher bela que ela se tornou. Obviamente, quando ele percebe isso, é tarde demais para cancelar o seu casamento. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Editoras Parceiras, Grupo Editorial Record, Resenhas da Feanari

Um Herói Para Ela (Lu Piras)

um-heroi-para-ela.jpg.1000x1353_q85_crop

“Ao contrário do que acontece na vida real, o script define tudo o que vai acontecer em um filme. Por isso, o roteirista deve sempre saber como uma história termina. Bem que Bianca gostaria, mas sua vida não era um filme. E o script… não era ela quem escrevia.” página 82.

Quando li a sinopse do livro da Lu Piras foi impossível não notar algumas semelhanças com outras obras literárias brasileiras. Músicos mascarados? Escola de cinema? Certeza que algum leitor aí deve ter ligado esses dois temas com outros romances juvenis tupiniquins. Então, é claro que comecei a leitura de Um Herói Para Ela com um pé atrás, se a ideia não fosse desenvolvida de forma diferente ou a história não convencesse, estava pronta para desistir da leitura. Foi muito bom então descobrir que sim havia uma banda de mascarados e uma escola de cinema, mas a faixa etária dos personagens e os dramas enfrentados por eles eram diferentes o suficiente para garantir uma certa originalidade à obra. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Perdida (Carina Rissi)

Perdida (AR)

Perdida foi o primeiro romance publicado pela Carina Rissi, lá em 2011. A obra chegou causando burburinho e fez um sucesso estrondoso na blogosfera literária. Desde então fiquei com vontade de conferir o porquê de todo o sucesso e depois de ler Procura-se um Marido, fiquei encantada pela forma da Carina contar sua história e a criatividade para transformar roteiros corriqueiros em histórias que emocionam. Então, é claro que fiquei muito contente quando descobri que seu primeiro romance iria ganhar uma nova edição, dessa vez pela Editora Verus, e que logo poderia conferir as aventuras de Sofia, uma protagonista metropolitana que não acredita em amor apesar de viver suspirando por romances do século 19 e que repentinamente se vê sugada para uma situação que bem poderia ter saído das páginas de um livro da Jane Austen. Continuar lendo

5 Comentários

Arquivado em Editoras Parceiras, Grupo Editorial Record, Resenhas da Núbia

Book Tour: Procura-se um Marido (Carina Rissi)

Procura-se um marido

Há tempos estava curiosa para conferir o trabalho da Carina Rissi. Perdida, seu romance de estreia, fez um sucesso estrondoso na blogosfera literária e já foi até publicado em outros países. Mas, como não tive a oportunidade de conferir a obra, fiquei muito feliz em poder participar do Book Tour de Procura-se um Marido, e a lê-lo só tive a certeza de que preciso ler Perdida o quanto antes.

Alicia tem 24 anos. Seu objetivo de vida? Aparentemente não parece ter nenhum a não ser que conte levar a vida inconsequentemente, testando todos os limites e a paciência do avô. A garota é sinônimo de problemas e internacionalmente! Seu trabalho, na galeria de um amigo, é levado nas coxas, sem um pingo de comprometimento por parte dela. Rica, mimada e voluntariosa, ainda bem que ela tem senso de humor ou poderia rolar uma antipatia imediata pela personagem…

O que Alicia não poderia imaginar é que sua vida de festas e aventuras seria abalada por fatores além de seu alcance. Seu avô, sua única família, morre. E além de ter ficado sozinha, durante a leitura do testamento uma surpresa: apesar de única herdeira, Alicia só terá direito à herança multimilionária de seu avô, após estar casada há mais de um ano. E enquanto a condição não é satisfeita, ela terá um emprego vitalício em uma das empresas do avô, mas, se contestar a decisão, ficará sem nada. Clóvis, o advogado de confiança do avô será seu tutor. E ela até pensou em não fazer nada e seguir aproveitando a vida, mas só até descobrir que seu emprego não era o cargo executivo que imaginava e ter que viver com o salário de uma secretária, além de ainda ter de aturar o Clóvis e a esposa mandando e desmandando na casa que era de seu avô! É assim que ela decide tomar uma atitude drástica: alugar um marido! Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Resenhas da Núbia