Arquivo da tag: e-book

O Guarda (Kiera Cass)

o guarda

“Os laços que nos ligavam ainda estavam lá. Talvez frouxos pelo desgaste da Seleção, mas ainda presos.

‘Me diga que vai esperar por mim’, eu implorava.

Ela não respondeu, mas não perdi a esperança.

Não até ele aparecer, caminhando na direção dela, exalando charme, riqueza e poder. Estava acabado. Eu tinha perdido.”

 

A exemplo do espaço que foi dedicado à Maxon no conto O Príncipe, Kiera também reservou um espaço para Aspen nos mostrar um pouco do seu ponto de vista sobre o processo da Seleção e a perda “gradativa” de América.

Sendo bem sincera, com seu segundo livro da trilogia, Kiera conseguiu me decepcionar ao ponto de eu pegar birra por alguns personagens. As expectativas após ler A Seleção foram tão grandes, e o lenga-lenga em A Elite tão arrastado, que só decidi continuar acompanhando a série porque já tinha ido tão longe que tinha que saber como iria terminar. E, como já havia lido o conto de Maxon, resolvi arriscar no do Aspen também.

Diferentemente do conto de Maxon que se focou muito mais nos eventos pré-Seleção. A história de Aspen tem o ponto positivo (e único) de trazer ao nosso conhecimento o que A Elite falhou miseravelmente em transmitir. Mais informações sobre a política do Rei Clarkson e a atuação dos rebeldes. O conto funciona bem como uma ligação entre A Elite e o volume final da trilogia, mas não nos deixa no afã para iniciar logo a leitura de A Escolha.

A Editora Seguinte disponibilizou gratuitamente o e-book, que pode ser obtido nas principais lojas virtuais: [Amazon][Google Play][Kobo][Saraiva].

 

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Resenhas da Núbia

A Mariposa no Espelho (A. G. Howard)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos entre o primeiro e o segundo livro da trilogia Splintered e pode haver spoilers sobre fatos do livro anterior. Para saber o que eu achei do primeiro livro, confira os links no final desta resenha.

a mariposa no espelho

Seguindo a moda atual das séries literárias, A. G. Howard também escreveu um conto que serve de ponte entre os acontecimentos de O Lado Mais Sombrio e Atrás do Espelho. O conto, A Mariposa no Espelho, traz alguns acontecimentos do primeiro livro sob o ponto de vista de Jeb, analisados e esmiuçados por Morfeu.

“Manter-se afastado da amiga fez com ele sentisse o gosto da solidão pela primeira vez. Mesmo todos os anos claustrofobia que ele passara aprisionado em um casulo antes de encontrá-la… nem mesmo eles o prepararam para o sofrimento da ausência dela.”

Seis meses após Alyssa derrotar a Rainha Vermelha e decidir partir do País das Maravilhas, Morfeu ainda não consegue entender como um humano pode ter conseguido o que ele mais almeja e não pôde conquistar. O coração de Alyssa. E mesmo com ela longe, ele está decidido a enveredar-se pelos pensamentos mais profundos de Jeb (suas memórias perdidas do País das Maravilhas), para assim conhecer suas fraquezas e saber como derrotá-lo e ter Alyssa para si. É por meio dessas memórias, juntos com Morfeu, que podemos ter uma visão mais ampla de episódios derradeiros de O Lado Mais Sombrio. Continuar lendo

5 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Fragmenta-me (Tahereh Mafi)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos entre o segundo e o terceiro livro da trilogia Estilhaça-me e pode haver spoilers sobre fatos do livro anterior. Para saber o que eu achei dos livros anteriores, confira os links no final desta resenha. 

fragmenta-me

Assim como Destrua-me serviu de ponte para os acontecimentos narrados nos dois primeiros livros da trilogia de Mafi, agora cabe a Fragmenta-me preparar o terreno para os acontecimentos derradeiros envolvendo a luta dos rebeldes do Ponto Ômega contra o Restabelecimento. 

“O simples fato de ver o rosto dela ainda faz meu peito doer, mas a verdade é que eu não tenho mais ideia do que está acontecendo entre nós. Prometi a ela que encontraria uma maneira de passarmos por isto – e tenho treinado como um condenado, como sempre fiz -, mas, depois da noite passada, não vou mentir: estou um pouco apavorado. Tocar nela é mais sério do que já pensei. ”

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Micaela & Maire – Luciane Rangel

Ao ler a trilogia dos Guardians, um casal sempre se destaca pela sua união. Mesmo sendo nada convencional, o namoro de Micaela e Maire tem tudo aquilo que é descrito nos relacionamentos ideais: amizade, companheirismo, carinho.. Outra coisa que chama a atenção no relacionamento das duas durante a trilogia, é o fato de terem combinado que depois de terminada a missão como Guardiãs, elas terminariam. O motivo para isso é que ambas sabem que, como Guardiãs, devem ter herdeiros que possam continuar com a função, e juntas, não poderiam fazer isso.

Devido a inúmeros pedidos dos fãs da dupla, a autora decidiu narrar a história de como elas se conheceram, e como entraram nesse relacionamento único. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas da Feanari

O Filho de Sobek (Rick Riordan)

O-filho-de-Sobek-Final1

“Conversar com Percy estava me dando uma séria dor de cabeça.
(…)
Nós quase falávamos a mesma língua – magia, monstros, etc. Mas seu vocabulário estava todo errado.”

Na trilogia As Crônicas dos Kane, Riordan inaugurou uma atividade muito legal, ele utilizou easter eggs e fez algumas de suas obras “conversarem”, mais especificamente, nos livros dos deuses egípcios os deuses gregos começaram a fazer pequenas aparições. Long Island vivia sendo lembrada pela pessoal do Broklyn como sendo local de focos de magia inexplicáveis e desde a última aventura de Carter e Sadie eu mal podia esperar para ver o Egito fazer uma visita à Grécia. E não é que o tio Rick não perdeu tempo. Publicado originalmente em 2012 e traduzido e publicado em edição digital pela Intrínseca este ano, O Filho de Sobek é um pequeno conto que reúne em uma mesma aventura Carter Kane e seu personagem mais famoso Percy Jackson. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Six Earlier Days (David Levithan)

six earlier days

Em Todo Dia (leia a resenha aqui), Levithan nos presenteou com um personagem cativante. A todo dia acorda em um corpo diferente, todo dia ele precisa viver a vida de outra pessoa sem deixar que os outros percebam, sem provocar interferências que possam mudar para sempre a vida do hospedeiro, tentando ao máximo não se apegar às pessoas que cruzam seu caminho.

“A pior coisa no mundo seria ter a pretensão de conhecer as pessoas cujas vidas eu percorri. Elas não podem ser casas para mim. Elas devem ser quartos de hotel.”

É nessa existência solitária, onde o passado e o futuro não tem vez e o presente é a única possibilidade, que mergulhamos durante 40 dias e nos apaixonamos por A. Todo Dia nos deu quarenta dias da adolescência de A, Six Earlier Days nos fornece seis dias anteriores de sua vida, um pequeno retrato dos outros 5993 dias passados, que nos permitem conhecer um pouco mais a fundo o personagem. Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Resenhas da Núbia

Billy and Me (Giovanna Fletcher)

billyandme-gio

Quando fiquei sabendo que a Giovanna Fletcher (esposa do Tom Fletcher – guitarrista e vocalista do grupo McFly) iria lançar um livro, como boa fã do grupo fiquei curiosa para conferir sua obra, ainda mais depois de descobrir que o livro prometia uma história que bem poderia ser a história dela e do Tom. Já aviso de antemão às fãs de carteirinha que não, não é a história dos dois. Influenciada por sua experiência enquanto namorada de um superstar (inspiração que ela não nega), Giovanna deu vida à história de Sophie, uma garota tímida do interior, que se apaixona por um astro de Hollywood e de repente tem sua vida esmiuçada sob a luz dos refletores. O livro foi publicado no dia 23 de maio pela Penguin e ainda não há previsão de quando (ou se) será lançado no Brasil. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas da Núbia

Destrua-me (Tahereh Mafi)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos entre o primeiro e o segundo livro da trilogia Estilhaça-me e pode haver spoilers sobre fatos do livro anterior. Para saber o que eu achei do primeiro livro, confira os links no final desta resenha.

Destrua-me

Destrua-me é um conto que serve de ponte para os acontecimentos narrados no primeiro (Estilhaça-me) e no segundo livro da trilogia (Liberta-me). Para obter o e-book disponibilizado gratuitamente pela Editora Novo Conceito, basta preencher um pequeno cadastro AQUI.

“E foi então que percebi: essa sensação estranha e inexplicável de que talvez ela fosse a única pessoa do mundo pela qual eu poderia realmente me importar.”

Se em Estilhaça-me Mafi já dava mostras de que Warner poderia se tornar um rival de Adam pelo amor de Juliette, em Destrua-me ela vem desconstruir tudo o que tínhamos como certo sobre o líder do Setor 45. Aos nos convidar a partilhar o ponto de vista de Warner, Mafi nos põe a par de sua fixação por Juliette, a desilusão ao perceber que seus sentimentos não são correspondidos, o despeito por ter sido preterido e sua relação deturpada com o pai, comandante supremo do Restabelecimento. É assim que aos poucos, Warner nos mostra outras facetas além da de líder cruel e sanguinário. As fãs do Adam podem até tentar permanecer resolutas em sua torcida, mas duvido que não ficarão tentadas a dar uma chance a Warner. Porque se Adam tem a vantagem de ter uma história que remete a sua infância com Juliette, Warner ganha pontos ao se tornar um personagem mais complexo do que o primeiro e com um adendo, uma ligação com a protagonista que suplanta todas as memórias escolares de Adam e Juliette. Uma história que vem para derrubar nossos preconceitos erigidos no livro anterior e nos deixa abertos para todas as possibilidades em Liberta-me. Continuar lendo

5 Comentários

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

O Príncipe (Kiera Cass)

o princípe

“Repeti mentalmente suas palavras. Todo esse tempo eu pensei que a escolha seria feita pelo acaso ou então pelo destino… E era apenas o meu pai.”

O Príncipe traz o ponto de vista de Maxon e mostra o outro lado da vida no castelo. O lado regido com mãos de ferro por seu pai, que lhe exige subordinação total, sem nenhuma oportunidade de ter e de defender suas próprias opiniões e sem a existência de uma relação mais estreita entre pai e filho, tão almejada pelo príncipe.

A história começa no aniversário de 19 anos de Maxon, momento a partir do qual ele pode participar da organização do evento que irá escolher sua futura noiva e rainha de Illéa. Na festa, conhecemos Daphne, filha do rei da França e amiga de infância de Maxon. A garota não quer que ele aceite a Seleção. Ao que parece o afeto dela pelo rapaz é mais profundo que o dele por ela, o que acabou me surpreendendo porque lendo a sinopse do conto eu imaginava que seria justamente o contrário e que esse amor não correspondido seria a trama central da história narrada no conto. Daphne serve mais como um banho de água fria que acorda Maxon para os interesses Reais na Seleção, evento que antes ele julgava idôneo, mas que cada vez mais se mostra como a oportunidade do rei atingir seus interesses. Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Resenhas da Núbia

Meme Literário 2011 – Dia 23

 

 

Dia 23 – Você costumar ler e-books? Ou prefere o bom e velho livro em papel? Por que?

 

 

Não sou muito fã de ler no computador e como ainda não aderi (leia não pude comprar) um e-reader não sou muito adepta dos e-books. Se bem, que eu gosto tanto de cheirar um livro e ter o prazer de sentir suas páginas entre os dedos que duvido que ele deixará de ser meu preferido tão cedo.

2 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente