Arquivo da tag: história

Leia Mulheres: Resistência

Não há dúvidas de que os tempos são sombrios e a escalada do ódio gratuito distribuído por aqueles que usam como desculpa a mudança e o inconformismo tem espalhado o terror por terras brasileiras e distribuindo o pânico (e como razão) principalmente entre as minorias. Quando a defesa de seus ideais é feita na base da porrada, facadas, tiros e bombas, há que se pensar o quão democrático esse processo é. Quando para fazer valer sua verdade você silencia a voz do outro, há que se pensar o quão democrático esse processo é. Quando seguem ferindo nossa existência, é preciso aprender a ser resistência. E já que a preocupação com o que vem por aí está interferindo diretamente no meu ritmo de leitura, sim as resenhas irão minguar, vamos fazer uma postagem do Leia Mulheres um pouco diferente. Em vez de indicar autoras, indicarei livros. Livros que falam sobre resistência, sobre perseverança nos momentos mais desesperadores e sobre resiliência para resistir às agruras. Um verdadeiro exercício de empatia, alguns importantes registros de períodos da história que muitos ainda teimam em esquecer.

Foto de Kyle Glenn disponível no Unsplash.

O Conto da Aia (Margaret Atwood) [Amazon]

A obra escrita em 1985 traz uma sociedade na qual a ingerência do Estado e da religião tornou o papel da mulher na sociedade amplamente restrito, uma história que infelizmente ecoa muito da ingerência de muitos grupos políticos e dos casos de violência levados aos extremos do feminicídio.

Mulheres Sem Nome (Martha Hall Kelly) [Amazon]

Para criar a história de Mulheres Sem Nome, Martha Hall Kelly se inspirou na história da socialite, ex-debutante e ex-atriz da Broadway Caroline Ferriday que teve um forte envolvimento com as causas humanitárias, principalmente com as mulheres polonesas libertas do campo de Ravensbrück no pós-guerra além é claro de todo o trabalho político no qual acabou envolvida para garantir que as pessoas que cometeram atos terríveis durante a Segunda Guerra Mundial fossem punidas. Hall Kelly dá uma bela lição sobre empatia e faz uma ode às mulheres que estabeleceram uma rede de auxílio à outras mulheres nesses tempos tão sombrios. Continuar lendo

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Leia Mulheres

A Lei dos Varões (Maurice Druon)

Atenção, esta é a resenha do quarto livro da série Os Reis de Ferro. Para ler a resenha do terceiro, clique aqui.

 

A Lei dos Varões

Na França de 1316, depois da morte do Rei Luís X, o Cabeçudo, começa o jogo de poder e chantagens para definir quem vai ocupar o trono (não, eu não estou falando de um novo livro de Guerra dos Tronos, isso é história aqui na Terra). Como Luís X não deixou filho, apenas uma rainha grávida, a disputa pelo trono é entre Felipe de Poitiers, Carlos de Valois e o duque de Borgonha.

Naturalmente, quando o herdeiro nasce, sua vida está (e muito) ameçada pelas pessoas que querem ocupar seu lugar no trono. Como que as pessoas leais ao trono vão fazer para proteger essa criança?

Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Resenhas da Feanari

Colour – François Delamare e Bernard Guineau

Talvez eu seja meio estranha, mas sempre tive curiosidade para saber a origem de alguns compostos do mundo. Os que mais me interessam, de longe, são os remédios, mas a história do uso da cor pela humanidade também é cativante.

Sempre fui aquela criança que queria a caixa de 48 lápis de cor. Acho lindo organizar coisas na ordem do arco-íris e, ainda hoje, tenho coleção de canetas coloridas. Agora olhem para a capa ao lado. Ela obviamente me chamou a atenção quando a vi pela primeira vez, passeando pelo Skoob e não resisti quando encontrei o livro no Book Depository.

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas da Feanari

O Fundador (Aydano Roriz)

“Difícil era manter em segredo a origem daqueles artigos. E da boca de um marinheiro para outro, de uma taverna para outra, de um porto a outro, a notícia foi se espalhando. Espalhando-se e atraindo para o Brasil contrabandistas portugueses e espanhóis, navios corsários e os chamados entrelopos – mercadores aventureiros franceses que não tinham escrúpulo em afrontar o monopólio português assegurado pelo Papa”.

O pequeno trecho acima nos situa sobre o período que a obra retrata. Logo após o descobrimento das terras brasileiras, Portugal tratou de dividi-las em capitanias e “ceder” às terras à colonos que deveriam mantê-las, exportar matéria prima para o reino e protegê-las dos invasores. Quase meio século depois, o Brasil ainda era considerado uma terra selvagem, que pouco rendia ao reino a não ser pelo Pau-brasil (que inclusive era alvo de contrabandistas) e que só tornou a despertar o interesse da Coroa porque a França e a Espanha também estavam de olho nestas terras. Foi para evitar a perda das terras brasileiras que Antônio de Ataíde, conde de castanheira, convenceu o rei D. João III a conceder o cargo de governador geral do Brasil à Tomé de Souza. Um governador geral que teve a tarefa de construir uma cidade e garantir de vez a posse daquelas terras longínquas à Portugal. Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Editora Europa, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

Criança 44 (Tom Rob Smith)

A resenha que trago hoje não acabou de sair do forno, na verdade a escrevi no início do ano e como até bem pouco tempo atrás eu não tinha um blog para compartilhar com vocês as minhas opiniões literárias (obrigada de novo Mari!) essa resenha foi publicada apenas no Skoob. E bem, não é todo mundo que lê resenhas por lá e acho que isso se deve em parte a forma como a ferramenta é utilizada por muitos usuários (mas isso é assunto para outro post), então decidi compartilhar algumas resenhas antigas aqui no Blablablá.

Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

A Esperança tem muitas faces (Lucília Junqueira de Almeida Prado)

Olá pessoal, depois de um tempinho sem aparecer por aqui estou de volta e com resenha! Já há um tempinho ganhei um livro de uma autora brasileira no twitter das meninas do @Leit_Devaneios, estava enrolando para ler mas finalmente consegui em meio a lista de espera de livros para ler, que só aumentam porque como toda boa viciada em livros não consigo ir na livraria e não comprar algo. A leitura foi agradável e até divertida, mas esperava mais do livro…

Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Resenhas da Núbia