Arquivo da tag: Marina Vargas (tradução)

A Terceira Vida de Grange Copeland (Alice Walker)

A Terceira Vida de Grange Copeland é o primeiro romance de Alice Walker. Escrito entre 1966 e 1969 foi finalizado quando Walker tinha apenas 25 anos. Com sua trama pungente, dolorosa e que causa asco e revolta em muitas de suas passagens, Walker entrega uma trama de um ciclo sem fim de sonhos e projetos para o futuro, sendo massacrados por repetidas derrocadas que perpassam gerações na família Copeland. Com eles, uma família negra do sul dos Estados Unidos, Walker escancara o ciclo do racismo ao qual muitos negros se viram presos durante a chamada reconstrução pós abolição.

Pode-se reconhecer três grandes partes na obra de Walker, três partes de um ciclo que engloba três gerações da família Copeland. A primeira começa no núcleo familiar composto por Grange, Margaret e Brownfield, este último quando tinha somente dez anos. A trama tem início com Brownfield e os pais se despedindo dos tios e primos que moram na Filadélfia. Estabelece-se assim o confronto de realidades distintas e contundentes, um exemplo caro do “racha” norte versus sul para a comunidade negra norte-americana. Ali na Georgia, a vida da família Copeland segue sem perspectivas de melhorias e em cinco anos Brownfield vê a sua vida sofrer uma guinada, para pior. O pai foi embora, a mãe e o irmão menor morreram, Brownfield foi deixado sozinho, deixado para herdar o destino do pai, de se tornar um eterno devedor de um homem branco. Ele foge com os pensamentos no norte, mas acaba parando em um condado próximo…

Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia