Arquivo da tag: Paula Pimenta

Minha Vida Fora de Série – 4° Temporada (Paula Pimenta)

Atenção, esta resenha trata sobre os acontecimentos do quarto livro da série Minha Vida Fora de Série. Por isso, pode conter spoilers, revelando partes dos conteúdos dos livros anteriores. Para saber o que eu achei dos demais livros, confira os links no final desta resenha.

 

Na quarta temporada de Minha Vida Fora de Série, a Paula Pimenta já começa surpreendendo com a escolha de seu narrador. Ainda que o primeiro livro tenha sido exclusivamente narrado pela Priscila, desde a segunda temporada estamos acostumados com as participações eventuais do Rodrigo (e até do Leo) na narrativa, mas desta vez, a Paula pediu licença à sua protagonista e nos entregou um livro todo Rodrigo. E, se por um lado isso nos deixou roendo as unhas de curiosidade para saber tudo o que aconteceu com a Priscila desde o fatídico término e suas decisões surpreendentes, por outro, nos permitiu conhecer mais a fundo o outro lado dessa história. Suas mágoas, sua intransigência (me desculpem as fãs, mas ele o foi em relação à Priscila, estou com a Dani e não abro e a situação do Klaus com a Daphne serviu para evidenciar isso muito bem), a fuga de si mesmo e o encontro de si próprio. Acompanhar toda a jornada de descoberta do Rodrigo rendeu uma temporada repleta de emoções.

Após o término do namoro com a Priscila, o Rodrigo decidiu afastar-se de tudo o que lembrava sua antiga vida e finalmente cedeu aos apelos dos irmãos mais velhos e se mudou para Vancouver. Em MVFS4 a trama alterna entre a chegada do Rodrigo à Vancouver, o empenho exacerbado da Sara e do João Marcelo em bancarem os cupidos (e fazerem a caveira da Pri como já é de praxe), as aulas como ouvinte na faculdade de música, o desenrolar da sua amizade com Klaus; e o Rodrigo hoje em Toronto, as apresentações com a banda de Sean, a amizade com Ton Ton, o surgimento de Lucky e quiçá uma nova guinada em seus planos.

“Sempre me considerei um cara indeciso. Ao me deparar com dois caminhos, procrastinava até o último momento, por medo de tomar a decisão errada. (…)

Entretanto, ao jogar a prudência para o alto e finalmente tomar uma decisão apenas minha, descobri que durante a vida inteira eu vinha recebendo o resultado das escolhas alheias. Fazer faculdade de Administração, transferir a faculdade para São Paulo, me mudar para Vancouver… Eu não tinha feito nada daquilo por desejo próprio. Era sempre a vontade das outras pessoas me levando a algum lugar. E talvez por isso eu nunca havia me sentido no lugar certo. Ao contrário, era como se eu fosse um peixe fora d’agua, me contentando com migalhas que os outros me atiravam da felicidade deles.“ (Página 179)

Continuar lendo

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Leia Mulheres: Formando Novos Leitores

Estudos já comprovaram que a exposição precoce de crianças à leitura em casa tem um impacto bastante positivo para a formação de novos leitores. O exemplo de ver os pais lendo e a experiência de conhecer novos mundos com a ‘contação de histórias’ e a leitura antes de dormir, podem ser cruciais para que as crianças cresçam vendo a leitura como uma atividade divertida e prazerosa e sigam levando esse hábito consigo. Mas, mais do que só despertar curiosidade sobre o hábito da leitura, é preciso também manter essa curiosidade acesa durante o desenvolvimento da criança e adolescente. Permitir que as crianças e os adolescentes possam escolher os livros que querem ler (de vez em quando) e poderem falar sobre eles, pode ser uma ótima iniciativa. No ensino fundamental os livros paradidáticos ainda trazem histórias de aventuras e com uma linguagem bem mais acessível que acabam captando muita a atenção das crianças, mas no ensino médio, quando chegam as listas de livros clássicos, muitos acham bem difícil engolir. Não é preciso excluir os clássicos, eles têm sua importância, mas por que não trazer livros mais do gosto da garotada para dentro da sala de aula? Trabalhar Harry Potter não exclui trabalhar Machado de Assis e nem precisa. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Leia Mulheres, Lendo aleatoriamente

Princesa das Águas (Paula Pimenta)

princesa-das-aguas

Princesa das Águas é o terceiro volume da série de releituras de contos de fadas/princesas que a Paula Pimenta está publicando pela Galera Record. E, juntamente com a história da DJ Cinderela, a história da nadadora Arielle Botrel está entre as minhas favoritas. Ouso dizer que até mesmo superou a da primeira trama publicada. Os personagens são carismáticos, o alívio cômico ao drama é garantido e, a vilã fez uma boa participação, daquelas de provocar raiva. Todos elementos mais do que bem-vindos em um “conto de fadas”. Afinal, um final feliz sem muitos percalços e sem um desenvolvimento crível do romance dos protagonistas não convence, e, felizmente em Princesa das Águas a Paula Pimenta soube trabalhar isso muito bem, produzindo uma narrativa leve, fluída e envolvente.

Arielle Botrel tem 16 anos e é uma das promessas da natação nas Olimpíadas: da qual ela participará pela primeira vez. Filha de um campeão mundial de natação e de uma famosa cantora que morreu de complicações em seu parto, ela também tem cinco irmãs mais velhas que compõem a girl band “Mermaid Sisters”. Uma empreitada da qual ela adoraria fazer parte, se ela não se culpasse pela morte da mãe.

“Claro que ela perguntou se eu também gostaria de cantar, mas mesmo com 7 anos eu já sabia que não poderia fazer aquilo sem que meu pai ficasse sabendo… E eu realmente não queria magoá-lo, fazendo com que ele lembrasse da minha mãe. Então apenas balancei a cabeça e disse que preferia nadar. Foi aí que meu destino foi selado. Troquei os palcos pelas piscinas, os holofotes pelas raias, as melodias pelos treinos e os perfumes pelo constante cheiro de cloro.

E o mais incrível é que por bastante tempo eu fui feliz assim… ” (Página 13)

Como nadadora e como filha caçula, a vida de Arielle é bastante regrada e superprotegida, mas a garota vive tentando dar suas escapadas (que nem sempre dão certo) e em uma dela acaba se deparando com Erico, o atleta queridinho da Suíça e que irá balançar o coração dessa nadadora.

Quando soube que a história se passaria durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro, fiquei curiosa para saber como a Paula iria colocar o amor no ar, pois em meio a tantas competições ia ficar meio difícil trabalhar todos os elementos da história que serviu de inspiração. Mas, ela foi criativa em sua solução: uma prévia das Olimpíadas com direito a muitos reality shows dos quais não vou falar muito para não estragar a surpresa. Só vou dizer que isso permitiu que Arielle pudesse tentar conquistar seu príncipe sem poder utilizar sua voz, que as maquinações da vilã fizeram jus à sua contraparte da animação (mesmo sem os poderes) e que inúmeras pistas sobre novas princesas foram deixadas no ar. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Fazendo Meu Filme em Quadrinhos: 2 – Azar no Jogo, Sorte no Amor? (Paula Pimenta)

fmf2_quadrinhos_capa

Com a chegada do segundo volume dos quadrinhos de Fazendo Meu Filme, o desejo por um volume com o dobro de fofura foi reforçado. Como fã dos personagens dos livros, gostaria de ter mais páginas, desenhos e cores para matar a saudade. Mas, mesmo que as doses sejam pequenas, já está valendo. E essa turminha nascida em palavras e transformada em desenhos multicoloridos segue não decepcionando.

Em Azar no Jogo, Sorte no Amor? Paula explora um acontecimento que foi apenas mencionado em Fazendo Meu Filme 1: quando Alan teve os óculos quebrados em uma briga de torcidas no Mineirão. Para contar essa história, ela deixou alguns personagens de lado, mas era preciso, afinal, três novos personagens precisavam ser apresentados: o pai da Fani, o Alberto e o Marquinho. Com essa trama, ela também aproveitou para revelar o time do coração de vários personagens. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Minha Vida Fora de Série – 3° Temporada (Paula Pimenta)

MVFS3

Tome cuidado com o que você deseja. Eu já tinha escutado essa frase antes, mas nunca havia levado a sério. Até que um dos meus desejos se realizou fazendo com que a minha vida saísse de órbita completamente. E só então eu entendi a tal advertência. Porque é preciso mesmo ter muito cuidado com aquilo que queremos. Simplesmente porque podemos conseguir. ”

(Página 11)

Confesso que eu fui uma das que torceu muito para que o último desejo da Priscila se realizasse. Eu só não imaginava a bagunça tremendo que isso iria causar e o quanto iria influenciar o namoro da Pri e do Rô. É esse o ponto de partida para a terceira temporada da vida fora de série da Priscila. E desta vez, o seriado foi uma mistura de drama familiar, aventura com as amigas, dramas românticos, tragicomédia (sim, porque algumas situações seriam muito cômicas se não fossem tão trágicas), muita fofura animal e um belo trabalho de arqueologia da Paula, que soube desenterrar com maestria alguns personagens.

Em Minha Vida Fora de Série – 3° Temporada reencontramos os personagens dois anos depois dos eventos narrados na segunda temporada. A Priscila agora está com 19 anos e percebe que precisa começar a lidar com as responsabilidades da vida adulta. O namoro de cinco anos e meio com o Rodrigo, que está cada vez mais sério. O início da faculdade e as dúvidas sobre o futuro profissional. E as novidades familiares que colocarão o namoro em xeque, mas que também garantirão momentos de muitas alegrias. E essa temporada já começa super agitada e com um ótimo espaço para os filmes. Priscila e Fani em L.A. não tinha como ser ruim. Como os eventos narrados aqui acontecem entre os eventos de FMF3 e FMF4, há muita novidade da Pri, mas também tem bastante Fani, Alejandro e sobra espaço até para o Christian e para a Tracy! As aventuras da Pri em L.A. foram bem animadas e o mais legal é que além de deixarem contentes os fãs mais saudosos, também foram bem utilizadas pela Paula para trabalhar a reviravolta da vez e lançar as sementinhas que poderão ser melhor exploradas nas temporadas vindouras. Continuar lendo

3 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Apaixonada por Histórias (Paula Pimenta)

apaixonada por historias

Em Apaixonada por Palavras, a Paula Pimenta compartilhou conosco crônicas sobre o cotidiano, o que a Paula por detrás de nossos personagens favoritos, pensa sobre família, relacionamentos, amores, sonhos… O livro foi lançado sem maiores pretensões, mas fez um sucesso tão grande e foram tantos os pedidos por mais textos que uma segunda coletânea foi encomendada.

Apaixonada por Histórias já começa apaixonando o leitor desde a capa, o Diogo Droschi já deixou todos os leitores da Paula mal-acostumados com capas tão lindas. E aqui, a exemplo de Apaixonada por Palavras e Confissões, ele não se restringe apena a capa, envereda pelas páginas colorindo ainda mais a narrativa da Paula (as folhas roxinhas são puro amor!). Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

O Livro das Princesas (Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barboza)

o livro das princesas

Quando soube do projeto da Galera Record de reunir algumas autoras para recontar contos de fadas, fiquei interessada. Principalmente, porque a Paula Pimenta era uma das autoras escolhidas e não é segredo para ninguém que gosto muito dos trabalhos dela. O livro foi lançado, o tempo passou e demorei para adquiri-lo e quando o fiz, demorei para lê-lo. Não foi à toa que acabei lendo primeiro o livro “Princesa Adormecida” da Paula, parte de um outro projeto que teve sua origem aqui. E, mesmo tendo me decepcionado um pouco com a história de Áurea, ainda assim estava curiosa para conferir a história da tal DJ Cinderela que foi elogiada por muitos.

Mas, discorrendo mais sobre o Livro das Princesas, ele traz quatro histórias tendo como protagonistas personagens inspiradas nos contos de A Bela e a Fera, Cinderela, A Bela Adormecida e Rapunzel. E com um prefácio de uma das princesas fictícias mais conhecidas da atualidade: Mia Thermopholis. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Fazendo Meu Filme em Quadrinhos: 1 – Antes do Filme Começar (Paula Pimenta)

fmf hq

Com a conclusão da série Fazendo Meu Filme em 2012. Os fãs de Fani e Leo tiveram que se contentar em matar saudades dos personagens por meio da história da Priscila e do Rodrigo em Minha Vida Fora de Série. Mas, agora, além de podermos vislumbrar o relacionamento da Fani e do Leo em MVFS, poderemos enveredar por histórias da Fani e do Leo no formato de quadrinhos. Para esse projeto serão escritas histórias exclusivas. Sempre explorando a linha temporal abordada nos livros da série. Este primeiro volume, é uma exceção, por trazer uma história que ocorre pouco antes dos eventos narrados no primeiro livro da série. E funciona muito bem como apresentação dessa nova forma de contar as histórias desses personagens que já tem lugar cativo nos corações dos fãs de FMF. A história adaptada é um conto (no formato de capítulos extras) que a Paula escreveu para comemorar o aniversário do Leo e que inicialmente foi publicada em seu site oficial. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Resenhas da Núbia

Princesa Adormecida (Paula Pimenta)

imagem

Princesa Adormecida é o primeiro livro de uma série de releituras de contos de fadas que serão publicadas pela Paula Pimenta pela Galera Record. A ideia surgiu após o sucesso do seu conto “Princesa Pop”, uma releitura da história da Cinderela publicada na antologia O Livro das Princesas (e que eu ainda não li!). Parece ser consenso que a história favorita do livro é a criada pela Paula, e isso em um livro que também conta com contos da Meg Cabot, Lauren Kate e Patricia Barboza. Todas as resenhas que li sobre o livro elogiam muito a história da heroína DJ, e conhecendo o trabalho da Paula de seus outros livros é claro que iniciei a leitura com expectativas altas. Então, foi um pouco frustrante não encontrar a narrativa tão característica da Paula que me conquistou lá em Fazendo Meu Filme. Não que a história seja ruim, Áurea/Anna é uma boa protagonista e a narrativa da Paula ainda guarda os elementos tão presentes em seus outros textos: música, o amor pelos animais; além disso, o papel primordial do celular na história acrescentou um charme a mais. Mas sinto que faltou um quê a mais, sobretudo faltou um maior investimento na trama e no desenvolvimento dos personagens. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia

Confissão (Paula Pimenta)

confissão

“(…) Então este livro é assim, possui um fragmento do amor que dediquei a cada um deles, em um tempo da minha vida. E, apesar de terem me feito sofrer em alguns momentos, hoje os agradeço por terem servido de inspiração para toda essa “confissão” que faço agora.”

Confissão, o livro de poema da Paula, marcou sua estreia como escritora. Quando ela ainda nem sonhava que fosse possível viver de suas palavras. Ele foi publicado em 2001, fruto do paitrocínio, e após vários pedidos de fãs da autora, a Gutenberg decidiu publicar uma nova edição, que além dos poemas contidos na obra original, também ganhou novos poemas, inclusive alguns “emprestados” de alguns personagens de outras obras da Paula. Quem já conhece o Rodrigo, o protagonista mais do que fofo de Minha Vida Fora de Série, vai relembrar alguns dos poemas “criados” por ele em seus cadernos escolares. Além disso, essa nova edição também conta com o trabalho gráfico para lá de lindo do Diogo Droschi. Ele que é o responsável pelas capas lindas dos livros da Paula (e de outros tantos publicados pela editora) e que em Confissão não ficou restrito somente à capa, mas enveredou por entre as páginas e criou um arcabouço gráfico lindo e que complementa com perfeição as palavras da Paula. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Resenhas da Núbia