Arquivo da tag: releitura

Então, eu reli #1: O Senhor dos Anéis (J. R. R. Tolkien)

Ler apenas novos livros, ou além disso, ler novamente histórias já conhecidas? A Mell Ferraz do canal Literature-se fez um vídeo bem legal falando sobre releituras. Sim, todo leitor, por mais voraz que seja, sabe que mesmo que sua vida seja longa e próspera, ele nunca irá ler todos os livros que deseja ler. Faz sentido então ler novamente uma história que você já conhece? Alguns leitores pensam que não, eu sou daquelas leitoras que acha que por mais que você conheça o início e o fim da jornada, trilhar novamente esse caminho pode gerar gratas surpresas. Tirando alguns livros que já reli mais de uma vez e estão frescos na memória, há outros que já li há muito tempo e que lembro que me marcaram na época, mas que a trama em si já está difusa na memória, porque não os reler? Pode ser que eu me decepcione com alguns, mas posso a vir a me apaixonar novamente por outros, ou passar a gostar mais de algum que não do qual não gostei tanto assim. Isso foi o que me incentivou a criar essa nova seção aqui no blog. E, para estrear com o pé direito eu escolhi O Senhor dos Anéis do Tolkien. Quem já nos acompanha há um tempinho, sabe que a admiração por Tolkien e sua obra foi o que possibilitou que eu e a Mari nos conhecêssemos, no já antigo, mas firme e forte, fórum Valinor. Nada mais justo então que esse livro tantas vezes relido (não tanto quanto eu gostaria) ou pelo menos frequentemente consultado na época do fórum, fosse o escolhido.

Para falar dele, não vou fazer como costumeiramente faço em minhas resenhas, a obra já ultrapassou o patamar de hors concours tão longe, que não consigo fazer uma análise imparcial. Então, vou basicamente me focar nas surpresas que essa releitura me trouxe. No caso de O Senhor dos Anéis, temos uma versão cinematográfica (particularmente considero uma das melhores adaptações cinematográficas) e, ao contrário dos livros que havia relido há tempos, o filme eu revejo todos os anos, às vezes mais de uma vez, e o resultado é que as modificações feitas pelo Peter Jackson acabaram mascarando alguns fatos da obra tolkieniana. Eu sei que nos livros a Arwen tem um papel bem menor na trama do que nos filmes, que foi Glorfindel e não ela que levou Frodo até Valfenda e que Saruman não encontrou seu fim em Isengard, mas ao fazer essa releitura, percebi que o filme já havia modificado muito mais as minhas memórias da obra do que eu supunha. Continuar lendo

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Então eu reli, Resenhas da Núbia

Princesa Adormecida (Paula Pimenta)

imagem

Princesa Adormecida é o primeiro livro de uma série de releituras de contos de fadas que serão publicadas pela Paula Pimenta pela Galera Record. A ideia surgiu após o sucesso do seu conto “Princesa Pop”, uma releitura da história da Cinderela publicada na antologia O Livro das Princesas (e que eu ainda não li!). Parece ser consenso que a história favorita do livro é a criada pela Paula, e isso em um livro que também conta com contos da Meg Cabot, Lauren Kate e Patricia Barboza. Todas as resenhas que li sobre o livro elogiam muito a história da heroína DJ, e conhecendo o trabalho da Paula de seus outros livros é claro que iniciei a leitura com expectativas altas. Então, foi um pouco frustrante não encontrar a narrativa tão característica da Paula que me conquistou lá em Fazendo Meu Filme. Não que a história seja ruim, Áurea/Anna é uma boa protagonista e a narrativa da Paula ainda guarda os elementos tão presentes em seus outros textos: música, o amor pelos animais; além disso, o papel primordial do celular na história acrescentou um charme a mais. Mas sinto que faltou um quê a mais, sobretudo faltou um maior investimento na trama e no desenvolvimento dos personagens. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia