Arquivo da tag: The Kingkiller Chronicles

The Wise Man’s Fear – Patrick Rothfuss

Atenção, esta resenha trata do segundo livro da série A Crônica do Matador do Rei, e pode conter spoilers da trama do livro anterior. Para ler a resenha do primeiro livro, clique aqui.

É o segundo dia da narrativa de Kvothe. Voltamos a acompanhar sua vida na Universidade: seu tempo é dividido entre estudos, música, seu trabalho na artifeceria e na enfermagem e suas idas à cidade em busca de Denna. Quando as conseqüências dos seus atos do livro anterior o alcançam, Kvothe é lançado ao mundo. Finalmente! Com isso, duas das minhas expectativas para o livro foram superadas: conhecemos mais do mundo E começamos a ver porque Kvothe virou uma lenda.

Durante duas aventuras, Kvothe encontra fadas e outras criaturas que todos acham que não existem, ele também aprende novas línguas e costumes de culturas tidas como absurdas. Faz amigos, toma amantes e aprende a lutar com espadas. Ele luta ao lado de mercenários, desmascara um envenenador e naufraga. Este livro tem um pouco de tudo. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Resenhas da Feanari

The Name of the Wind – Patrick Rothfuss

The Name of The Wind

Kvothe está vivendo uma vida simples como dono de uma estalagem. No entanto, a sua vida pacata está para ser perturbada com a chegada de Chronicler, um colecionador de histórias. Ele enxerga através da farsa de “estalajadeiro” e convence Kvothe a contar a sua historia, que já virou boato em todos os cantos do mundo.

É assim que começamos a ouvir a versão verdadeira da lenda que ele virou. A história é dividida entre os três livros, e cada um representa um dia em que Kvothe a conta ao Chronicler. Como bom narrador, ele começa a narrativa com sua infância, para dar um bom pano de fundo sobre a personagem. Em alguns momentos, achei que ele se estendeu demais na narrativa – e que nada aconteça de fato, mas não acho que eu teria conseguido tirar alguma parte.

O autor conta bem os momentos que tiram Kvothe de onde está em um dado momento, e não senti que as coisas lhe vinham fácil demais, mas me irritou bastante o tanto que ele é convencido. Kvothe é bastante inteligente e aprende rápido, e por isso, ele acha que é melhor que todos ao seu redor (tudo bem que em alguns momentos ele é, mas um pouco de humildade não faz mal a ninguém). Continuar lendo

6 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Feanari