Arquivo da tag: Zé Oliboni (tradução)

Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes 2 (Francesca Cavallo & Elena Favilli)

Elena Favilli e Francesca Cavallo (fonte –  Kickstarter)

Francesca Cavallo e Elena Favilli são co-fundadoras da empresa de mídia Timbuktu Labs com sede nos Estados Unidos. A empresa reúne empreendedores, designers, educadores e engenheiros com experiência internacional na indústria de entretenimento infantil, com o objetivo de produzir conteúdos envolventes e tecnológicos, passando pelos livros, jogos e brinquedos infantis. Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes surgiu da vontade de produzir um material de qualidade, que fosse inspirador e empoderador e que mostrasse às garotas todo o potencial de “garota rebelde” que elas trazem consigo. O primeiro volume foi publicado via financiamento coletivo no Kickstarter. O livro que traria 100 histórias (no formato das fábulas e dos contos de fadas) de mulheres extraordinárias do passado e do presente, com ilustrações produzidas por mulheres talentosíssimas do mundo inteiro, bateu recordes de arrecadação. Cem por cento da meta de arrecadação foi atingida em apenas trinta horas e pessoas de mais de setenta países apoiaram o projeto que se tornou um sucesso de vendas em vários países. No Brasil, a V&R Editoras publicou o livro em 2017 e por aqui o sucesso também foi imediato. Agora, cem novas extraordinárias mulheres são celebradas em um segundo volume (que bem poderia se tornar uma série). Cem histórias de mulheres de todos os cantos do mundo, de vários períodos da nossa história e de todas as idades, que lutaram (e lutam) por mais espaço, que perseguiram (e ainda perseguem) seus sonhos mesmo contra todas as possibilidades, que se mostraram exímias nos campos aos quais se dedicaram e que mostraram (e mostram) por A + B que lugar de mulher é aonde ela quiser e que o gênero não deveria ser uma barreira para a escolha de uma profissão.

Continuar lendo

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia, V&R Editoras

Estrelas Perdidas (Claudia Gray)

Claudia Gray é conhecida por seus romances YA (alguns não tão bem-sucedidos assim) e nunca imaginei que algum dia leria algo dela relacionado ao universo de Star Wars (e ela já escreveu mais um livro que logo será publicado por aqui!) mas, se tem algo que o universo expandido da franquia sempre permitiu foi a pluralidade de adaptações e formatos. E, há espaço para romances YA também, principalmente os que nada ficam a dever em termos de qualidade, boas tramas, narrativas envolventes, personagens cativantes e que fornecem informações e lançam pistas acerca do futuro do novo cânone.

Em Estrelas Perdidas acompanhamos a história de Ciena Ree e Thane Kyrell. Ambos nasceram no isolado planeta Jelucan na Orla Exterior, no mesmo ano do soerguimento do Império. Ela, pertencente a uma família descendente da primeira leva de colonizadores do planeta, os quais ocuparam os vales e vivem na pobreza. Ele, pertencente a uma abastada família da segunda leva de colonizadores. Oito anos após a queda da Velha República, Jelucan foi conquistada pelo Império e é nesse cenário de festa e demonstração do poderio aéreo imperial que ambos têm seu primeiro contato, motivados pelo sonho compartilhado de pilotarem as naves do Império. A partir daqui, acompanhamos a amizade crescente dos dois, os primeiros treinamentos de voo em conjunto (algo criticado pela família de ambos), os estudos preparatórios e a entrada na Academia Imperial. Mas, é lá naquela primeira apresentação dos dois (com direito a uma participação especial do Grão Moff Tarkin) que Gray deixa claro as principais diferenças entre Ciena e Thane, diferenças depois utilizadas muito apropriadamente por ela para fundamentar as escolhas dos personagens. Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia