Hotaru no Haka (Grave of the Fireflies)

Akiyuki Nosaka é um autor, cantor e compositor japonês, mas este post não é para falar sobre suas obras literárias ou musicais. É quase isso, já que quero apresentar as adaptações para seu romance Hotaru no Haka considerado semiautobiográfico. A obra, também intitulada Grave of the Fireflies (algo como Cemitério dos Vagalumes) foi publicada em 1967 e é baseada em suas experiências durantes os bombardeios aéreos em Kobe em 1945. Uma de suas irmãs morreu como resultado de uma doença, seu pai adotivo morreu durante um bombardeio e outra irmã morreu vítima da desnutrição em Fukui. Como ele se culpava pela morte dessa irmã, escrever a história foi a forma que ele encontrou para superar a tragédia. Nosaka ganhou o Prêmio Naoki de literatura popular por este livro, que já foi publicado em outras línguas além do japonês, mas infelizmente ainda não foi traduzida para o português.

Mas, falando das adaptações…

  • Título: 火垂るの墓/Hotaru no Haka
  • Também conhecido por: Grave of the Fireflies
  • Estúdio: Studio Ghibli
  • Diretor: Isao Takahata
  • Produtor: Toru Hara
  • Roteirista: Isao Takahata
  • Ano: 16 de abril de 1988
  • Duração: 88 minutos
  • País: Japão

Em 21 de setembro de 1945, Seita acaba de morrer de inanição em uma estação de trem Sannomiya no Japão. Ao morrer, sua irmã Setsuko vem reencontrá-lo em um campo repleto de vagalumes. É com essa cena, repleta de carga dramática, que Hotaru no Haka começa. A partir daqui você já sabe o que a história lhe espera, o final é previsível, a história é triste e cabe a você escolher se irá acompanhar as reminiscências do fantasma de Seita que é quem nos conta a história e relembrar com ele os fatos que o levaram até seu momento derradeiro.

Setsuko (4 anos) e Seita (14 anos) perderam a mãe durante os bombardeios à cidade Kobe e vão morar com uma tia distante em Nishinomiya enquanto esperam por notícias do pai, oficial da marinha. A tia lhes deu abrigo, mas transparecia que não os queria em sua casa. Assim, Seita e Setsuko acabam ficando por conta própria, encontrando cada vez mais dificuldade para encontrar comida em um Japão que vivia em racionamento por causa da guerra, sem uma casa e sem assistência adequada, o passatempo que eles tinham em tempos tão sombrios era caçar vagalumes. Os insetos iluminavam as noites dos dois, mas amanheciam mortos. Uma metáfora à efemeridade da vida que ambos estavam condenados? Com desenhos de traços bastante detalhistas e uma boa trilha sonora é impossível não se emocionar com as dificuldades vividas por estes irmãos.

Alguns críticos consideram Grave of the Firefllies um filme contra a guerra justamente por se focar nas dificuldades e tragédias pessoais ocasionadas pela guerra e na falha da sociedade em proteger seu povo durante esses embates. Contudo, o diretor Isao Takahata nega essa afirmação: “[The film] is not at all an anti-war anime and contains absolutely no such message.”

Além da animação de 1988, em 2005 a rede de televisão NTV do Japão, produziu uma versão live-action de Grave of the Fireflies em comemoração ao 60° aniversário do fim da 2° Guerra Mundial.

  • Título: Hotaru no Haka
  • Gênero: história, drama, guerra
  • Período em que foi ao ar: 01/Novembro/2005
  • Rede de televisão: NTV
  • Diretor: Sato Toya
  • Produtor: Murase Ken
  • Roteirista: Inoue Yumiko

Diferentemente da animação, aqui quem nos narra a história é a prima de Seita, Sawano Natsu (interpretada por Inoue Mao, de Hana Yori Dango) a filha da tia que recebe as crianças. O filme começa nos dias atuais e a história das duas crianças é narrada pela garota (agora uma bisavó) para sua bisneta.

Com mais tempo, foi possível investir no relacionamento entre os personagens. O pai de Seita aparece, a família da tia é melhor retratada e desenvolveram o relacionamento entre a mãe de Seita e Setsuko e a tia Sawano Hisako (interpretada por Matsushima Nanako). As duas mulheres enviaram os maridos para a guerra e por causa disso se reaproximaram prometendo cuidar dos filhos da outra caso algo aconteça. Sendo assim, quando as bombas caem em Kobe, Hisako recebe Seita (interpretado por Ishida Hoshi) e Setsuko (interpretada por Sasaki Mao) em sua casa. A princípio de boa vontade, mas quando a comida começa a faltar e a guerra faz suas vítimas ela não consegue continuar cuidando das crianças com boa vontade. E a eles só cabe tentar sobreviver sem nenhuma assistência.

Em minha opinião, conseguiram deixar a releitura mais emocionante que a versão de 1988. Justamente por investirem nessa ligação entre o passado e o presente, deixando claro que Seita e Setsuko servem para ilustrar como as crianças foram e são afetadas pelas guerras. Se decidirem se aventurar pela história (seja a versão de 88 ou à de 2005) preparem-se para se emocionar, é impossível permanecer impassível perante tanto sofrimento, mas que em nenhum momento abalou a relação entre os dois irmãos.

Vale a pena mencionar:

  1. Além dessas duas versões, há também uma adaptação cinematográfica de 2008. [http://mydramalist.info/title/52/hotaru_no_haka]
  2. A música Vagalume do Pato Fu foi inspirada no filme:

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hotaru_no_Haka

http://en.wikipedia.org/wiki/Grave_of_the_Fireflies

http://wiki.d-addicts.com/Hotaru_no_Haka

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Dorama aleatório

3 Respostas para “Hotaru no Haka (Grave of the Fireflies)

  1. Nossa, esse filme é triste demais =(
    Só assisti (e tenho) à animação do Studio Ghibli, mas é de chorar até secar, mesmo assim.

    O filme me parece ter a produção meio fraca… Pelas images dele, mas sei lá. Só achei meio estranha a fotografia. Enfim ¯\_(ツ)_/¯

    Curtir

    • Nubia Esther

      É impossível passar incólume por essa história mesmo. =/
      Ah, a versão live-action foi produzida para TV e a fotografia realmente deixa a desejar em algumas partes (principalmente no início da história), mas a releitura ficou legal. =)

      Curtir

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s