Ainda Sou Eu (Jojo Moyes)

Atenção, esta resenha trata dos acontecimentos ocorridos no terceiro livro da duologia trilogia Como eu era antes de você e pode haver spoilers sobre fatos dos primeiros livros. Para saber o que eu achei deles, confira os links no final desta resenha.

 

Em Depois de Você Lou Clark precisou aprender a juntar seus pedaços, descobrir suas potencialidades, restabelecer suas relações com sua família, e encontrar forças para superar as marcas indeléveis que a perda de Will causou em sua vida. O segundo volume foi sobretudo uma história sobre superação, um ponto de parada para que Lou se preparasse para a sua grande jornada de descoberta. Por isso, a existência de um terceiro volume acabou sendo menos surpreendente. Depois de vermos Lou se acertar com a família, estabelecer um relacionamento com Lily, se envolver com Sam e receber uma proposta de emprego que lhe permitirá alçar voos, é claro que ficamos curiosos para saber como será essa experiência e se as coisas finalmente irão se ajeitar para Lou. É isso que Jojo prometeu entregar em Ainda Sou Eu, e conseguiu. Eu ainda prefiro os dois primeiros volumes, mas Ainda sou eu com todo seu ar de Quinta Avenida, mas com uma pitada de subúrbio (ainda bem!) e uma boa dose de moda (que até poderia ser mais!), rendeu uma leitura divertida, um tanto dramática e bastante enternecedora. Continuar lendo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Editora Intrínseca, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia

O Homem é um Grande Faisão no Mundo (Herta Müller)

Decidir qual livro ler como representante da Romênia no Projeto Volta ao Mundo em 198 Livros não foi uma tarefa fácil. Não por escassez de autores e títulos, mas porque decidida a ler uma obra da Herta Müller tive receio de acabar escolhendo a obra errada e me decepcionando com a autora. Já ouvi e li tantas opiniões divergentes acerca de sua obra, e um bocado de pessoas com gostos parecidos com os meus não tiveram uma boa experiência com os livros da autora, que quando finalmente optei por começar com O Homem é um Grande Faisão no Mundo, foi com as expectativas lá embaixo. E que coisa boa é ser surpreendida positivamente. Ao menos neste, a narrativa de Herta é certeira, concisa e sem rebuscamento, mas ao mesmo tempo é de muita riqueza poética e transpira as feridas sofridas pelos alemães nascidos em terras romenas, como a própria Müller. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Desafios Literários, Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia, Volta ao Mundo em 198 Livros

TAG – De A a Z

Vi esta TAG no canal da Tatiana Feltrin (vocês podem ver o vídeo da Tati clicando aqui), que viu no canal da lia O livro (veja o vídeo). Ela foi adaptada a partir de uma tag publicada em um blog gringo (o The Perpetual Page Turner), e apesar de ser antiguinha e muita gente já ter respondido, achei legal trazê-la aqui para o blog também. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Lendo aleatoriamente, TAGs

Colecionando Textos #13

 

 

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com

Deixe um comentário

Arquivado em Colecionando Textos, Editoras Parceiras

15 Contos Escolhidos (Katherine Mansfield)

“Eu tinha ciúmes de sua escrita – a única escrita da qual eu já tive inveja.” Foram essas as palavras de Virginia Woolf sobre a obra daquela com quem manteve uma relação de estreita amizade, que envolvia trocas de cartas e revisões de manuscritos, Katherine Mansfield. Se cabe a Woolf ter um dos melhores exemplo do uso do fluxo de consciência em um romance. Mansfield foi a pioneira no uso e tem ótimos exemplos da técnica em seus contos. Katherine nasceu em 1888 na Nova Zelândia e mudou para a Inglaterra em 1902. Nesse período, o violoncelo detinha suas atenções. Foi somente ao retornar ao seu país natal em 1906 que começou a escrever contos, e mais tarde, em 1908, ao deixar de vez a Nova Zelândia e partir para a Inglaterra, foi que mergulhou de vez na vida Noêmia comum aos escritores da época. Sua vida foi curta, Mansfield morreu aos 34 anos vítima de tuberculose, mas seus contos ressoam até hoje. Nesta pequena coletânea, que abarca os contos escritos por Mansfield entre 1915 e 1922, ela se mostra exímia em tornar o cotidiano envolvente. Ao mais esconder do que revelar e lançar muitas suposições e dicas em sua narrativa, seus contos podem durar poucas páginas, mas permanecem com o leitor que se vê enleado em elucubrações. Eu que não sou uma pessoa de contos, me vi enredada em vários deles. Críticas aos costumes, ao assistencialismo sob os holofotes, questões de classe e a construção do feminismo na sociedade patriarcal são só alguns dos temas abordados por Mansfield em sua obra. Alguns contos são realmente primorosos, quer seja pela estética, pela crítica implícita ou pela força de seus personagens, e merecem ser destacados. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Desafios Literários, Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia, Volta ao Mundo em 198 Livros

O Amor nos Tempos do Cólera (Gabriel García Márquez)

A história de Fermina Daza e Florentino Ariza começa no presente. Ela uma senhora de 72 anos, casada com o doutor Juvenal Urbino e mãe de dois filhos já criados e que já estabeleceram suas famílias. Ele um senhor de 76 anos, de muitos amores carnais vividos, mas sempre a espera daquela que primeiro roubou seu coração. De antemão já sabemos que no atual momento, Fermina e Florentino não estão juntos. Mais de cinquenta anos se passaram desde que ela encerrou o relacionamento dos dois e se envolveu com Urbino. E, em seu longevo casamento, eles tiveram suas pendengas (e foram muitas), houve certo arrependimento, mas também foram felizes, até que a morte levou Urbino.

Com Fermina liberta de sua obrigação matrimonial, Florentino coloca-se em cena novamente, reforçando seus votos de amor por aquela que nunca esqueceu. Retornamos então ao passado e descobrimos todos os pormenores do relacionamento dos dois: o deslumbramento inicial, a proibição do pai de Fermina, a viagem empreendida para manter os enamorados distantes, as cartas telegrafadas, o arrefecer dos sentimentos, a separação, a adição de Urbino à equação. Começamos toda uma jornada desde o marco zero estipulado pelo primeiro encontro de Fermina e Florentino até chegarmos novamente ao reencontro dos dois e ao que o futuro lhes reserva. Além do tempo circular, é importante destacar a relevância do tempo psicológico para o andamento da trama. Muitos dos pormenores da história nos são fornecidos pelo fluxo de consciência habilmente empregado por Márquez. É assim que ele nos aproxima de seus personagens. É assim que Fermina, Florentino e Urbino nos cativam, mesmo cada um deles sendo falhos em vários momentos. Estabelecemos uma relação quase de amor e ódio com os personagens e é isso que os torna ainda mais verossímeis e a trama de O amor nos tempos do cólera ainda mais marcante. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Desafios Literários, Lendo aleatoriamente, Resenhas da Núbia, Volta ao Mundo em 198 Livros

Resumo do Mês

O mês de março chegou com um projeto pessoal de ler apenas livros escritos por autoras. Quer saber o porquê disso? Dê uma conferida nessa série de postagens que começamos a fazer aqui no blog no ano passado. Confira aqui. O projeto foi duplamente bem sucedido, além de ter lido somente livros escritos por mulheres, todos foram de autoras que ainda não conhecia.

Março também chegou com muitas visualizações e visitantes aqui no blog. Este mês nossos números realmente nos surpreenderam, o blog seguiu crescendo no número de leitores alcançados e estabelecemos novos recordes. Até mesmo o engajamento dos nossos leitores deu uma melhorada. Muito obrigada a cada um de vocês que reservaram um tempinho para ler, curtir e comentar em nossas postagens. E se você perdeu algum post, confira os links abaixo:

 

Resenhas:

Letra e Música (Ruy Castro)

Mrs. Dalloway (Virginia Woolf)

Todo Dia a Mesma Noite (Daniela Arbex)

Leonardo da Vinci (Walter Isaacson)

Post Mortem (Patricia Cornwell)

 

Aleatoriedades:

Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes – Exposição e Bate-papo em São Paulo

Leia Mulheres: elas também escrevem ótimos romances policiais e thrillers

Colecionando Textos #9

Mulheres na Ciência – Artes Minimalistas

TAG – Sua Vida em Livros

Colecionando Textos #10

Leia Mulheres: a importância de termos mulheres produzindo quadrinhos

Colecionando Textos #11

Um Autor de Quinta #105 – Liane Moriarty

 

E, para não perder o costume, essas foram as postagens com mais visualizações no mês:

K-dorama: Best Love

K-dorama: Playful Kiss

The Killers – Trilogia do Assassinato (The Murder Trilogy)

Minha Vida Fora de Série – 4° Temporada (Paula Pimenta)

K-dorama: My Girl

 

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com

Deixe um comentário

Arquivado em Simplesmente aleatório

Colecionando Textos #12

 

 

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com

Deixe um comentário

Arquivado em Colecionando Textos, Lendo aleatoriamente

Um Autor de Quinta #105

Coluna inspirada no Uma Estante de Quinta da Mi Muller do Bibliophile.

 

 

Liane Moriarty

Não é segredo para ninguém que eu gosto muito das histórias da Liane Moriarty. Ela publicou livros direcionados tanto para o público adulto quando para o infantil. No Brasil apenas os direcionados para o público adulto foram publicados, já tive a oportunidade de ler três (dos quatro publicados no Brasil) deles e sempre terminei a leitura surpreendida. Com a forma como Liane consegue transformar fatos do cotidiano e histórias de pessoas comuns em tramas surpreendentes, com o espaço que ela concede às vozes femininas primando sempre pela diversidade, e como essa mistura toda no final acaba rendendo tramas repletas de dramas, romance e até mesmo um pouco de romance investigativo e suspense. Liane faz parte do grupo de autoras que me fazem ficar de olho em seus próximos lançamentos. Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Um Autor de Quinta

Colecionando Textos #11

 

 

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com

1 comentário

Arquivado em Colecionando Textos, Lendo aleatoriamente