Arquivo da tag: John Corey Whaley

Um Autor de Quinta #100

Coluna inspirada no Uma Estante de Quinta  da Mi Muller do Bibliophile.

 

John Corey Whaley

 upcoming_6

“Formerly cynical with a renewed sense of wonderment.” (John Corey Whaley)

 

John Corey Whaley nasceu em 09 de janeiro de 1984 em Springhill, Louisiana, EUA. John é bacharel em Inglês e tem mestrado em Ensino de Inglês para o nível secundário pela Louisiana Tech University. Antes de se tornar autor em tempo integral, ele foi professor de inglês por cinco anos. Em 2011, ele publicou seu primeiro romance YA Where Things Come Back (Quando tudo volta), pelo qual ganhou os prêmios Printz Award e o YALSA da Associação Americana de Bibliotecas em 2012. Atualmente ele mora em Los Angeles. Continuar lendo

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Um Autor de Quinta

Quando Tudo Volta (John Corey Whaley)

quando-tudo-volta

Em Lily, uma pacata cidadezinha do Arkansas conhecemos o protagonista narrador dessa história. Cullen Witter tem 17 anos, é adepto do sarcasmo, frequentemente tendo a si mesmo como alvo, não é muito sociável, não tem muitos amigos na escola, sofre com a profusão dos estereótipos que encontram terreno fértil nos corredores escolares, tem uma fixação por zumbis, com os quais vive devaneando até nas horas mais impróprias, trabalha em uma loja de conveniência que vive vazia a maior parte do tempo, nutre uma paixão platônica por uma das beldades da escola e não suporta a estagnação que parece ser o único estado conhecido por sua cidade.

Essencialmente, Cullen é um deprimido. Não que ele seja depressivo, mas no sentido de ter uma visão pessimista da vida e gostar disso. Suas poucas alegrias? Colecionar títulos para os futuros livros que pretende escrever, a amizade anacrônica com Lucas Cader, um dos mais adorados do ensino médio, e o irmão mais novo Gabriel, de que Cullen é um dos maiores admiradores. E isso transparece no texto, afinal é pela visão de Cullen que conhecemos Gabriel, e ela pinta um garoto de quinze anos bastante reflexivo de maduro para a idade, imune às preocupações da adolescência e responsável por injetar otimismo na vida do irmão e da família Witter. Então, quando Gabriel misteriosamente desaparece sem deixar vestígios, a família Witter fica abalada e Cullen se vê às voltas com as agruras de enfrentar um mundo sem Gabriel ao mesmo tempo que luta para não perder as esperanças. O ruim é que nessa mesma época um obcecado observador de pássaros coloca a pequena Lily em alvoroço com a informação de que um pica-pau considerado extinto há 60 anos foi avistado ali e isso tira toda a atenção do desaparecimento de Gabriel… Continuar lendo

1 comentário

Arquivado em Editora Novo Conceito, Editoras Parceiras, Resenhas da Núbia