K-dorama: Marry Me, Mary!

Esse foi o segundo drama que assisti com o ator Jang Geun Suk, já que estava conhecendo seu trabalho garanti logo uma overdose e emendei Marry Me, Mary após You’re Beautiful. Declaro oficialmente que ele entrou para a lista dos meus atores favoritos. Em ambos os dramas, o Jang interpreta músicos, mas em nenhum momento Moo Kyul lembrou Tae Kyung, nem em trejeitos, nem nada. E, apesar de ter gostado mais da história de YAB, adorei a representação do Jang em Marry Me, Mary.

 

Título: 매리는 외박중 / Maerineun Oebakjoong

Também conhecido como: Mary Stayed Out All Night

Gênero: romance, comédia

Episódios: 16

Período em que foi ao ar: 08/Novembro/2010 à 28/Dezembro/2010

Wi Mae Ri, ou simplesmente Mary (interpretada por Moon Geun Young) é uma jovem de 24 anos apaixonada por doramas e que vive às voltas com os credores de seu pai, um irresponsável que vive cada vez mais endividado. Tudo o que ela quer é ter um pouco de paz, não ter que ficar se escondendo por causa de seu pai e poder voltar para a universidade e concluir seu curso.

Kang Moo Kyul (interpretado por Jang Geun Suk) é roqueiro, líder de uma banda indie de Hongdae. É despreocupado, um espírito livre como Mary o classificou. Com uma mãe relapsa aprendeu a se virar sozinho muito cedo, é independente e avesso à relacionamentos duradouros.

Byun Jung In (interpretado por Kim Jae Wook, muito mais estiloso em Coffee Prince) é filho de um grande empresário e quer investir na produção de dramas, para isso precisa da ajuda do seu pai que lhe impõe uma condição: ele deve se casar. O moço morre de medo do pai, é sempre rebaixado por este e o que mais quer é provar o seu valor.

Três pessoas que acabam tendo suas vidas intercruzadas. Mary atropela Moo Kyul e após uma série de manobras para evitar que ele pudesse de alguma forma fazer queixa contra ela, os dois acabam desenvolvendo uma amizade. Do outro lado desse triângulo estão os pais de Mary e de Jung In que se conhecem há muito tempo e que por acaso se reencontram após muitos anos e decidem casar seus filhos! As amigas de Mary e os companheiros de banda de Moo Kyul dão então a brilhante ideia de irem em um estúdio fotográfico tirar fotos de casamento e fingir que se casaram, mas eles não contavam que o pai da Mary ao ficar sabendo que a filha se “casou” iria tratar de registrar o casamento dela com Jung In (o registro de casamento na Coreia, algo como nosso casamento civil, é diferente e aceito informações sobre como funciona caso alguém saiba). Jung In pede ao pai que dê um tempo de 100 dias para ele tentar se acertar com Mary e convencê-la a assumir o casamento com ele, ao mesmo tempo em que ela pede ajuda a Moo Kyul para continuar se passando por seu marido e evitar assim que ela acabe casada. Em 100 dias ela terá que escolher alguém, mas o que ela quer é não escolher ninguém e prosseguir com seus estudos…

Mary se vê então com uma agenda de encontros, com seu tempo dividido entre os “dois maridos”. Acompanhamos seu relacionamento quase inexistente com Jung In virar uma relação profissional bem interessante e até mesmo uma amizade e a amizade de Mary e Moo Kyul virar algo mais. O Jung In no início é apático, mas no decorrer do drama comecei até a simpatizar com o rapaz, mas minha torcida foi pelo Moo Kyul desde o começo.

Acompanhar o desenvolvimento do relacionamento da Mary e do Moo Kyul foi bem legal, ambos renderam cenas bastante divertidas, como a deles ficando bêbados juntos, a parte em que vão parar na delegacia, ou a parte da audição da banda (isso só para citar algumas). Mas, o fato do drama ter se focado muito na escolha da Mary em alguns momentos deixou a trama arrastada, a impressão que deu foi que os 16 episódios ultrapassaram e muito os 100 dias. Senti falta de uma abordagem mais profunda dos outros personagens e das relações do passado entre os personagens. Outra coisa que não gostei muito foi do final, deixaram para resolver tudo aos 45 minutos do segundo tempo, em alguns momentos achei que o drama não teria conclusão. Esse foi um caso em que um desfecho redondinho fez falta. Apesar disso, Marry Me, Mary é um drama divertido com uma excelente trilha sonora e vale pena ver nem que seja só para acompanhar as performances musicais do Jang!

Segue algumas amostras da trilha sonora:

 

Projeto do Yöfansub

Equipe:

Tradução: Iurá e Luciana/Revisão: Viviane/Legendas: Dyego/QC: Dyego/Encoder /Uploader: Iurá e Marina/Coordenação: Viviane e Iurá

Para conferir:  http://yodramas.blogspot.com/2010/09/mary-stayed-out-all-night.html

Fontes:  http://wiki.d-addicts.com/Mary_Stayed_Out_All_Night


Anúncios

10 Comentários

Arquivado em Dorama aleatório

10 Respostas para “K-dorama: Marry Me, Mary!

  1. sushshsuhs

    Núbia, vc está virando uma crítica de dorama nota 10. Concordo com tudo o que você disse sabe? Estou doida para ver mais algum dorama com o Jan Geun, acho que tenho que ver aquele que a Alay postou no blog dela ( que ele está de cabelo curto) #chora.

    Eu adoro Mary me Marry apesar de tudo, e amo a trilha sonora e olhaaa o ator que faz o carinha ricão também fez Coffee Princess tais lembrada?

    Curtir

  2. AHHHHHHHHHHHHH! Tbm achei q as vezes Marry Me Mary ficou meoo arrastadoo! Principalmente por causa da persistencia dos pais..q nunca compreendiam os sentimentos dos filhos! Me irritou profundamente!

    Mas a excelente atuação do Jang compensa e muito isso! Ainda mais com ele cantando aquelas musicas! Uma mais legal que a outra! Vi esse dorama há 3 meses, mas até hj ouço a trilha sonora de tanto q gosto! To até com vontade de ver de novo!

    AHHH e se vc gostou da atuação do Jang mais uma vez…qdo ver Beethoven Virus só vai confirmar o talento q essa criatura possui!
    hehehee

    Karlinhaaaaaaaaa veja BV siim!!!!!!!!! Eu preciso ver alguma coisa do JGS rapidoo..Nao guento ficar mto tempo sem ver nd dele! kkkkkkkkk Acho q logo logo verei aquele dorama mais antigo de época dele! AUHAUHAUHUA!

    @AlayanaFlavia
    (http://divaneandoo.blogspot.com/)

    Curtir

  3. Pingback: Este mês (Julho de 2011) | Blablabla Aleatório

  4. Estou assistindo a esse agora \o/
    Jang Geun Suk como rockstar sempre é agradável, tô vendo. Só não barrou Minho ainda HAHAHA
    Adorei a resenha =*

    Curtir

    • Nubia Esther

      Barrar o Minho não é tarefa fácil, gosto muito do trabalho do Jang (se você assistir Bethoven Virus poderá conferir a versatilidade do rapaz) e adoro sua voz (ele canta muito bem!), mas não posso negar que o Minho ainda é meu favorito! >.<

      =**

      Curtir

  5. deniel

    onde eu vejo um dorama completo ????

    Curtir

    • Nubia Esther

      Olá Deniel,

      no Brasil há fansubs que se dedicam a traduzir e legendar doramas, sempre que falo sobre algum dorama por aqui cito os fansubs responsáveis pelo projeto de tradução. Pelo Viki (http://www.viki.com/) dá para assistir doramas online.

      Curtir

  6. Vivian

    Menina você manda muito bem hien… ainda não assisti, mas parece ser bom .. já me deleitei nos doramos com o ator Jang You’re Beautiful e Love Rain…. muito bom mesmo …. Meus tops de atores Lee Mi Ho e Jang… ai ai

    Curtir

    • Nubia Esther

      Ah, obrigada Vivian! A gente sempre tenta. xD
      Assista sim! Como disse, em alguns momentos a história se arrasta, mas a trama é bem legal, sem falar que o Jang está ótimo no papel e já que você já curtiu o trabalho dele em outros dramas não pode perder esse também né. 😉

      Ah, veja Bethoven Virus também com ele, o drama é lindo e o Jang está bem diferente.

      Curtir

  7. Pingback: Resumo do Mês | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s