Leia Mulheres: elas também escrevem ótimos romances policiais e thrillers

O dia 8 de março é dia de comemorar as conquistas, obtidas por meio de várias lutas, das mulheres. Nessa longa luta muitos espaços e direitos já foram conquistados. Na literatura não é diferente. Mas, apesar de já termos várias autoras, muitas com enorme sucesso e com obras consideradas clássicas, historicamente ainda existe uma defasagem em relação aos autores (como bem evidenciado naquele experimento da livraria de Cleveland). Foi por causa desse experimento que coloca em evidência essa grande disparidade, que resolvi criar essa coluna aqui no blog em março do ano passado e passado um ano a proposta continua válida. Há várias escritoras extraordinárias por aí esperando para serem lidas e se puder ajudar a divulgar a obra delas pelo menos para uma pessoa, já terá valido a pena. As indicações por aqui são temáticas e a de hoje serve para mostrar que as mulheres também escrevem ótimos romances policiais (não é a toa que até temos uma Rainha do Crime) e thrillers. Confira!

Lisa Gardner

A norte-americana Lisa Gardner cresceu lendo e sendo fascinada por histórias que começam com noites tempestuosas e que terminam com um corpo morto. Foi natural se dedicar a escrever esse tipo de histórias também. Escrever romances policiais também a permite fazer uma das atividades que ela mais gosta: pesquisar. Para criar suas histórias, Lisa entrevistas profissionais e especialistas de atividades ligadas ao combate ao crime para compor seus personagens. Agentes do FBI, policiais, agentes penitenciários, peritos criminais, antropólogos forenses, médicos legistas, até mesmo faz visitas a lugares como as fazendas de corpos. É por meio das experiências desses profissionais que ela cria as características de seus personagens e conhece mais detalhes de crimes reais, que muitas vezes são utilizados como pontapé inicial para os seus romances. Seus livros já venderam mais de 22 milhões de cópias, já foram publicados em mais de 20 países e quatro de seus romances já foram adaptados em filme. No Brasil a série protagonizada pela Detetive D.D. Warren teve três de seus dez livros (e totalmente fora de ordem) publicados pela Editora Novo Conceito (Esconda-se e Sangue na Neve já foram resenhados aqui no blog). A Editora Gutenberg adquiriu recentemente os direitos de publicação da série FBI Profiler e decidiu começar a publicação pelo sétimo e último livro da série já publicado (Bem Atrás de Você). Ah, essas decisões editoriais…

[Twitter][Facebook][Instagram][Site]

Patricia Cornwell

Não dá para falar de romance policial e não citar a autora norte-americana Patricia Cornwell. Seu primeiro romance Post Mortem (logo mais teremos resenha dele aqui no blog) foi publicado em 1990. Nessa época Patricia ainda trabalhava como analista de informática no Instituto de Medicina Legal em Richmond na Virginia (antes disso ela trabalhou como repórter policial). O livro que tem como protagonista a médica legista Kay Scarpetta, angariou os prêmios Edgar, Creasey, Anthony e Macavity e o francês Prix du Roman d’Aventure, foi o primeiro livro a conseguir essa marca em um único ano. O que a impulsionou a escrever uma série protagonizada pela legista, a qual conta com 23 livros, muitos deles já publicados no Brasil pela Companhia das Letras (atualmente na Editora Paralela). Ela já vendeu mais de 100 milhões de livros e suas obras já foram traduzidas para mais de trinta línguas e publicada em mais de 120 países. Não há dúvidas que Scarpetta seja a sua personagem mais famosa e a responsável por alçá-la ao rol dos escritores de romances policiais mais bem sucedidos, mas além dela, Cornwell também publicou livros sobre Jack, O Estripador, uma série protagonizada por um detetive (Win Garano), outra por um repórter (Andy Brazil), além de dois livros de culinária, um infantil e uma biografia (Ruth Graham).

Além da carreira literária, Patricia também é co-fundadora da cadeira de Cientista da Conservação no Museu de Arte da Universidade de Harvard; atua como membro do Conselho Nacional do Hospital McLean (afiliado à Harvard); ajudou a financiar a UTI do Hospital Veterinário de Cornwell, o estudo científico de um submarino Confederado e uma escavação arqueológica em Jamestown (Virgínia); além de uma considerável quantidade de instituições de caridade de aplicação da lei.

[Twitter][Facebook][Instagram][Site]

Lauren Beukes

A sul-africana Lauren Beukes, além de romances, também escreve e produz quadrinhos, roteiros, programas de TV e textos jornalísticos. Ela é jornalista de formação e trabalhou durante muito tempo cobrindo concursos de beleza de soropositivas, operações policiais e o mercado turístico dos tubarões brancos. Iniciou sua carreira de escritora publicando contos de ficção em coletâneas. Seu primeiro livro publicado (em 2005) foi a não-ficção Maverick: Extraordinary Women from South Africa’s Past e seu primeiro romance foi Moxyland (2008), uma obra cyberpunk que tem lugar em uma versão futura da Cidade do Cabo. Thrillers ela publicou dois, Zoo City (2010) que tem lugar em uma versão futura de Joanesburgo e traz uma mistura de fantasia moderna e crime e com o qual ela ganhou o prêmio Arthur C. Clarke em 2011; e Iluminadas (2013), publicado no Brasil pela Intrínseca, que mistura viagens temporais, história (a trama se passa em Chicago que nos é apresentada desde a década de 30) e trabalho investigativo, com uma pegada noir que muitas vezes beira o terror. Com ele, Beukes angariou os prêmios The Strand Magazine Critic’s Best Novel, RT Thriller of the Year, Exclusive Books’ Readers Choice Award e o  The University of Johannesburg Prize. Seus romances já foram traduzidos para mais de vinte idiomas e alguns estão sendo adaptados para filmes e televisão. Em 2015 ela foi agraciada com o Prêmio Mbokodo, uma iniciativa da Carol Bouwer Productions e do Departamento de Arte e Cultura para reconhecer mulheres com uma grande contribuição para o desenvolvimento das artes na África do Sul.

[Twitter][Facebook][Instagram][Site]

Salla Simukka

A filandesa Salla Simukka é escritora de ficção juvenil, tradutora e crítica literária. Salla finalizou seu primeiro livro aos 18 anos, também já escreveu várias novelas e traduziu obras estrangeiras para o finlandês. Ela escrevia críticas literárias para o Helsingin Sanomat e o Hämeen Sanomat, foi editora da revista literária LUKUfiilis e roteirista na Finnish Broadcasting Company. Em 2013 Simukka foi agraciada com os Prêmios Topelius (melhor romance juvenil por Jäljellä [Without a Trace] e Toisaalla [Elsewhere]) e o Finland Prize em reconhecimento por sua carreira significativa em artes. Internacionalmente ela é conhecida por sua trilogia Branca de Neve (The Snow White Trilogy – Lumikki Andersson Trilogy), que traz a história de Lumikki, uma jovem de 17 anos, desconfiada, meio loba solitária e que mesmo sem querer acaba se colocando na mira do perigo e exercendo seu pendor para o trabalho detetivesco. A Sony Pictures já mostrou interesse em adaptar a série para filmes. Os dois primeiros livros da trilogia (Vermelho Como o Sangue e Branca Como a Neve) foram publicados no Brasil pela Novo Conceito.

[Twitter][Facebook][Instagram][Site]

Agatha Christie

É impossível falar de romances policiais e não citar aquela que é conhecida pelas singelas alcunhas de Rainha do Crime e Duquesa da Morte. A inglesa Agatha Christie, nascida em 1890, publicou oitenta romances policiais e coleções de pequenas histórias, dezenove peças (aliás, ela alcançou renome internacional em sua carreira de dramaturga tanto quanto na de escritora) e seis romances escritos sob o nome de Mary Westmacott. Seus livros já foram traduzidos para mais de 100 idiomas e a autora é considerada uma das escritoras mais bem sucedidas por ser uma das autoras com mais obras vendidas no mundo. Em 1971 ela foi agraciada pela Rainha Elizabeth II com o título de Dama do Império Britânico (o equivalente feminino do Sir). Seu personagem mais conhecido é sem dúvida nenhuma o detetive Hercule Poirot, mas ela também criou uma das minhas personagens favoritas: a Miss Marple. Jane Marple está presente em doze obras da autora. A Miss Marple é uma velha solteirona que desvenda os mais intrincados mistérios baseando-se apenas em seu profundo conhecimento da natureza humana. Gosto da forma como ela analisa a índole e o comportamento humano e mesmo sendo tomada por caduca, resolve os crimes com maestria surpreendendo aqueles que não a levam a sério. Não é à toa que os livros protagonizados por ela estão entre os meus favoritos da autora, deem uma conferida em A Maldição Espelho no qual Miss Marple está bastante afiada.

[Site]


Já avisei no post anterior, mas não custa nada lembrar-vos novamente. Para quem está planejando ler mais livros escritos por mulheres em 2018. No Instagram está rolando um desafio, dê uma olha na hashtag #lendomaismulheres2018 (veja aqui a minha lista de leituras para o desafio).

 

 

*Free Online Logo Maker. https://www.designevo.com
Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Leia Mulheres

4 Respostas para “Leia Mulheres: elas também escrevem ótimos romances policiais e thrillers

  1. Adorando essas postagens. Leio muito. Leio de um tudo. Leio muitas mulheres. Comecei a seguir no Instagran. Sou fã da Patricia Cornwell. Uau! Seus livros são demais. Agatha foi minha primeira imersão no romance policial. As outras não conheço mas vou já anotar seus título para futuramente ler. Aproveito para indicar uma que li tempos atrás e gostei demais: Chelsea Cain com sua trilogia: Archie e Gretchen. De tirar o fôlego.

    Curtido por 1 pessoa

    • Nubia Esther

      Oi Roseli, fico contente que esteja gostando desse tipo de postagem. Conheci a Patricia Cornwell recentemente, decidi começar a empreitada de ler a série Scarpetta em ordem cronológica, até agora só li Post Mortem e gostei bastante. Dê uma chance às outras sim. A narrativa da Lisa Gardner se aproxima bastante da Patricia, dá para perceber o empenho (assim como a Cornwell) nas pesquisas com pessoas da área. Só é uma pena que seus romances por aqui tenham sido publicados totalmente fora de ordem e nenhuma série em sua totalidade. A Chelsea Cain não conhecia, vou anotar a dica aqui para leituras futuras. Obrigada pela visita!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Resumo do Mês | Blablabla Aleatório

Gostou do post, então comenta!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s